Hiperativismo pedagógico

Autores

  • Luana Rafaela da Silva Costa Universidade Federal de Pernambuco
  • Simone Moura Queiroz Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X08172020198

Palavras-chave:

Educação Matemática, Filosofia da Diferença, Discurso, Práticas Pedagógicas, Hiperativismo Pedagógico

Resumo

Esta pesquisa apresenta uma discussão sobre o movimento discursivo consolidado no ensino de matemática, pois, se por um lado sempre existiu uma corrente discursiva sobre a dificuldade na disciplina, percebe-se um novo movimento, constituído de discursos, práticas, métodos e prescrições por acreditar que esses são capazes de reverter e tornar a matemática mais interessante e acessível. Aproxima-se das contribuições teóricas das escritas sobre discurso de Foucault, bem como algumas considerações de autores do campo da Educação Matemática, propomos pensar sobre a desestabilização das verdades que circulam nesse campo. Tramas que foram construídas através de entrevistas envolvendo dois professores e dois alunos nessa dinâmica social, produtora de saberes, poderes e verdades enquanto processo de fabricação de uma docência dada, conduzindo a pensar a singularidade dos sujeitos professores. Dessa maneira, evidenciou como os sujeitos são efeitos discursivos, reverberando e pondo em práticas os saberes materializados em documentos curriculares que se tornam práticas pedagógicas.

Biografia do Autor

Luana Rafaela da Silva Costa, Universidade Federal de Pernambuco

Mestre em Educação de Ciências e Matemática - PPGECM, no Centro Acadêmico do Agreste (CAA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Possui Graduação Plena em Matemática pelo mesmo Campus no período de (2012 - 2017). Integrante do Grupo de Pesquisa Diferença - GDP. Atuou como bolsista no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID. Trabalhou como Professora de Matemática e Ciências no Ensino Fundamental Anos Finais na rede privada de Caruaru. Tem forte interesse pela área de Educação Matemática. Tem dedicado-se a compreender temas como: Dificuldades em Matemática, ensino de Matemática e Filosofia da Diferença

Simone Moura Queiroz, Universidade Federal de Pernambuco

Professora adjunta da Universidade Federal de Pernambuco do Centro Acadêmico do Agreste, Caruaru. Líder do Grupo de Pesquisa Diferença (CNPq). Docente permanente do programa de pós-graduação Educação em Ciências e Matemática (UFPE/CAA). Doutora em Educação Matemática pela UNESP - Rio Claro (2015), mestre em Ensino das Ciências e Matemática pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Recife (2010), especialista em Ensino de Matemática pela Universidade Católica de Pernambuco - Recife (2006), graduada em Licenciatura plena em Matemática pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Recife (2003). Atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia da Diferença e Educação Matemática, Devir Docente, Tendências em Ensino de Matemática, Educação de Jovens e Adultos e Cartografia da subjetividade.

Referências

AURICH, Grace da Ré.; PINHO, Patrícia Moura. Jogos de verdade e o bom professor de matemática. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUL, IX, 2012, Caxias do Sul – RS. Anais. Anped: Rio de Janeiro. v. 1, p. 1-19, 2012.

AURICH, Grace da Ré. Reescrita de Si: Invenção de uma Docência em Matemática. 2017. 152f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Porto Alegre, 2017.

BATISTA, Fabio; BACCON, Ana Lúcia Pereira; GABRIEL, Fábio Antônio. Pensar a escola a partir de Foucault: uma instituição disciplinar em crise? Inter-ação, (UFG. Online). v. 40, p. 1-16, 2015.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

BICUDO, Maria Aparecida Viggiani. Pesquisa em Educação Matemática. Proposições, v. 4, n. 1, 1993.

