A experiência de vida das múltiplas infâncias e juventudes adolescentes na pandemia do Covid-19: Dewey e as práticas pedagógicas no ensino de Artes Visuais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267722021176

Palavras-chave:

Pandemia, Experiência, Ensino, Artes Visuais

Resumo

O presente artigo reflete sobre as experiências de vida tidas na pandemia do Covid-19, em especial, as das crianças e dos adolescentes. Observamos, no âmbito da pandemia, as manifestações artísticas suscitadas e as vulnerabilidades sociais agravadas presentes na infância e na adolescência. Buscamos compreender essas experiências, a fim de pensar sobre o Ensino de Artes Visuais, especificadamente, os seus conteúdos curriculares, pensando no contexto de diferentes infâncias e juventudes adolescentes. Em segundo momento, discorremos sobre o Ensino de Artes Visuais diante da pandemia, com apoio na perspectiva de Dewey (2011), em especial, no seu capítulo intitulado ‘A organização progressiva das matérias e conteúdos curriculares’. Utilizamos como metodologia a revisão bibliográfica de livros, capítulos de livros, artigos e sites eletrônicos e consultas em plataformas virtuais de Artes Visuais. Concluímos que as visualidades da pandemia atuam como pedagogias culturais e que o Ensino de Artes Visuais pode abarcar a experiência de vida dos estudantes, a partir de conteúdos que proponham a reflexão sobre o momento contemporâneo.

Biografia do Autor

Maristani Polidori Zamperetti, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Doutora e Mestre em Educação pela Faculdade de Educação (PPGE/FaE/UFPel). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE, FaE, UFPel) Professora Associada no Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (CA/UFPel), RS, onde ministra disciplinas na área de Fundamentos da Educação em Artes Visuais.  Coordenadora do Grupo de Pesquisa/CNPQ  “Pesquisa, Ensino e Formação Docente nas Artes Visuais”.

Claudia Rekowsky Bistrichi, UFPel

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/UFPEL). Graduada em Artes Visuais Licenciatura pela Universidade Federal de Rio Grande (FURG). Professora do componente de Arte dos anos finais do Ensino Fundamental da Escola de Ensino Fundamental (EMEF) Helena Small. 

Referências

ABE, Stephanie Kim. Educação versus violência sexual contra crianças e adolescentes. CENPEC Educação. São Paulo, 18 abr. 2021. Juventudes. Disponível em: <https://www.cenpec.org.br/noticias/a-educacao-contra-o-abuso-a-violencia-e-a-exploracao-sexual-de-criancas-e-adolescentes> Acesso em: 14 jun. 2021.

BOEMER, Raphael. Como a pandemia impacta crianças em situação de rua. [Entrevista concedida a] Cecília Garcia, Portal Aprendiz, São Paulo, 11 ago. 2020. Transformar a Cidade. Disponível em: <https://portal.aprendiz.uol.com.br/2020/08/11/como-a-pandemia-impacta-criancas-em-situacao-de-rua/> Acesso em: 04 jun. 2021.

BÖCKMANN, ESTELA. Pandemia e Arte: resistência frente ao novo coronavírus. ArteVersa, Rio Grande do Sul, 29 mai. 2021. Coleção de Artistas. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/arteversa/?p=43513> Acesso em: 03 jun. 2021.

CANAL FUTURA. Crescer sem violência. Canal Futura, [s. I.], [2020?]. Projetos do Futura. Disponível em: <https://www.futura.org.br/projetos/crescersemviolencia/#:~:text=O%20projeto%20O%20Crescer%20Sem,sem%20expor%20crian%C3%A7as%20e%20adolescentes> Acesso em: 13 jun. 2021.

CARDOSO JR., Wilson. Artes visuais em tempo de pandemia. Rio de Janeiro, [2020]. Disponível em: <http://www.educacao.ufrj.br/wp-content/uploads/2019/12/NVersao-Arte-em-Tempos-de-Pandemia.pdf> Acesso em: 03 jun. 2021.

COSTA, André Luiz da Silva; PRIMOLAN; Débora Alves. Trabalho infantil no Brasil: probabilidade de recrudescimento frente à pandemia do covid-19. In: MOTA, Fabiana Dantas Soares Alves da; SOBRINHO, Zéu Palmeira (Coord.).Trabalho infantil e pandemia: diagnóstico e estratégias de combate. Natal: Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região: Escola Judicial (EJ-21) do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte / Núcleo de Estudos Sobre Trabalho Infantil, 2020. p. 52-69. Disponível em: <https://ead.trt21.jus.br/pluginfile.php/780/mod_book/chapter/17/E-book%20-%20Trabalho%20Infantil%20e%20Pandemia.pdf> Acesso em: 13 jun. 2021.

DEWEY, John. Experiência e educação. Petrópolis: Vozes, 2011.

FELIZARDO, Ana Paula. “Uma ofegante pandemia”: reflexões sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes no contexto da covid-19 no Brasil. In: MOTA, Fabiana Dantas Soares Alves da; SOBRINHO, Zéu Palmeira (Coord.).Trabalho infantil e pandemia: diagnóstico e estratégias de combate. Natal: Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região: Escola Judicial (EJ-21) do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte / Núcleo de Estudos Sobre Trabalho Infantil, 2020. p. 280-306. Disponível em: <https://ead.trt21.jus.br/pluginfile.php/780/mod_book/chapter/17/E-book%20-%20Trabalho%20Infantil%20e%20Pandemia.pdf> Acesso em: 13 jun. 2021.

