Intoxicação por paracetamol em gatos

Otávia Dorigon, Ana Carolina da Veiga Rodarte de Almeida, Fernanda Vieira Amorin da Costa

Resumo


A intoxicação por paracetamol em gatos ocorre por exposição acidental ou de forma iatrogênica, quando um responsável o administra na intenção de tratar seu animal. Os gatos apresentam deficiência em sua biotransformação e por isso mesmo pequenas doses do fármaco podem provocar sinais de intoxicação. Dentre os sinais clínicos pode-se observar cianose, depressão, icterícia, edema de face e membros, taquipnéia, dispnéia, anorexia, fraqueza, vômito, hipotermia e hematúria. Felizmente, com um tratamento agressivo e cuidado de suporte adequado, a maioria dos animais se recupera completamente. O proprietário deve ser orientado a nunca administrar paracetamol em gatos. Considerando a grande quantidade de gatos atendidos na emergência veterinária com sinais clínicos de intoxicação por paracetamol, tem-se por objetivo apresentar informações sobre essa enfermidade para que os clínicos de pequenos animais possam identifi car o quadro e assim tratá-lo com sucesso.

Palavras-chave


Metahemoglobina; Felino; Toxicidade; Metabolismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171