Entre imagens e palavras – nomenclaturas e representações como janelas históricas e culturais

Autores

  • Soraya Coppola UFMG
  • Maryelle Cordeiro UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630532021066

Palavras-chave:

Nomenclatura, Ornamento, Iconologia

Resumo

O presente artigo propõe apresentar uma reflexão concernente à relação entre imagem e palavra e suas múltiplas consequências observadas ao longo do percurso histórico, artístico e cultural desde o Renascimento, através das nomenclaturas dos vestuários. A cidade será o palco para a permanência de muitas lexias construídas ao longo de várias histórias e que serão registradas nos dicionários a partir do século XVII, em diferentes regiões da atual Europa. Através do levantamento de um volume de nomenclaturas que envolvem o universo sociocultural em torno aos vestuários, aos materiais têxteis e ao saber fazer, verifica-se, no período tratado, a construção de uma área específica de conhecimento: a Moda. A metodologia aborda o estudo de diferentes imagens das artes, bem como de textos antigos e contemporâneos quanto à história da Moda e a história das imagens, na qual os textos costuram sentidos mais amplos através da intermidialidade entre palavras e representações. As terminologias estudadas foram lexicograficamente definidas e organizadas em três núcleos principais: moda, espaço/tempo e sociedade. Entre as palavras e as imagens, encontramos um mundo material cuja representação iconográfica carrega sentidos mais amplos, criando janelas históricas e culturais que permitem à contemporaneidade se efetivar como espectadores do passado, como receptores de memórias.

 

Biografia do Autor

Soraya Coppola, UFMG

Conservadora e Restauradora de bens culturais móveis. Doutora e Mestre em Artes Visuais (EBA/UFMG). Residente Pós-Doutoral no Programa de Pós-Graduação em Artes(EBA/UFMG) Possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito Milton Campos (1995), graduação em Belas Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001), graduação em Decoração de Interiores pela Fundação Mineira de Arte Aleijadinho (1993). Especialista em conservação e restauração de bens culturais móveis (pintura, escultura, papel, cerâmica, pedra, tecido, tapete e arazzi) pelo CECOR/EBA/UFMG, especialista em Conservação e Restauração de materiais pétreos e cerâmica (histórica/arqueológica) e em Conservação e Restauração de tecido, tapete e arazzi pelo L'Istituto per l'Arte e il Restauro do Palazzo Spinelli/Itália, especialista em Arte/Educação pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) Atualmente é professora efetiva da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, alocada no Departamento de Desenho, categoria dedicação exclusiva e professora colaboradora no Departamento de Artes Plásticas/EBA/UFMG atuando como docente no Curso de Conservação e Restauração de bens móveis. Possui experiência em Administração Pública, tendo integrado Comissões, Conselhos e Orgãos Colegiados da Escola de Belas Artes (UFMG). Atua como pesquisadora nas áreas de tecnologia da obra de arte; tecnologia, design e criação têxtil; ornamento; cultura material e iconografia. Coordena junto ao CNPq o grupo de pesquisa "STUDIOLO". Também é membro no CIETA/Lyon. 

Maryelle Cordeiro, UFMG

Possui graduação em Letras (modalidade: licenciatura dupla; habilitação: Português/Italiano) na Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, com experiência acadêmica na Università del Salento em Lecce, na Itália . É Mestre em Estudos Linguísticos pela Faculdade de Letras da UFMG. Possui doutorado em Estudos Linguísticos pela Faculdade de Letras da UFMG, com período de Doutorado Sanduíche no Atlas Linguístico Italiano e Atlas Toponímico do Piemonte Montano, ambos com sede na Università degli Studi di Torino, na Itália.Na Università degli Studi di Torino, durante o período do Doutorado Sanduíche, atuou como Cultrice della Materia no Dipartimento di Studi Umanistici. É mestre em Didattica e promozione della lingua e cultura Italiane a stranieri pela Università Ca Foscari di Venezia, em Veneza na Itália.

Referências

ALBERTI, Leon Battista. Da Pintura. Campinas: Editora Unicamp, 1999.

ALBERTI, Leon Battista. I libri della famiglia: a cura di R. Romano e A. Tenenti. Torino: Einaudi, 1972.

ALBERTI, Leon Battista. Opuscoli Morali. Veneza: Francesco Franceschi, 1568

ANÔNIMO. Cronica: vita di Cola di Rienzo. Bracciano: Andrea Fei, 1631

ARBEX, Márcia (Org). Poéticas do visível: ensaios sobre a escrita e a imagem. Belo Horizonte: Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários, Faculdade de Letras da UFMG, 2006.

BALZAC, Honoré de. Tratado da vida elegante. Ensaios sobre a moda e a mesa. São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2010.

BASCHET, Jérôme. L’Introduction: L’image-objet. In: SCHMITT, Jean-Claude; BASCHET, Jérôme. L'image. Fonctions et usages des images dans l'Occident médiéval. Paris: Le Léopard d'Or, 1996. p. 7-26, v.5.

BAUDINICCI, Filippo. Vocabolario Toscano dell'Arte del Disegno. Firenze: Santi Franchi, 1681

BELTING, Hans. Semelhança e presença. A história da imagem antes da era da arte. Rio de Janeiro: [s.n.], 2010.

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. Dimensões da Palavra. Filologia e Linguística Portuguesa, n.2, p.81-118, 1998.

BOCCACCIO, Giovanni. De mulieribus claris. Ulm: Hans Zainer, 1473

BONNE, Jean-Claude. Arte e environnement: entre arte medieval e arte contemporânea. In: Anais da VII Semana de Estudos Medievais. Brasília: PEM/UnB, 2009. p. 39-57.