MAURICÍO DE SOUZA PRODUÇÕES; FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL (Realização). A turma da Mônica: toda crianças quer ser criança. Brasil: Maurício de Souza Editora, 2006. Disponível em: <https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/turma_da_monica/monica_trabalho_infantil.pdf> Acesso em: 13 jun. 2021.

JARDIM, João; CARVALHO, Walter. Janela da Alma. São Paulo: Europa Filmes, 2002. 1 DVD (73min), color.

LUDWIG, Denise Gomes. Pinturas com pessoas pobres: a desigualdade social. De Arte em Arte. [s. I.], 03 abr. 2014. Disponível em: <https://deniseludwig.blogspot.com/2014/04/pinturas-com-pessoas-pobres-portinari-e.html> Acesso em: 13 jun. 2021.

MARQUES, Emanuele Sousa et al. A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n. 4, p. 1-6, 2020. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/csp/a/SCYZFVKpRGpq6sxJsX6Sftx/?lang=pt> Acesso em: 30 mai. 2021.

MUSEU DA IMIGRAÇÃO. Materiais Educativos. São Paulo: Museu da Imigração, [20--]. Educativo. Disponível em: <https://museudaimigracao.org.br/educativo/materiais-educativos> Acesso em: 13 jun. 2021.

MUSEU DO ISOLAMENTO. O que é o museu do isolamento. Brasil: Museu do Isolamento, [2020]. Sobre. Disponível em: <https://museudoisolamento.com/o-que-somos/> Acesso em: 10 jun. 2021.

PANDEMIA de agressões: 1 em cada 4 mulheres sofreu violência no Brasil. G1, São Paulo, 7 jun. 2021. Disponível em: <https://g1.globo.com/politica/stories/2021/06/07/uma-em-cada-quatro-mulheres-sofreu-violencia-na-pandemia.ghtml> Acesso em: 10 jun. 2021.

PONTES, Ana Lucia de Moura et al. Pandemia de Covid-19 e os Povos Indígenas no Brasil: cenários sociopolíticos e epidemiológicos. In: MATTA, Gustavo Corrêa et al. (Org.) Os impactos sociais da Covid-19 no Brasil: populações vulnerabilizadas e respostas à pandemia. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2021. p. 123-136. Disponível em: <https://www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br/fiocruz-lanca-e-book-sobre-impactos-sociais-da-pandemia/> Acesso em: 05 jun. 2021.

QUEIROZ, Gabriele Nogueira. Exploração sexual infantil e os riscos da internet: vulnerabilidades acentuadas pela pandemia. In: MOTA, Fabiana Dantas Soares Alves da; SOBRINHO, Zéu Palmeira (Coord.).Trabalho infantil e pandemia: diagnóstico e estratégias de combate. Natal: Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região: Escola Judicial (EJ-21) do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte / Núcleo de Estudos Sobre Trabalho Infantil, 2020. p. 201-225. Disponível em: <https://ead.trt21.jus.br/pluginfile.php/780/mod_book/chapter/17/E-book%20-%20Trabalho%20Infantil%20e%20Pandemia.pdf> Acesso em: 13 jun. 2021.

RUTHSAM, Luciana. Negacionismo na pandemia: a virulência da ignorância. UNICAMP, Campinas, 14 abr. 2021. Cultura e Sociedade. Disponível em: <https://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2021/04/14/negacionismo-na-pandemia-virulencia-da-ignorancia> Acesso em: 30 mai. 2021.

SANTOS, Boaventura de Souza. A sul da quarentena. In: SANTOS, Boaventura de Souza. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Almedina SA, 2020a. Disponível em: <https://www.abennacional.org.br/site/wp-content/uploads/2020/04/Livro_Boaventura.pdf> Acesso em: 13 jun. 2021.

SANTOS, Boaventura de Souza. Percursos para as epistemologias do Sul. In: SANTOS, Boaventura de Souza. O fim do império cognitivo: afirmação das epistemologias do sul. Belo Horizonte: Autêntica, 2020b. p. 41-64.

ZAMPERETTI, Maristani Polidori. Artes visuais e ensino remoto: paroxismo nas interações em tempos de pandemia. Palíndromo, v. 13, n. 29, p. 38-53, 2021. Disponível em: <https://www.revistas.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/18977/12714> Acesso em: 13 jun. 2021.

WIKIPÉDIA. Drik Barbosa. Wikipédia, Brasil, 2021. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Drik_Barbosa> Acesso em: 14 jun. 2021.

WIKIPÉDIA. Emicida. Wikipédia. Brasil, 2021. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Emicida> Acesso em: 14 jun. 2021.

Downloads

Publicado

2021-10-31

Como Citar

ZAMPERETTI, M. P.; BISTRICHI, C. R. A experiência de vida das múltiplas infâncias e juventudes adolescentes na pandemia do Covid-19: Dewey e as práticas pedagógicas no ensino de Artes Visuais . Revista Apotheke, Florianópolis, v. 7, n. 2, 2021. DOI: 10.5965/24471267722021176. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/20453. Acesso em: 20 jan. 2022.