A colaboração profissional na construção de um produto educacional em um estudo de aula

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X112023e0139

Palavras-chave:

geometria, sequência didática, anos iniciais

Resumo

O artigo tem como base uma metodologia de formação profissional chamada de “Estudo de Aula”, realizada com três professoras do ensino fundamental, no qual se discute aspectos da formação profissional mobilizados, no contexto da pesquisa, a qual apresenta uma abordagem de desenvolvimento profissional de natureza colaborativa, reflexiva e centrada na prática letiva. O resultado da investigação resultou em uma dissertação de mestrado intitulada "Ser professor no século XXI: metodologia de estudos de aula com professores dos anos iniciais", do PPGECIM da Universidade Regional de Blumenau e a criação de uma sequência didática (SD) sobre ensino de geometria, intitulada de "A Geometria em nossa vida", sob a forma de um Produto Educacional (PE), que aborda práticas matemáticas contextualizadas, estratégias colaborativamente planejadas, aplicadas e validadas por professores do Ensino Fundamental e implementadas no contexto escolar do município de Timbó/SC. O ciclo formativo foi estruturado em encontros de capacitação, nos quais as professoras envolvidas se dedicaram a investigar suas próprias práticas, analisaram suas abordagens de ensino e observaram situações no cotidiano escolar, adotando um olhar mais atento dentro da sala de aula. Essa abordagem buscou promover a participação ativa dos alunos, com ênfase na estimulação da autonomia e na promoção de aprendizagem significativa. As atividades propostas, no PE aplicadas em consonância com as competências e habilidades estabelecidas pela BNCC. Todos os encontros do grupo colaborativo de professores foram planejados com o intuito de valorizar o conhecimento docente, permitindo que elas desempenhassem um papel central no processo e de acordo com suas necessidades individuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mayra Elaine Milke Cipriani, Universidade Regional de Blumenau

mestranda no PPGECIM (Programa de pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, na Universidade Regional de Blumenau. Blumenau/SC, Brasil.

Elcio Schuhmacher, Universidade Regional de Blumenau

Professor orientador no PPGECIM (Programa de pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, Universidade Regional de Blumenau. Blumenau/SC, Brasil.

Referências

ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. Processos de Ensinagem na Universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 10. ed. Joinville: UNIVILLE, 2012.

ARARIPE, J. P. G. A.; LINS, W. C. B. Competências digitais na formação inicial de professores. São Paulo: Cieararipe: CIEB; Recife, 2020.

AUSUBEL, D.P. Aquisição e retenção de conhecimentos. Lisboa: Plátano Edições Técnicas. Tradução do original The acquisition and retention of knowledge, 2003.

BARBOSA, R. M. Descobrindo a geometria fractal: para a sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

BLANCO-ÁLVAREZ, H. CASTELLANOS, M. T. La formación de maestros reflexivos sobre su propia práctica y el estudio de clase. In: MUNHOZ, A. V.; GIONGO, I. M. (Org.). Observatório da educação III: práticas pedagógicas na educação básica – Porto Alegre: Ed. Criação Humana/Evangraf, 2017.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação. Portugal: Porto, 1994.

BORGES, T. S.; ALENCAR, G. Metodologias Ativas na Promoção da Formação Crítica do Estudante: O uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Ano 03, n° 04, p. 119-143.Cairu em Revista, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018.

BRUNER, J. S. Uma Nova Teoria de Aprendizagem. 2ª ed. Rio de Janeiro. Bloch. 162 p, 1973.

CERBIN, B.; KOPP, B. Lesson study as a model for building pedagogical knowledge and

improving teaching. International Journal of Teaching and Learning in Higher Education, v. 18, n. 3, p. 250-257, 2006.

FISCARELLI, R. Material didático e prática docente. Revista Ibero – Americana de Estudos em Educação, UNESP, São Paulo, 2007.

KITZINGER, J. Focus groups with users and providers of health care. In: POPE, C.;

MAYS, N. (Org.). Qualitative research in health care. 2. ed. London: BMJ Books, 2000.

LUDKE, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas - São Paulo: EPU, 1986.

MARCELO. C. Desenvolvimento profissional: passado e futuro. Sísifo – Revista das Ciências da Educação, n.08, p. 7, 2009.

MARTINS, A. Adequação de estratégias de ensino aprendizagem numa turma reduzida: estudo de caso, 2011.

PONTE, J. P. NUNES C. C., & QUARESMA, M. Explorar, investigar, interagir na aula de Matemática: Elementos fundamentais para a aprendizagem. In: A. C. Silva, M. Carvalho & R. G. Rêgo (Eds.), Ensinar Matemática: Formação, investigação e práticas docentes (p. 49-74). Cuiabá: UFMT,2012.

PONTE, J. P., QUARESMA, M., PEREIRA, J. M., BAPTISTA, M. O Estudo de Aula como Processo de Desenvolvimento Profissional de Professores de Matemática. Rio Claro (SP). Bolema, v.30, n. 56, p. 868 – 891, ISSN 1980-4415, 2016.

TORRES, P.L. Laboratório on Line de Aprendizagem: Uma Proposta Crítica de Aprendizagem Colaborativa Para a Educação. Tese de doutorado em educação, UFSC,2002.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

CIPRIANI, Mayra Elaine Milke; SCHUHMACHER, Elcio. A colaboração profissional na construção de um produto educacional em um estudo de aula. Revista BOEM, Florianópolis, v. 11, p. e0139, 2023. DOI: 10.5965/2357724X112023e0139. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/boem/article/view/24762. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Discussões sobre produtos educacionais: ensino de ciências, matemática e tecnologias