BRÍGIDO. Edimar Inocência. Michel Foucault: Uma análise do poder. Rev. Direito Econ. Socioambiental, Curitiba, v. 4, n. 1, p. 56-75, jan./jun. 2013.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault: um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Trad. de Ingrid Muller Xavier; revisão técnica de Alfredo Veiga-Neto e Walter Omar Kohan. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CATTO, Cândida. Educação como subjetivação. Caderno pedagógico, Lajeado, v. 7, n. 2, p. 36-48,2010.

COSTA, Luana Rafaela Silva; QUEIROZ, Simone Moura. O gostar de matemática: Discurso, desejo e marca. In: Maria Fernanda dos Santos Alencar; Marcelo Henrique Gonçalves de Miranda; Maria Fabiana da Silva Costa; (Org.). Educação, estado e diversidade: perspectivas e desafios. 1 ed. Recife: Editora UFPE, v. 5, p. 17-37, 2019.

DELEUZE, Gilles. O que é um dispositivo? In: Michel Foucault, filósofo. Trad. de Wanderson Flor do Nascimento. Barcelona: Gedisa, p. 155-161, 1990.

DELEUZE, Gilles. Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: 34 ed., 2013.

DUARTE, Claudia Glavam.; SARTORI, Alice Stephanie Tapia. Foucault e Deleuze: provocações ao discurso da Educação Matemática. Perspectivas da Educação Matemática. Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). v. 10, n. 22, 2017.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa. Rio de Janeiro, n. 114, p. 197-223, nov. 2001.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7 ed. Rio de janeiro: Forense Universitária, 2008.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970/Michel Foucault. Trad. de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 2 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2013.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, 2000.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 30 ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

LENZI, Giovana da Silva. Prática de ensino em educação matemática: a constituição das práticas pedagógicas de futuros professores de matemática. 2008. 140f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre – RS, 2008.

MATTOS, Sandra Maria Nascimento. Ser bom professor de matemática: a visão de professores iniciantes. In: CEMACYC, I, Anais. República Dominicana, 2013. In:http://funes.uniandes.edu.co/4239/1/MattosSerbomCemacyc2013.pdf. Acesso em 26 de fev. de 2019.

OLIVEIRA, Claudio José. Discursos sobre a matemática escolar: um estudo a partir da Revista Nova Escola. In: Reunião Anual d Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, XXX, 2007, Caxambu - MG. Anais. Rio de Janeiro: Anped, 2007. v. 1, p. 1 - 16.

OLIVEIRA, Claudio José. Políticas educacionais e discurso sobre matemática escolar: um estudo a partir da revista nova escola. 2006. 210f. Tese (Doutorado) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2006.

QUEIROZ, Simone Moura. A educação em meio ao Hiperativismo sócio-cultural do mundo líquido. In: X ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XII, 2016, São Paulo. Anais. São Paulo: SBEM, 2016. v. 1, p. 1-9.

QUEIROZ, Simone Moura. Sala de aula: sociedade de controle, comprismo e hiperativismo socio-virtual versus o cuidado de si. In: Maria Fernanda dos Santos Alencar; Marcelo Henrique Gonçalves de Miranda; Maria Fabiana da Silva Costa. (Org.). Formação de professores e processos de ensino e aprendizagem: práticas pedagógicas e contribuições das políticas públicas. 1 ed. Caruaru: UFPE, v. 6, p. 135-158, 2019.

QUEIROZ, Simone Moura. Movimentos que permeiam o devir professor de matemática de alguns licenciandos. 2015. 208f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2015.

RECH, Ilona Patrícia Freire. A “hora da atividade” na educação infantil: um estudo a partir de um centro de educação infantil público municipal. 2004, 136f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina: Florianópolis – SC, 2004.

SARTORI, Alice Sthephanie Tapia.; DUARTE, Claudia Glavam. Uma análise do discurso na perspectiva foucaultiana: As práticas lúdicas na Educação Matemática. Perspectivas da Educação Matemática. Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – (UFMS), v. 8, número temático, 2015.

VEIGA-NETO, Alfredo. Foucault & a educação. 2 ed. 1 reimpressão. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

Downloads

Publicado

2020-11-30