Doses de calcário e modo de incorporação na reaplicação em pastagem perene de Tifton (Cynodon spp.)

Rodrigo Predebon, Luciano Colpo Gatiboni, Clovisson Menotti Boeira Oliveira, Paulo Cezar Cassol, Dimas Estrasulas de Oliveira

Resumo


O uso de altas doses de N em pastagens perenes pode requerer com o tempo a correção da acidez do solo. Entretanto, para algumas espécies de pastagens perenes tropicais, como o Tifton, não há estudos no sul do Brasil sobre a dose e o modo de incorporação de calcário mais indicadas na reaplicação desse corretivo. O objetivo do estudo foi avaliar a resposta de doses de calcário, aplicadas na superfície do solo ou incorporadas com gradagem leve, na produção de forragem de pastagem de Tifton 85. O experimento foi instalado em Latossolo Vermelho Distroférrico no município de Chapecó, SC, em 2007. A pastagem encontrava-se com quatro anos de utilização e o solo apresentava pH-H2O de 4,9. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas em faixas e quatro repetições, com as doses de calcário na parcela principal e o modo de incorporação nas subparcelas. Os seis tratamentos testados foram as doses 0,0, 4,25 e 8,5 t ha-1 de calcário, correspondentes aos índices de 0, 0,5 e 1,0 vez a dose estimada pelo Índice SMP para elevar o pH-H2O até 5,5, com e sem incorporação com gradagem leve. A produção de massa seca da pastagem, avaliada durante um ano, não respondeu às doses de calcário, mostrando o baixo potencial de resposta do Tifton à calagem. A incorporação do calcário com grade leve diminuiu a produção de massa seca no primeiro corte após a gradagem, porém o efeito foi temporário, não afetando a produção total acumulada em um ano.

Palavras-chave


Correção da acidez; Pastagem degradada; Calagem; Reacidificação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171