Potencial de olivina melilitito, granito e sienito na disponibilização de potássio em solos

Willian Marques Duarte, Álvaro Luiz Mafra, Marcos Maurício Foresti, Cristiano Dela Piccolla, Jaime Antonio Almeida

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de pós de rochas na disponibilização de potássio em solos. O experimento foi conduzido em casa de vegetação utilizando as rochas olivina melilitito, granito e sienito. Amostras de um Cambissolo Húmico e de um Argissolo Vermelho-Amarelo foram coletadas, secas ao ar e peneiradas, corrigidas a pH 5,2 com calcário dolomítico e mantidas a 80% da capacidade de campo na incubação. O experimento foi conduzido em delineamento experimental inteiramente casualizado, com dois solos e cinco formas de K, com quatro repetições por tratamento. Os tratamentos foram os seguintes: sem adubação; KCl, pó de rocha de olivina melilitito e granito e sienito. Os pós de rocha foram acrescentados em quantidades equivalentes a 500 kg ha-1 de K2O, com base no teor total de K das rochas. Após o período de incubação de 180 dias, foram cultivados em sucessão feijão, trigo e trigo mourisco. A determinação do K no solo foi realizada após extração com solução de Mehlich-1 e resina trocadora de íons. O olivina melilitito não diferiu do KCl em relação à absorção de potássio pelas plantas e na disponibilização desse elemento no solo, exceto na extração pela resina no Argissolo após o cultivo de feijão, representando uma fonte potencial deste nutriente a ser melhor avaliada como fertilizante na agricultura. Os pós de rocha de granito e sienito não mostraram resposta quanto às variáveis testadas, evidenciando serem materiais de disponibilização mais lenta de potássio às plantas.

Palavras-chave


Adubação; Pó de rocha; Rochagem; Rochas silicáticas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171