Gestão Visual: mapeando experiências a partir de blueprints de serviço no cenário remoto

Autores

  • Débora Wernke UFSC, Florianópolis, SC
  • Júlio Teixeira UFSC, Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x14312021116

Palavras-chave:

design de serviços, gestão visual, blueprint de serviço, recursos humanos.

Resumo

A Gestão Visual aliada às ferramentas de Design de Serviços mostra-se como uma boa estratégia para a implementação do mapeamento de processos em cenários remotos. O objetivo geral do presente estudo foi apresentar seus conceitos e implementar o service blueprint como uma ferramenta facilitadora para o mapeamento de experiências dos processos da área de Recursos Humanos. Visando proporcionar a melhor interação e prática das ações, foi realizada a pesquisa-ação na empresa Jungle Devs, participando então do mapeamento de toda a jornada do processo de seleção de novos candidatos. A Gestão Visual por meio da ferramenta service blueprint mostrou-se necessária ao alinhamento do time nessa modalidade, além de facilitar o entendimento do processo aos demais colaboradores da empresa. Assim, a implementação do service blueprint como ferramenta visual foi desdobrada à demais processos, e de outras áreas, para que se atingisse a maturidade dos mesmos frente a expansão da empresa.

Biografia do Autor

Débora Wernke, UFSC, Florianópolis, SC

Mestranda em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Pesquisadora no grupo LEMME - Gestão Visual e Inovação Digital e Employee Experience Designer na empresa Jungle Devs. Atualmente integro o time de People and Culture e sou responsável pela experiência dos candidatos e dos colaboradores, fazendo também a comunicação da estratégia, alinhada aos processos de cultura, OKRs e gestão de pessoas. Conduzo processos que envolvem a integração interna além de eventos criativos, auxiliados por metodologias de gestão e design. Atuando na promoção da cultura organizacional pautado no conceito de Employer Branding. Durante a graduação procurei diversificar meu aprendizado passando por projetos de Design Editorial, Branding, Design de Embalagens e de Produção Publicitária e consequentemente atuando em estágios/projetos que vinculassem tais conceitos. Como atividade complementar participei da Uipi - Empresa Júnior de Design da UFSC ocupando os cargos de Assessora de Projetos e Diretora de Projetos.

Júlio Teixeira, UFSC, Florianópolis, SC

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Desenvolveu parte da sua pesquisa por meio de Doutorado Sanduíche na University of Wuppertal (Alemanha) no departamento de Industrial Design. É Mestre em Gestão de Design pela UFSC (2011) e possui graduação em Design pela UDESC (2005) . Atualmente é Professor Adjunto II da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) onde atua como professor no Curso de Design e nos Programas de Pós-Graduação em Design e de Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) e como Líder do Grupo de Pesquisa: LEMME - Gestão Visual e Inovação Digital. Já atuou como professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC) na UNIVALI e como Professor e orientador convidado em diferentes cursos de especialização e MBAs do país. Também atuou como Diretor de Marketing e Design na Tekoa - Informação e Conectividade e como consultor na área de Gestão, Marketing Digital e Design Estratégico. Tem experiência profissional e acadêmica em abordagens relacionadas à: Branding; Gestão de Projetos; Marketing Digital; Ergonomia; e Metodologia. É autor do livro: Gestão Visual de Projetos: utilizando a informação para inovar (2018 - Editora Alta Books) Site Pessoal: www.juliomontex.com.br Site Grupo de Pesquisa (LemmeLab): https://lemme.ufsc.br/

Referências

DIÁRIO DO COMÉRCIO. Home office será mantido por mais de 70% das empresas no pós-crise. Disponível em: https://dcomercio.com.br/categoria/gestao/home-office-sera-mantido-por-mais-de-70-das-empresas-no-pos-crise. Acesso em 1 ago. 2020.

ECHOS. Gestão de projetos: como o design thinking pode ajudar? Disponível em: https://escoladesignthinking.echos.cc/blog/2018/03/gestao-de-projetos-como-o-design-thinking-pode-ajudar/. Acesso em 1 ago. 2020.

FINANCIAL TIMES. Why HR chiefs must rethink talent management after Covid-19. Disponível em: https://www.ft.com/content/71ad5416-a4a4-11ea-81ac-4854aed294e5. Acesso em: 31 jul. 2020.

KALBACH, J.. Mapeamento de Experiências, Um guia para criar valor por meio de jornadas, blueprints e diagramas. Rio de Janeiro: Alta Books Editora. 2017

SANTOS, Lucas Almeida dos et al. Mapeamento de processos: um estudo no ramo de serviços. Iberoamerican Journal Of Industrial Engineering. Florianópolis, p. 108-128. jan. 2015.

PMI. Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos (guia PMBOK®). Project Management Institute, 5. ed, Saraiva, 2013.

QUINTÃO, Fernanda S.; TRISKA, Ricardo. Design de informação em interfaces digitais: origens, definições e fundamentos. Revista Brasileira de Design da Informação , São Paulo, v. 10, n. 2, p. 105-118, 2013.

ROBERT HALF. Home office agrada a maioria: como será a volta ao escritório? Disponível em: https://www.roberthalf.com.br/blog/tendencias/home-office-agrada-maioria-como-sera-volta-ao-escritorio. Acesso em 2 ago. 2020.

SANTOS, Aguinaldo dos. Seleção do método de pesquisa: guia para pós-graduando em design e áreas afins / Aguinaldo dos Santos. - Curitiba, PR : Editora Insight, 2018. 230 p.

SHEDROFF, N. Information interaction design: a unified field theory of design. In: JACOBSON, Robert (ed.). Information design. Cambridge (MA): The MIT Press, 2000.

SCHEIN, Edgar H. Organizational culture and leadership. San Francisco, Jossey Bass, 1989.

SIBBET, D.. Reuniões Visuais: como gráficos, lembretes autoadesivos e mapeamento de ideias podem transformar a produtividade de um grupo. Rio de Janeiro: Alta Books, 2013.

STICKDORN, Marc; SCHNEIDER, Jakob (Org.). Isto é Design Thinking de Serviços. Porto Alegre: Bookman, 2014.

TALENSES. Pesquisa | Processos de admissão, onboarding e treinamento no cenário COVID-19. Disponível em: https://talenses.com/pt/publicacoes/news-that-matter/pesquisa-processos-de-admissao-onboarding-e-treinamento-no-cenario-covid-19. Acesso em 1 ago. 2020.

THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-Ação. 18a ed. São Paulo: Cortez, 2011.

VIANNA, M. et al. Design Thinking: Inovação em negócios. Rio de Janeiro: MJV Press, 2012. 161 p.

Downloads

Publicado

2020-12-27