Efeito das folhas no enraizamento de estacas de alfavaca-cravo e alfavaca-anis

Marivel Purcino, Marília Pereira Machado, Luiz Antonio Biasi

Resumo


O presente trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da presença de folhas nas estacas de alfavaca-cravo (O. gratissimum L.) e alfavacaanis (O. selloi Benth.). Estacas da região mediana dos ramos foram confeccionadas com 10 cm de comprimento, cortadas em bisel na base e reto acima da última gema axilar. Os tratamentos consistiram em estacas com um par de folhas, um par de folhas cortadas ao meio e ausência de folhas. Para o plantio foram utilizados tubetes plásticos contendo substrato comercial. As estacas foram mantidas em casa de vegetação com nebulização intermitente e após 45 dias do plantio, foram avaliadas as variáveis: porcentagem de estacas enraizadas, número de raízes por estaca, porcentagem de mortalidade das estacas, porcentagem de estacas vivas não enraizadas e porcentagem de brotações. Tanto para alfavaca-cravo quanto para alfavaca-anis os melhores resultados de enraizamento foram encontrados mantendo-se um par de folhas nas estacas cortadas ao meio ou não. A ausência de folhas reduziu drasticamente a porcentagem de estacas enraizadas de alfavaca-cravo, apresentando alta mortalidade das estacas (30%).

Palavras-chave


Plantas medicinais; Propagação; Estaquia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171