Design de uma proposta participativa comunicacional, didática e cultural no contexto do ensino-aprendizagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630432020012

Resumo

O presente artigo objetiva discutir as características pertinentes para o desenvolvimento
de um modelo participativo nos âmbitos comunicacional, didático e cultural. Para isso, faz
uso da pesquisa bibliográfica, orientada por um olhar fenomenológico, ressonante com uma
forma de expressão ensaística. Toma como aporte olhares distintos, dos quais se destacam
Martin Buber, Paulo Freire, Juan Bustos, Vicente Romano, Victor Ventosa, Kristoffer Haggren
e Vilém Flusser – este último, responsável pela lente teórica pela qual olhamos para os processos
de design. Como resultados, indica a necessidade de uma comunicação dialógica
e horizontalizada, pautada por um modelo que eduque para a participação, celebrante do
engajamento e da discussão dos acordos e dos estímulos necessários para os contextos de
ensino-aprendizagem.

Biografia do Autor

Jorge Miklos, Universidade Paulista - UNIP

Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Mestre em Ciências da Religião pela mesma instituição. Professor do PPGCOM UNIP. Vice-Presidente da ABCiber (Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura). Co-líder dos Grupos de Pesquisa Mídia e Estudos do Imaginário (UNIP) e Mídia, Religião e Cultura (INTERCOM).

Tadeu Rodrigues Iuama, Centro Universitário Belas Artes

Doutor em Comunicação pela Universidade Paulista - UNIP. Professor no Centro Universitário Belas Artes. Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba - UNISO. Integrante dos Grupos de Pesquisa Mídia e Estudos do Imaginário (UNIP), Narrativas Midiáticas (UNISO) e Mídias Lúdicas (UNISO).

Referências

BUBER, Martin. Eu e Tu. São Paulo: Moraes, 1974.

BUSTOS, Juan Carlos Miguel de. Comunicación sostenible y desarollo humano em la sociedade de la información. Madrid: Agencia Española de Cooperación Internacional, 2006. Disponível em: https://goo.gl/rRJ8KG. Acesso em: 11 mai. 2018.

CASTELLS, Manoel. A sociedade em rede: a era da informação, v. 1. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

FLUSSER, Vilém. Jogos. Centro Interdisciplinar de Semiótica da Cultura, 9 dez. 1967. Disponível em: https://bit.ly/36ueGPL. Acesso em: 21 mai. 2020.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

FREIRE. Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo: Autores Associados/Cortez, 1982.

HAGGREN, Kristoffer et al.. Deltagarkultur. Gotebörg: Interacting Arts, 2009. Disponível em: https://goo.gl/oEtVsx. Acesso em: 13 mar. 2019.

KÜNSCH, D. A.; CARRARA, Renata. Comunicação e pensamento compreensivo: o ensaio como forma de expressão do conhecimento científico. Líbero, São Paulo, v. 15, n. 29, p. 33-42, jun. 2012. Disponível em: https://goo.gl/jgz6Ru. Acesso em: 25 abr. 2018.

MARTINEZ, Monica; SILVA, Paulo Celso da. Fenomenologia: o uso como método em Comunicação. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação – E-compós. Brasília, v. 17, n. 2, mai./ago. 2014. Disponível em: https://bit.ly/2zj5EZX. Acesso em: 12 fev. 2016.

PERUZZO, Cicilia Maria Krohling. Apontamentos para Epistemologia e Métodos na Pesquisa em Comunicação no Brasil. Comunicação e Sociedade, Minho, v. 33, 2018, p. 25-40. Disponível em: https://goo.gl/zh9gbA. Acesso em: 28 nov. 2018.

PROSS, Harry. Economia dos sinais e economia política. Centro Interdisciplinar de Semiótica da Cultura, 26 ago. 1997. Disponível em: https://bit.ly/2TsnG2G. Acesso em: 21 mai. 2020.

ROMANO, Vicente. Ecología de la comunicación. Hondarribia: Editorial Hiru, 2004.

SCHWARTZ, Barry. O paradoxo da escolha: por que mais é menos. São Paulo: A Girafa Editora, 2007.

SOUZA, Mauro Araújo de. Brochard e Platão: sobre a teoria da participação (méthexis). Academos – Revista Eletrônica da FIA. São Paulo, v. 1, n. 1, jul.-dez. 2005, p. 70-79. Disponível em: https://bit.ly/2yrwJJM. Acesso em: 24 mai. 2020.

VENTOSA, Victor J.. Didática da participação: teoria, metodologia e prática. São Paulo: Edições SESC, 2016.

WRIGHT, Peter; MCCARTHY, John. Experience-Centered Design: Designers, Users, and Communities in Dialogue. San Rafael: Morgan & Claypool, 2010.

Publicado

2020-10-02 — Atualizado em 2020-10-01

Versões