BONNE, Jean-Claude. Formes et fonctions de l’ornamental dans l’arte medieval (VIII-XIII siècle). Le modele insulare. In: SCHMITT, Jean-Claude; BASCHET, Jérôme. L'image. Fonctions et usages des images dans l'Occident médiéval. Paris: Le Léopard d'Or, 1996. p. 207-250, v.5.

BURCKHARDT, Titus. A arte sagrada no Oriente e no Ocidente: princípios e métodos. São Paulo: altar Editorial, 2004.

BURKE, Peter. Linguagens e comunidades nos primórdios da Europa moderna. São Paulo: Unesp, 2010.

CARNESECCHI, Carlo. Cosimo I e la sua legge suntuária del 1562. Firenze: Stabilimento Pellas, Cocchi e Chiti successori, 1902

CASTIGLIONE, Baldassarre. Il libro del cortegiano, Veneza: Gabriel Giolito de Ferrari, 1569

COPPOLA; CORDEIRO. Comunicação do Colóquio de Moda: Imagem. 2020. Disponível em: https://www.stilearte.it/cose-il-bisso-e-la-preziosa-seta-di-mare-salvate-il-mio-museo-dice-lultima-tessitrice-il-video. Acesso em: 13 out. 2020

CRETELLA JUNIOR, José; CINTRA, Geraldo de Ulhoa. Dicionário Latino-Português. São Paulo: companhia Editora Nacional, 1956.

CUMMING, Valerie. Understanding fashion history. London: B T Batsford, 2004.

Disponível em: https://dizionario.internazionale.it/parola/bisso. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://dizionario.internazionale.it/parola/cuffia . Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://dizionario.internazionale.it/parola/pizzo. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://dizionario.internazionale.it/parola/stoffa. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://it.wikipedia.org/wiki/Laura_Battiferri/. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://www.stilearte.it/cose-il-bisso-e-la-preziosa-seta-di-mare-salvate-il-mio-museo-dice-lultima-tessitrice-il-video. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://www.treccani.it/vocabolario/asciugatoio/. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://www.treccani.it/vocabolario/fisciu/. Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://www.treccani.it/vocabolario/gorgiera/ . Acesso em: 13 out. 2020

Disponível em: https://www.treccani.it/vocabolario/hennin/. Acesso em: 13 out. 2020.

ECO, Umberto. Arte e beleza na estética medieval. Rio de Janeiro: Record, 2010.

GALVANO, Fiamma. La cronaca extravagante. Milano: Casa del Manzoni, 2013.

GOMBRICH, Ernest. O Sentido da Ordem: Um Estudo Sobre a Psicologia da Arte Decorativa. Porto Alegre: Bookman, 2012.

GUÉNON, René. Il simbolismo della croce. Milano: Rusconi Editore, 1973.

LAMPUGNANI, Agostino. Della Carrozza da Nolo. Milano: Lodovico Monza, 1649.

LEOPARDI, Giacomo. Operette Morali. Milano: Biblioteca universale Rizzoli, 1994.

LEOPARDI, Giacomo. Zibaldone di Pensieri. Milano: Mondadori, 1980.

MUZZARELLI, Maria Giuseppina. A capo coperto: storie di donne e di veli. Bolonha: Mulino, 2016.

PARINI, Giuseppe. Il Mattino. Bergamo: Stampe di Francesco Locatelli, 1763.

PEREIRA, Maria Cristina Correia Leandro. Exposition des ymages des figures qui sunt: discursos sobre imagens no Ocidente Medieval. Revista Antítese, v.9, n.17, Dossiê – Imagem na Idade Média, 2016.

RAJEWSKY, Irina. A fronteira em discussão: o status problemático das fronteiras midiáticas no debate contemporâneo sobre intermidialidade. In: DINIZ, Thais Flores Nogueira; VIEIRA, André Soares (org.). Intermidiaidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte: Rona Editora, Fale/UFMG, 2012. p. 51-74.

RINUCCINI, Tommaso. Le usanze fiorentine del secolo XVII. Firenze: Stamp. sulle logge del Grano, 1863.

RIPA, Cesare. Iconologia overo descrittione dell’imagini universali cavate dall’antichita et da altri luoghi da Cesare Ripa Perugino. Opera non meno utile che necessaria à poeti, pittori & scultori per rappresentare le virtù, vitii, affetti e passioni humane. Roma: Edizione per gli eredi Gigliotti, 1593.

SACCHETTI, Franco. Il Trecentonovelle. Firenze: Bottari, 1724.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. São Paulo: Editora Cultrix, 2006.

VASARI, Giorgio. Vida de Artistas. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

VECELLIO, Cesare. Habiti Antichi overo Raccolta di figure delineate dal gran Titano, e da Cesare Vecellio suo fratello, diligentemente intagliate, conforme alle Nationi del Mondo. Libro utilissimo a pittori, disegnatori, scultori, architetti et ad ogni curioso, e peregrino ingegno. Venezia: Combi & La Nou, 1664

VILLANI, Giovanni. Cronica. Firenze: Magheri, 1823.

VOCABOLARIO Degli Accademici Della Crusca. Firenze: Stamperia dell' Accademia della Crusca, 1691.

WINCKELMANN, Johann Joachim. De L’Allégorie ou Traités Sur Cette Matière. Paris: Chez H. J. Jansen, 1798 [1799].

Downloads

Publicado

2021-09-08

Como Citar

ÁLVARES COPPOLA, S. A.; CORDEIRO, M. J. Entre imagens e palavras – nomenclaturas e representações como janelas históricas e culturais. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 5, n. 3, p. 66 - 86, 2021. DOI: 10.5965/25944630532021066. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/20142. Acesso em: 8 dez. 2021.