Avaliação da germinação e dormência de sementes de arroz vermelho e branco

Bruna Rafaela da Silva Menezes, Higino Marcos Lopes, Maurício Ballestino Pereira, Luiz Beja Moreira, Daniele Lima Rodrigues, Elania Rodrigues da Silva

Resumo


As sementes de arroz branco possuem dormência, porém de intensidade menor que as de arroz vermelho. Entretanto, já foram observados alguns genótipos de arroz vermelho com dormência de intensidade semelhante à de sementes de arroz branco. Após o estádio de maturidade fisiológica, a semente pode ficar exposta a condições menos favoráveis. Com isso, os objetivos deste trabalho foram determinar o estádio de maturidade fisiológica e monitorar a germinação e a dormência, aos 0, 30 e 60 dias após a colheita, de sementes de genótipos de arroz vermelho e de arroz branco. O delineamento experimental para a determinação do ponto de maturidade fisiológica foi o de blocos ao acaso em parcelas subdivididas com cinco repetições. Os dados foram submetidos à análise de regressão. Para avaliação da germinação e dormência em cada época de armazenamento foi feita a análise da variância conjunta, segundo o delineamento experimental em blocos ao acaso em esquema fatorial 4 (genótipos) x 3 (1 controle e 2 tratamentos de quebra de dormência), com cinco repetições. A comparação de médias foi realizada pelo teste de Student-Newman-Keuls a 5% de probabilidade. A maturidade fisiológica das sementes dos genótipos Vermelho Pequeno, Vermelho Virgínia, SCSBRS Tio Taka e EPAGRI109 é atingida no estádio duro. O período de 30 dias de armazenamento é suficiente para a superação da dormência das sementes do genótipo Vermelho Pequeno e para os genótipos Vermelho Virgínia, EPAGRI109 e SCSBRS Tio Taka o período necessário é de 60 dias de armazenamento.

Palavras-chave


Oryza sativa L.; Germinação; Vigor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171