A moda como indicador social e detentora de memória:

valorização e preservação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630432020193

Resumo

O artigo apresenta as vestimentas utilizadas ao longo dos séculos como indicadores
sociais e portadoras de memória histórica, que merecem ser estudadas e preservadas. O
método de pesquisa adotado se pautou numa perspectiva relacional, com a leitura de textos
acadêmicos de temas relevantes para a pesquisa, relacionando-os criticamente, após a analise
dos contextos em que foram produzidos, o que nos proporcionou uma solida base teórica
de reflexão. O artigo esclarece que as vestimentas são capazes de revelar a forma como os
grupos sociais se comportavam, como foram estabelecidas as demarcações de gênero e os
critérios de distinção de grupos econômicos. É nesse processo de distinção que a roupa vira
moda, quando as elites passaram a usar como indicador de riqueza um determinado modo
vestir, incorporada por todos os membros de uma mesma camada restrita. O artigo igualmente
ressalta a importância da conservação preventiva desse patrimônio material, tão repleto
de imaterialidades. As vestimentas devem ser compreendidas como guardiãs de memória, e,
como tal, devem ser incorporadas aos acervos dos museus. O artigo conclui que muito mais
do que somente “trapos”, no ambiente museal a moda e as vestimentas podem ser estudadas
como objetos-documento por pesquisadores, bem como proporcionar aos visitantes a
experiência única de imaginar as roupas em seus contextos originais como portadoras de
vida e não como uma peças esvaziadas de significados.

Biografia do Autor

Jonathan Klen, CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO DE JANEIRO (CEFET/RJ)

Graduado em Turismo no CEFET/RJ, no campus Nova Friburgo. É autor de artigo publicado. Bolsista PIBIC/CNPq

Camila Dazi, CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO DE JANEIRO (CEFET/RJ)

Pós-doutorado (CAPES) junto ao Dipartimento di Discipline Storiche da Università degli Studi di Napoli Federico II/Itália; Doutora em História e Crítica da Arte pelo Programa de PPGAV da UFRJ; Mestre em História da Arte pelo Programa de Pós-Graduação do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP e Graduada em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Professora Adjunta do Centro Federal de Educação Tecnológica (RJ), lecionando Patrimônio Cultural; Cultura Brasileira e História da Arte na Graduação e Pós-Graduação, no campus Nova Friburgo. É editora responsável pela revista 19&20 (QUALIS A2) e organizadora dos livros: Oitocentos - A Tomo I; Oitocentos. Tomo II, Oitocentos - Tomo III (2013) e Oitocentos - O Atelier do Artista - Tomo IV (2017) . É autora de artigos publicados em periódicos de conhecida importância, além de ensaios e estudos em obras coletivas. Temas de Pesquisa principais: Arte Brasileira do século XIX e Início do XX, Ensino Artístico Oitocentista, Crítica e Teoria da Arte do século XIX

Referências

ANDRZEJEWSKI, Luciana. A Moda Como Despertar da Memória. In. MERLO, Márcia (Org.). Memória e Museus. São Paulo: Estação das Letras, 2015.

AZZI, C. F. Vitrines e coleções: Quando a moda encontra o museu. Rio de Janeiro: Memória Visual, 2010.

BAUDELAIRE, Charles. Poesia e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2006.

BERNARUSH, Michele Kauffmann. Por uma Museologia do Vestuário: Patrimônio, Memória, Cultura. In. MERLO, Márcia (Org.). Memória e Museus. São Paulo: Estação das Letras, 2015.

BOTTALLO, Marilúcia. Museus e o Processo Colecionista: Acervos Materiais e Imateriais e o Ambiente Virtual. In: MERLO, Márcia (Org.). Memória e Museus. São Paulo: Estação das Letras, 2015.

CRANE, Diane. A Moda e Seu Papel Social - Classe, Gênero e Identidade Das Roupas. Marca: Senac São Paulo, 2006.

