Masculinidades em editoriais masculinos: comunicação, moda e gênero

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x171432024145

Palavras-chave:

Moda, Gênero, Jornalismo de Moda, Comunicação, Análise do discurso

Resumo

A masculinidade vai sendo forjada enquanto identidade de gênero em cada etapa de interação social – inclusive aquelas intermediadas pela comunicação midiática. Por isso, as revistas de moda, através de seus editoriais, reforçam ou editam características identitárias através do consumo de imagens. Estas imagens que representam sujeitos embebidos em uma doxa (BOURDIEU, 2014) e se dá neste mesmo contexto – que, por sua vez, está estruturada na cultura, nas representações imagéticas dos editorais e, consequentemente, no corpo. A moda, enquanto campo do simbólico, se apresenta como um espaço de manifestação destas masculinidades, que se mostram transgressoras, ainda que incorram em manutenções conservadoras. Estas análises foram possíveis a partir da análise de discurso (BARDIN, 1977) aplicada em editoriais de moda masculina indexados pela plataforma Fucking Young (2015 e 2023). Desta forma, percebem-se as diversas narrativas que podem ser entendidas como manifestações, portanto, linguagens culturais (CANTU; GOMES, 2023).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Keller, Universidade Feevale

graduação em Design de Moda e Tecnologia pela Universidade Feevale (2010) e atualmente estou cursando Ciências Sociais. Concluí meu mestrado em Processos e Manifestações Culturais na mesma instituição em 2016. Atualmente, estou realizando o doutorado no mesmo programa de pós-graduação. Além disso, possuo especializações em áreas complementares que enriquecem minha formação: Gestão de Varejo pelo Senac e Psicologia Social e Antropologia pela FAMEESP. Essa variedade de formações proporciona uma perspectiva ampla e interdisciplinar para abordar questões no campo da cultura, comunicação e memória, integrando tanto a perspectiva do design e da tecnologia quanto a compreensão das dinâmicas sociais e comportamentais no contexto varejista. Essa abordagem multidisciplinar permite uma visão mais completa e inovadora na abordagem dos desafios e oportunidades presentes nas interseções entre design, cultura e varejo.

 

Denise Castilhos de Araújo, Universidade Feevale

Possui graduação em Licenciatura Plena em Letras Português pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1995), mestrado em Processos Midiáticos - Semiótica pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1997) e doutorado em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica (2003). Realizou estágio de pós doutoramento na Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, no Programa de Pós Graduação Interdisciplinar de Ciências Humanas. Docente da graduação, nas áreas da Comunicação Social Relações Públicas, Publicidade e Propaganda e Jornalismo), da Moda e das Letras; e na Pós-Graduação ministrando aulas sobre Gênero, Consumo, Cultura, Fundamentos Epistemológicos da prática docente, e Indústria Criativa. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em imagem, narrativas quadrinizadas, cultura e gênero, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação, gênero feminino, mídia, corpo e imagem. Também apresenta grande experiência no desenvolvimento de projetos de pesquisa.

Referências

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de consumo. Lisboa: Edições 70, 2008.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bestbolso, 2014.

CASTILHO, Káthia. Moda e Linguagem. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2004.

FEATHERSTONE, Mike. Cultura de Consumo. São Paulo: Studio Nobel, 1995.

FUCKING YOUNG, 2015. Disponível em: < https://fuckingyoung.es/>. Acesso em 17 de dezembro de 2023.

FUCKING YOUNG, 2015a. Fire and the thud. Disponível em https://fuckingyoung.es/fire-thud/. Acesso em 14/02/2015.

FUCKING YOUNG, 2015b. Edição especial de Primavera/Verão de 2015 da revista AnOther. Disponível em https://fuckingyoung.es/garrett-neff-collier-schorr/. Acesso em 26/02/2015.

FUCKING YOUNG, 2015c. Jon Kortajarena by Matthew Brookes. Disponível em https://fuckingyoung.es/jon-kortajarena-by-matthew-

brookes/. Acesso em 07/10/2015.

FUCKING YOUNG, 2015d. Entrevista com Luke James. Disponível em https://fuckingyoung.es/luke-james/. Acesso em 19/01/2015.

FUCKING YOUNG, 2015e. Oliver Kumbi. Disponível em https://fuckingyoung.es/oliver-kumbi/. Acesso em 07/01/2015.

FUCKING YOUNG, 2023. About us. Disponível em https://fuckingyoung.es/about/. Acesso em 19/12/2023.

FUCKING YOUNG, 2023a. Boyhood. Disponível em https://fuckingyoung.es/boyhood-3/. Acesso em 19/12/2023.

FUCKING YOUNG, 2023b. Entrevista com Eduard Torres. Disponível em https://fuckingyoung.es/a-conversation-with-eduard-torres. Acesso em 19/12/2023.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

GOMES, Nelson Pinheiro - O Marketing da Aparência: Comunicação e Imagem nas Publicações Periódicas de Moda. Lisboa: Universidade de Lisboa Faculdade de Letras, 2010. Dissertação de Mestrado.

KELLER, Daniel Gevehr. Masculinidade hiato: cultura, gênero e moda. 2016. 191 f. il.; 30 cm. Dissertação (Mestrado em Processos e Manifestações Culturais) - Universidade Feevale, Novo Hamburgo-RS, 2016. Orientadora: Denise Castilhos de Araújo.

KREICBERGS, Toms, ŠČEULOVS, Deniss, BERNOVSKIS,,Artūrs

Brand and masculinity archetypes as an innovative research approach for analyzing consumer preferences on masculinity in advertising, Journal of Open Innovation: Technology, Market, and Complexity,Volume10,Issue1, 2024.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

MARTINS, Vanessa Alexandra Ribeiro. Criação e Promoção: O Editorial como promotor da Moda. Relatório de Estágio, Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa, Portugal, 2014. Disponível em: Acesso em: 15 de maio de 2024.

MORAES, Roque. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999.

PRECIOSA, Rosane. Produção estética: notas sobre roupas, sujeitos e modos de vida. São Paulo: Editora Anhembi Morumbi.

QUEIROZ, Mário. O herói desmascarado: A imagem do homem na moda. São Paulo: Estação das Letras e Cores Editora, 2009.

RICOEUR, Paul. Do texto a acção: ensaios de hermenêutica II. Porto: Res-Editora, 1991.

RONCOLETTA, Mariana. Revistas de moda sem mistérios: estruturas e abordagens. In: CASTILHO, Kathia. DEMETRESCO, Sylvia. (Orgs.) Consumo: práticas e narrativas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2011.

STALLYBRAS, Peter. O casado de Marx. Belo Horizonte: Autêntica, 2023.

THOMPSON, John B. Ideologia e Cultura Moderna. Petrópolis: Vozes, 2011.

Publicado

2024-07-01

Como Citar

KELLER, Daniel; CASTILHOS DE ARAÚJO, Denise. Masculinidades em editoriais masculinos: comunicação, moda e gênero. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 17, n. N. 43, p. 145–202, 2024. DOI: 10.5965/1982615x171432024145 . Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/24906. Acesso em: 24 jul. 2024.