Ensino de moda para atuação em novos contextos de design e de produção: sustentabilidade, open design e fabricação digital

Autores

  • Aguinaldo dos Santos Universidade Federal do Paraná
  • Iana Uliana Perez Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630112017149

Palavras-chave:

economias distribuidas , projeto de aprendizagem , vestuário

Resumo

Este artigo tem como intuito relatar a experiência de um projeto de aprendizagem envolvendo a aplicação de conceitos do open design e o uso de tecnologias de fabricação digital para o desenvolvimento de vestuário mais sustentável. Objetiva-se discutir como preparar o designer de moda a atuar com open design e com novas tecnologias produtivas sob a perspectiva do design para a sustentabilidade. Para tanto, o método utilizado é a Design Science Research, que permitiu delinear recomendações para a capacitação de estudantes de moda para atuarem em novos contextos de design e de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aguinaldo dos Santos, Universidade Federal do Paraná

Coordenador do Núcleo de Design & Sustentabilidade da UFPR. Pós Doutor em Design Sustentável pelo Politecnico di Milano. Doutor em Gerenciamento da Produção (Salford University), mestre em Engenharia (UFRGS) e graduado em Engenharia Civil (UFPR).

Iana Uliana Perez, Universidade Federal do Paraná

Mestranda em Design pela UFPR. Bolsista Capes e pesquisadora no Núcleo de Design & Sustentabilidade da UFPR. Especialista em Gestão Estratégica de Design (UEL), Gestão de Negócios (Faculdade PITÁGORAS) e Moda: Produto e Comunicação (UEL). Graduada em Design de Moda (UEL).

Referências

ABEL, B. van; EVERS, L.; KLAASSEN, R. Preface. In: ABEL, B. van Abel; Klaassen, R.; Evers, L.; Troxler, P. (Eds.). Open Design Now: Why Design Cannot Remain Exclusive. Amsterdam: BIS publishers, 2011. Disponível em: <http://opendesignnow.org/index.html?p=38.html>. Acesso em: 19 nov. 2016.

AVITAL, M. The generative bedrock of open design. In: ABEL, B. van; KLAASSEN, Roel; EVERS, Lucas; TROXLER, Peter (Eds.). Open Design Now: why design cannot remain exclusive. Amsterdam: BIS publishers, 2011. Disponível em: <http://opendesignnow.org/index.html?p=405.html>. Acesso em: 19 nov. 2017.

BASTOS, V. F. Moda e fabricação digital em um contexto Fab Lab: equipamentos, métodos e processos para o desenvolvimento de produtos. 151 f. Dissertação (Mestrado em Design) - Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

BORGES, M. D. E. S. Problematizando a formação superior em Moda. dObra[s], v. 10, n. 21, 2017.

CABEZA, E. U. R. Open Design no cenário contemporâneo. 169 f. Dissertação (Mestrado em Design) - Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2014.

CARDOSO, M. X.; DEMARCHI, A. P. P. O Processo de Desenvolvimento de Produtos de Moda baseado no Design Thinking: um estudo de caso. Projética, Londrina, v. 3, n. 2, p. 51–65, 2012.

CONFORTO, E. C.; AMARAL, D. C.; SILVA, S. L. DA. Roteiro para revisão bibliográfica sistemática: aplicação no desenvolvimento de produtos e gerenciamento de projetos. Trabalho apresentado no 8° Congresso Brasileiro de Gestão de Desenvolvimento de Produto, Porto Alegre, 2011.

DRESCH, Aline; LACERDA, Daniel Pacheco; ANTUNES JÚNIOR, José Antônio Valle. Design Science Research: método de pesquisa para avanço da ciência e tecnologia. Porto Alegre: Bookman, 2015.

FERRONATO, P. B.; FRANZATO, C. Open Design e Slow Fashion para a Sustentabilidade do Sistema Moda. Modapalavra E-periódico, Florianópolis, v. ano 9, edição especial, p. 104–115, 2015.

GERSHENFELD, N. How to Make Almost Anything: The Digital Fabrication Revolution. Foreign Affairs, Tampa, nov.-dez. 2012. Disponível em: <https://www.foreignaffairs.com/articles/2012-09-27/how-make-almost-anything>. Acesso em: 19 nov. 2016.

GWILT, Alison. Producing sustainable fashion: the points for positive intervention by the fashion designer. In: GWILT, Alison; RISSANEN, Timo (Eds.). Shaping sustainable fashion: changing the way we make and use clothes. Londres: Earthscan, 2011.

______. Moda sustentável: um guia prático. Traduzido por: LONGARÇO, M. São Paulo: Gustavo Gili, 2014. Título original: A practical guide to sustainable fashion.

HELLER, Steven; TALARICO, Lita. Escola de design: projetos desafiadores de escolas do mundo todo. São Paulo: Editora Senac, 2016.

HIRSCHER, A.-L. Fashion Activism Evaluation and Application of Fashion Activism Strategies to Ease Transition Towards Sustainable Consumption Behaviour. Research Journal of Textile and Apparel, v. 17, n. 1, p. 23–38, 2013.

HUMMELS, C. Teaching attitudes, skills, approaches, structure and tools. In: ABEL, B. van Abel; Klaassen, R.; Evers, L.; Troxler, P. (Eds.). Open Design Now: Why Design Cannot Remain Exclusive. Amsterdam: BIS publishers, 201. Disponível em: <http://opendesignnow.org/index.html?p=19.html>. Acesso em: 19 nov. 2016.

