Efeito do tratamento preservante e da exposição a campo na resistência mecânica da madeira de Eucalyptus grandis e Eucalyptus cloeziana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811712032021241

Palavras-chave:

tratamento industrial, campo de apodrecimento, durabilidade da madeira, preservação da madeira

Resumo

A madeira, em razão de sua constituição química, apresenta suscetibilidade a agentes biodeterioradores, especialmente quando exposta a condições adversas, como em contato com o solo. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito do tratamento preservante com Arseniato de Cobre Cromatado (CCA) e do tempo de exposição a campo na resistência mecânica das madeiras de Eucalyptus grandis e Eucalyptus cloeziana. Para isso foram utilizadas árvores com 16 anos de idade, de ambas das espécies, que foram desdobradas em tábuas e submetidas à secagem ao ar livre para, posteriormente, efetuar-se o tratamento preservante em autoclave com CCA. A partir das tábuas tratadas confeccionaram-se corpos de prova nas dimensões de 2,0 x 2,0 x 30,0 cm, que foram instalados em campos de apodrecimento em duas áreas distintas, campo aberto e floresta, no município de Santa Maria/RS. Periodicamente foram coletados corpos de prova para avaliar sua degradação ao longo do tempo de exposição, os quais foram submetidos ao teste mecânico de flexão estática. Com base nos resultados obtidos observou-se que o tratamento preservante apresentou efeito benéfico, mantendo a resistência mecânica da madeira por um período de tempo maior. O efeito foi mais pronunciado para a madeira de E. cloeziana, que naturalmente já apresentava maior resistência mecânica que a madeira de E. grandis. Assim, conclui-se que o tratamento é eficiente na redução da deterioração da madeira a campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL LS. 2012. Penetração e retenção do preservante em Eucalyptus com diferentes diâmetros. (Mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira). Lavras: Universidade Federal de Lavras. 81p.

ARAUJO HJB. et al. 2012. Durabilidade de madeira de eucalipto citriodora (Corymbia citriodora (Hook.) K.D. Hill & L.A.S. Johnson) tratada com CCA em ambiente amazônico. Acta Amazonica 42: 49-58.

APRILE FM et al. 1999. Aspectos cinéticos da degradação de laminados de madeira em ambientes aquático e terrestre. Revista Brasileira de Biologia 59: 485-492.

ABNT. 1997. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Projeto de estruturas de madeira: NBR 7190. Rio de Janeiro: ABNT. 107p.

BARILLARI TC. 2002. Durabilidade da madeira do gênero Pinus tratada com preservantes: avaliação em campo de apodrecimento. (Mestrado em Ciências Florestais). Piracicaba: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. 68p.

CALIL JÚNIOR C & DIAS AA. 1997. Utilização da madeira em construções rurais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 1: 71-77.

COPANT. 1972. Comisión Panamericana de Normas Técnicas. Maderas: método de determinación de flexión estática: COPANT 30:1-006. La Paz: COPANT. 8p.

COSTA AFD. 2003. Como preservar a madeira no meio rural. Brasília: UnB. 31 p.

COSTA AF et al. 2005. Durabilidade de madeiras tratadas e não tratadas em campo de apodrecimento. Floresta e Ambiente 12: 07-14.

MODES KS et al. 2012. Cerne - Resistência natural das madeiras de sete espécies florestais ao fungo Pycnoporus sanguineus causador da podridão-branca. Cerne, 18: 407-411.

SALES-CAMPOS C et al. 2003. Estudo da variabilidade da retenção do preservante CCA tipo A na madeira de Brosimum rubescens Taub. Moraceae - (pau-rainha) uma espécie madeireira da região amazônica. Árvore 27: 845-853.

TREVISAN H et al. 2007. Avaliação de propriedades físicas e mecânicas da madeira de cinco espécies florestais em função da deterioração em dois ambientes. Revista Árvore 31: 30-37.

VIVIAN MA et al. 2020. Qualidade e eficiência de produtos naturais no tratamento preservativo das madeiras de Araucaria angustifolia, Eucalyptus viminalis e Pinus taeda. Revista de Ciências Agroveterinárias 19: 35-47.

Downloads

Publicado

2021-12-08

Como Citar

VIVIAN, Magnos Alan; MODES, Karina Soares; SANTINI, Elio José; MORAIS, Weslley Wilker Correa; CARVALHO, Douglas Edson. Efeito do tratamento preservante e da exposição a campo na resistência mecânica da madeira de Eucalyptus grandis e Eucalyptus cloeziana. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 20, n. 3, p. 241–249, 2021. DOI: 10.5965/223811712032021241. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/19802. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Multiseções e Áreas Correlatas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)