COMPARAÇÃO DA EFICÁCIA DE CARRAPATICIDAS EM TESTES A CAMPO COM O TEMPO DE IMERSÃO “IN VITRO”

Antonio Pereira de Souza, Valdomiro Bellato, Amélia Aparecida Sartor, Alexandro Kolling

Resumo


Neste trabalho procurou-se verificar o tempo de imersão de teleóginas em testes “in vitro”, que apresentava melhor correlação com a eficácia dos carrapaticidas a campo. Foram utilizados os carrapaticidas: amitraz a 0,025%, cipermetrina a 0,01%, alfametrina a 0,005% e deltametrina a 0,0025% em diferentes tempos de imersão (2,5, 5 e 10 minutos). Para o teste a campo, foram utilizadas teleóginas coletadas de bovinos uma hora após o banho com os carrapaticidas (exceto amitraz que foi de 30 minutos). Os dados foram analisados estatisticamente através do teste de Kruskal-Wallis a 0,05% de significância. As percentagens médias de eficácia foram: do amitraz, 99,47%, 98,86%, 99,95% e 95,34%; da cipermetrina, 67,70%, 82,64%, 84,95%, e 70,16%; da alfametrina, 97,24%, 100%, 99,98% e 92,68% da deltametrina, 99,89%, 100%, 99,73% e 70,10%, respectivamente para os tempos de imersão de 2,5, 5, 10 minutos e no teste a campo. Não se evidenciou diferença estatística entre os tempos de imersão de 5 e 10 minutos nos quatro carrapaticidas. Houve diferença entre 2,5 e 10 minutos para a cipermetrina. Na comparação da eficácia do teste de campo com os tempos do teste de imersão “in vitro” verificou-se diferença em pelo menos um deles, em todos os carrapaticidas.

Palavras-chave


Boophilus microplus, eficácia de carrapaticidas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171