Perspectivas para pensar uma justiça social e epistêmica para e com as infâncias em dissidência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101502024e108

Palavras-chave:

infâncias, crianças em dissidência , pedagogia do teatro, justiça social e epistêmica

Resumo

O presente estudo propõe outras perspectivas para pensar as diferentes infâncias, compreendendo as crianças como atrizes sociais ativas em seus processos identitários e sociais. Em virtude disso, elas são vistas como uma ameaça à cultura adulta, principalmente quando desviam da norma binária. Contudo, as crianças em dissidência encontram brechas em seu cotidiano e nas aulas de teatro para construir saberes e culturas como forma de resistência. Acredita-se, assim, na importância de discutir formas de promover uma justiça social e epistêmica em relação às infâncias e crianças em dissidência a partir do campo das Artes Cênicas e das Pedagogias do Teatro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Fazzioni, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutorando em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Mestrado em Artes Cênicas pela UDESC. Professor de teatro na Rede Municipal de Educação de Florianópolis.

Diego de Medeiros Pereira , Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutorado em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Mestrado em Teatro pela UDESC. Licenciatura em Educação Artística – Artes Cênicas pela UDESC. Professor Adjunto do Departamento de Artes Cênicas, Mestrado Profissional em Artes e Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade do Estado de Santa Catarina.

Referências

BOAL, Augusto. Teatro do Oprimido e outras poéticas políticas. São Paulo: Editora 34, 2019.

CONNEL, Raewyn; PEARSE, Rebecca. Gênero: uma perspectiva global. São Paulo: nVersos, 2015.

CORSARO, Willian. Sociologia da Infância. Porto Alegre: Artmed, 2011.

FAZZIONI, Mateus J. Deixem as crianças brincar!: O ensino do teatro na visibilização e acolhimento das crianças em dissidência. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2023.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2021.

LEAL, Dodi; ROSA, André. Transgeneridades em Performance: desobediências de gênero e anticolonialidades das artes cênicas. In: Revista Brasileira Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 10, n. 3, 2020.

LOURO, Guacira Lopes. Teoria queer: uma política pós-identitária para a educação. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 9, n. 2, 2001.

MOMBAÇA, Jota. Não vão nos matar agora. Rio de Janeiro: Cobogó, 2021.

NASCIMENTO, Fernando Augusto do. Teatro e Representatividade queer: experiências com o método do drama na escola. São Paulo: Hucitec, 2022.

PROUT, Alan; JAMES, Allison. Constructing and Reconstructing Childhood: Contemporary Issues in the Sociology of Childhood. London: Taylor & Francis e-Library, 2005.

PRECIADO, Paul B. Manifesto contrassexual. São Paulo: n-1 edições, 2017.

PRECIADO, Paul B. Um apartamento em Urano: crônicas de travessia. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

PEREIRA, Diego de Medeiros. Formação para as diversidades e adversidades: o que o teatro pode fazer? In: CRUVINEL, Tiago; CONCILIO, Vicente (org.). Pedagogia das Artes Cênicas: atuar e agir. Curitiba: CRV, 2019.

RUBIN, Gayle. O tráfico de mulheres. Notas sobre a “economia política” do sexo. In: RUBIN, Gayle. Deviations: A Gayle Rubin Reader. London: Duke University Press, 2011.

SARMENTO, Manuel J. Gerações e alteridade: interrogações a partir da sociologia da infância. Educ. Soc., Campinas, vol. 26, n. 91, 2005.

SARMENTO, Manuel J. Visibilidade Social da Infância. In: SARMENTO, Manuel Jacinto; VASCONCELOS, Vera Maria Ramos de. (org.) Infância (in)visível. Araraquara: Junqueira & Marin Editores, 2007.

SARMENTO, Manuel J. Sociologia da Infância: Correntes e Confluências, In: SARMENTO, Manuel Jacinto; GOUVÊA, Maria Cristina Soares de (org.). Estudos da Infância: educação e práticas sociais. Petrópolis: Vozes, 2009.

Publicado

2024-04-28

Como Citar

FAZZIONI, Mateus; PEREIRA , Diego de Medeiros. Perspectivas para pensar uma justiça social e epistêmica para e com as infâncias em dissidência. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 50, p. 1–25, 2024. DOI: 10.5965/1414573101502024e108. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/25142. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Justiça Epistêmica em Artes Cênicas