INFESTAÇÃO DE Bemisia tabaci BIÓTIPO B E TEORES DE AÇÚCARES NAS FOLHAS DE CULTIVARES DE TOMATEIRO FERTIRRIGADO COM CLORETO E SULFATO DE POTÁSSIO

Deise Maria Feltrin, Cristiano André Pott, Pedro Roberto Furlani, Cássia Regina Limonta Carvalho

Resumo


A mosca branca Bemisia tabaci biótipo B é um inseto que tem causado inúmeros prejuízos ao tomateiro, principalmente devido ao amadurecimento irregular dos frutos e diminuição do potencial produtivo. Assim, objetivou-se estudar o efeito da aplicação de sulfato e cloreto de potássio, via fertirrigação por gotejamento, na infestação B. tabaci biótipo B e os teores de açúcares nas folhas de tomateiro. O experimento foi conduzido em estufa plástica no Núcleo Experimental de Campinas (IAC) em Campinas, São Paulo, no período de setembro de 2000 a janeiro de 2001. Utilizou-se cloreto de potássio (KCl) e sulfato de potássio (K 2 SO 4 ) como fontes de potássio e três cultivares de tomateiro, Sweet Million, Rocio e Densus. Estas três cultivares foram cultivadas em “slabs” contendo substrato agrícola e fertirrigadas com solução nutritiva. Foram avaliados o número de ovos e ninfas de mosca branca nas plantas de tomateiro em duas épocas distintas, aos 20 e 40 dias após a infestação com moscas brancas. Avaliaram-se também, açúcares redutores, sacarose e açúcares totais das folhas de tomateiro. Verificou-se que as fontes de potássio não influenciaram no número de ovos + ninfas de mosca branca. Porém, nas avaliações realizadas na segunda época de amostragem, verificou-se influência varietal sobre a oviposição da mosca branca. Já os açúcares contidos nas folhas de tomateiro foram influênciados pelo tipo de fonte de potássio. Os tomateiros fertirrigados com solução nutritiva de K 2 SO 4 obtiveram os maiores teores de açúcares totais nas folhas, comparados com os tomateiros fertirrigados com KCl.

Palavras-chave


Lycopersicon esculentum, Insecta, Hemiptera, Aleyrodidae, nutrição mineral.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171