FERREIRA, Diêgo Jorge Lobato. A moda pelo viés da memória: das passarelas para o museu. Moda Documenta: Museu, Memória e Design – Maio, 2015. Disponível em: <http://www.modadocumenta.com.br/anais/anais/5-Moda-Documenta-2015/06-Sessao-Tematica-Moda-e-Museu/Diego-Lobato_ModaDocumenta2015_A-MODA-PELO-VIES-DA-MEMORIA.pdf>. Acesso em: 22 ago. 2019.

FERREIRA, Manon de Salles. A roupa depois da cena. 2015. Tese (Doutorado em Teoria e Prática do Teatro) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Acesso em: 2020-03-0.

FOGG, Marnie. Tudo sobre moda. Rio de Janeiro: Sextante, 2013.

LOURENÇO, Maria Cecília França. Museus e desafios na Atualidade. In. MERLO,

MERLO, Márcia; RAHME, Anna Maria. A Moda e o Museu: Uma Experiência no Espaço Digital. In. MERLO, Márcia (Org.). Memória e Museus. São Paulo: Estação das Letras, 2015.

MOUTINHO, Maria Rita; VALENÇA, Máslova Teixeira. A moda do século XX. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2000.

NERY, Marie Louise. A evolução da indumentária: subsídios para a criação de figurino. 3. Reimpr. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2009.

POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-215, jul. 1992. ISSN 2178-1494. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/1941/1080>. Acesso em: 16 Mar. 2020.

SÁ, Ivan Coelho de. Acervos têxteis e musealização: a importância da preservação preventiva. In: Seminário Moda: Uma Abordagem Museológica, 1., 2018, Rio de Janeiro, RJ. Anais [...]. Rio de Janeiro: Instituto Zuzu Angel, Fundação Casa Rui Barbosa, 2019. p. 12-13. Disponível em: http://187.0.209.89/bitstream/20.500.11997/9164/1/Anais%5Brevisado%5D_ISBN.pdf#page=54. Acesso em: 02 jan. 2020.

SANT’ANNA, Patrícia. A Dança da Silhueta na Moda – As Transformações da Primeira Metade do Século XX. In: MERLO, Márcia (Org.). Museus e Moda. São Paulo: Estação das Letras, 2016.

SANT'ANNA, Patricia. A Moda no Museu The Fashion in the museum. Disponível em: < http://www.coloquiomoda.com.br/anais/Coloquio%20de%20Moda%20-%202008/43001.pdf>. Acesso em: 30 mar. 2020.

SCHAER, Roland. L'Invention des musées. Gallimard/Réunion des musées nationaux 1993.

SILVA, Jeckson de Andrade.; RIBEIRO, Emanuela Sousa.; GRANATO, Marcus. Turismo Cultural e Museus: percepção de gestores de museus públicos da cidade do Recife – PE. Revista Iberoamericana de Turismo-RITUR, Penedo, V. 8, Dossiê Número 4, set. 2018, p. 183-203. DOI: 10.2436/20.8070.01.96. Disponível em: <http://seer.ufal.br/public/journals/11/pageHeaderTitleImage_pt_BR.png>. Acesso em: 24 out. 2019.

VIANA, Fausto. Museus de Moda ou de Indumentária Precisa ser tão Grande? In: MERLO, Márcia (Org.). Museus e Moda. São Paulo: Estação das Letras, 2016.

VOLPINI, Javer Wilson;, Nícea Helena de Almeida. (2018). Literatura e moda: a Rua do Ouvidor no rio de janeiro entre o segundo reinado e a Belle Époque. Terceira Margem, 21(36), 83-115. Disponível em: <https://revistas.ufrj.br/index.php/tm/article/view/17828>. Acesso em: 15 jan. 2020.

TEIXEIRA, Débora Pires; SILVA, Raquel Andrade. A moda em tempos de guerra: da saia sino à androginia. Achiote Revista Eletrônica de Moda, v. 6, n. 1, p. 49-68, 2018. Disponível em: <http://www.fumec.br/revistas/achiote/article/view/6163/3175>. Acesso em: 08 jan. 2020.

Downloads

Publicado

2020-10-02 — Atualizado em 2020-10-01

Versões