JOHANSSON, A.; KISCH, P.; MIRATA, M. Distributed economies - A new engine for innovation. Journal of Cleaner Production, v. 13, n. 10–11, p. 971–979, 2005.

KOSTAKIS, Vasilis; NIAROS, Vasilis; DAFERMOS, George; BAUWENS, Michel. Design global, manufacture local: Exploring the contours of an emerging productive model. Futures, v. 73, p. 126–135, 2015.

KOSTAKIS, Vasilis; LATOUFIS, Kostas; LIAROKAPIS, Minas; BAUWENS, Michel. The convergence of digital commons with local manufacturing from a degrowth perspective: two illustrative cases. Journal of Cleaner Production, in press, p. 1–10, 2016.

LeNSin – INTERNATIONAL LEARNING NETWORK ON SUSTAINABILITY. The LeNSin research hypothesis: the design of S.PSS applied to DE: win-win offer model for a sustainable development for all. Milão: Politecnico di Milano - Design dept, 2016. Relatório de pesquisa.

MANZINI, Ezio; VEZZOLI, Carlo. O desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais de produtos industriais. 1. ed. 2. reimpr. CARVALHO, A. Traduzido por: São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008. Título original: Lo sviluppo di prodotti sostenibili: I requesiti ambientali dei prodotti industriali.

MENICHINELLI, M. A framework for understanding the possible intersections of design with open, P2P, diffuse, distributed and decentralized systems. Disegno – The Journal of Design Culture, v. 3, n. 1–2, p. 44–71, 2016.

MONTEMEZZO, M. C. DE F. S. Diretrizes metodológicas para o projeto de produtos de moda no âmbito acadêmico. 96 f. Dissertação (Mestrado em Design) – Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2003.

MOURA, Dácio Guimarães de; BARBOSA, Eduardo Fernandes. Trabalhando com projetos: planejamento e gestão de projetos educacionais. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2013

MUL, J. DE. Redesigning design. In: ABEL, B. van Abel; Klaassen, R.; Evers, L.; Troxler, P. (Eds.). Open Design Now: Why Design Cannot Remain Exclusive. Amsterdam: BIS publishers, 2011. Disponível em: <http://opendesignnow.org/index.html?p=401.html>. Acesso em: 19 nove. 2016.

NIINIMÄKI, K.; HASSI, L. Emerging design strategies in sustainable production and consumption of textiles and clothing. Journal of Cleaner Production, v. 19, n. 16, p. 1876–1883, 2011.

NEVES, H. Maker Innovation: do Open Design e Fab Labs ... às estratégias inspiradas no movimento Maker. 261 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, 2014.

PAZMINO, Ana Veronica. Design para ação social e sustentabilidade: incentivo em curso de design. CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM DESIGN, 11, Gramado, 2014.

PIRES, D. A história dos cursos de design de moda no Brasil. Revista Nexos: Estudos em Comunicação e Educação, v. 6, n. 9, p. 1–13, 2002. Disponível em: <http://www.inovacaoedesign.com.br/artigos_cientificos/db_historia_escola_design_moda_1_.pdf>. Acesso em: 19 mar. 2016.

______. Design de moda: uma nova cultura. dObra[s], v. 1, n. 1, p. 66–73, 2007.

RICHARDSON, M. Pre-hacked: Open Design and the democratisation of product development. New Media and Society, v. 18, n. 4, p. 653–666, 2015.

SANCHES, Maria Celeste de Fátima. Projetando moda: diretrizes para a concepção de produtos. In: PIRES, Dorotéia Baduy (Org.). Design de moda: olhares diversos. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2008. p. 289-301.

STRIEN, M. Van; PONT, V. de. Open Source Fashion Manifesto. Rotterdam: Het Nieuwe Instituut, 2016.

THACKARA, J. Into the open. In: ABEL, B. van Abel; Klaassen, R.; Evers, L.; Troxler, P. (Eds.). Open Design Now: Why Design Cannot Remain Exclusive. Amsterdam: BIS publishers, 2011. Disponível em: <http://opendesignnow.org/index.html?p=403.html>. Acesso em: 19 nov. 2016.

THE POST-COUTURE COLLECTIVE. Post Couture Brazil. 24, fev. 2017. Disponível em: <http://www.postcouture.cc/news-backend/2017.2.26.24022017-post-couture-brasil>. Acesso em: 24 jun. 2017.

VEZZOLI, Carlo. Design de sistemas para a sustentabilidade: teoria, métodos e ferramentas para o design sustentável de “sistemas de satisfação”. Tradução de: REGO, M. A. Salvador: EDUFBA, 2010.

______. Design e sistema de inovação para a sustentabilidade. In: DE CARLI, Ana Mery Sehbe; VENZON, Bernardete Lenita Susin (Org.). Moda, sustentabilidade e emergências. Caxias do Sul: Educs, 2012. p. 23-66

Downloads

Publicado

2017-10-01

Como Citar

SANTOS, Aguinaldo dos; PEREZ, Iana Uliana. Ensino de moda para atuação em novos contextos de design e de produção: sustentabilidade, open design e fabricação digital. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 149–174, 2017. DOI: 10.5965/25944630112017149. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/10162. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Aberturas Transversais