Atributos físicos de um Argissolo sob pastagem natural após 18 anos sob diferentes níveis de ofertas de forragem

Júlio Cesar Salton, Nilvânia Aparecida de Mello, Márcia Matsuoka, Paulo César de Faccio Carvalho, Carlos Nabinger, Cimélio Bayer, João Mielniczuk

Resumo


O ajuste da carga animal à oferta de forragem é uma das formas mais eficientes de conferir sustentabilidade ao uso de pastagens naturais. A definição do nível de oferta deve considerar, além do desempenho animal, aspectos relacionados à qualidade do solo. Este estudo objetivou avaliar atributos físicos de um Argissolo Vermelho Amarelo (300 g kg-1 argila) sob pastagem natural, manejada por 18 anos com intensidades de pastejo representadas por níveis de oferta diária de forragem de 4, 8, 12 e 16 kg de matéria seca para cada 100 kg de peso vivo animal, equivalentes à ofertas de 4, 8, 12 e 16%. Os efeitos do pisoteio e do acúmulo de dejetos pela concentração de animais nas proximidades de fontes de água foram avaliados, dividindo-se os piquetes em dois ambientes: áreas pastejadas normalmente e áreas de concentração dos animais. Uma área não pastejada adjacente ao experimento foi incluída como testemunha. Verificou-se que as alterações nos atributos do solo estão relacionadas à intensidade do pastejo, além de outros fatores como intensidade de pisoteio e distribuição de dejetos. Tais alterações ocorreram, principalmente, na camada superficial do solo, observando-se aumento da densidade e da microporosidade e redução da macroporosidade, quando comparadas à testemunha. Maior estabilidade de agregados foi observada nas ofertas de 8 e 12%. Os resultados indicam que intensidades de pastejo intermediárias (8-12%) são as mais adequadas para o ambiente estudado.

Palavras-chave


pastagem natural, oferta de forragem, qualidade do solo, agregação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171