Avaliação quali-quantitativa da arborização urbana de praças e vias públicas

Eduarda Demari Avrella, Elenice Broeto Weiller, Ana Carolina da Silva, Pedro Higuchi

Resumo


A arborização urbana é importante para a qualidade de vida das populações, porém deve ser bem planejada, a fim de evitar problemas que causem interferência nos elementos urbanos e invasão biológica. Este trabalho teve como objetivo realizar o levantamento quantitativo e qualitativo da arborização urbana das praças e principais vias no município de Tenente Portela, RS. Foram inventariadas as cinco praças existentes no município e as seis vias mais movimentadas, por meio de um censo, analisandose todos os indivíduos arbustivo-arbóreos. Foram encontrados 743 indivíduos distribuídos em 67 espécies e 27 famílias botânicas, sendo Ligustrum lucidum a espécie mais abundante (20,46%). Entre as famílias, destacou-se Bignoniaceae (27%). A média da altura e da circunferência na altura do peito das espécies foram, respectivamente, de 5,95 m e 67 cm. Em relação às interferências, 30% dos indivíduos tinham a copa interferindo na passagem de pedestres e/ou, veículos, e 33,8% dos indivíduos estavam prejudicando as calçadas devido ao afloramento de raízes. O estado geral dos 455 indivíduos incluídos no inventário era bom e 50% do total estavam plantadas sob o pavimento de concreto. Embora não tenham sido detectados grandes problemas relacionados à qualidade dos indivíduos, é necessário o melhor planejamento da arborização e espera-se que os resultados possam auxiliar o poder público neste planejamento.

Palavras-chave


Inventário, Árvores urbanas, Planejamento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171