Drama e a teoria histórico-cultural: interlocuções possíveis

Autores

  • Diego de Medeiros Pereira Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101242015174

Resumo

O presente texto busca propor um diálogo entre o Drama, método inglês de ensino e experimentação do teatro, difundido no Brasil pela professora Beatriz Cabral, e a teoria histórico-cultural de Lev Vygotsky (1896-1934), uma das principais referências que fundamenta as propostas curriculares voltadas à Educação brasileira. A interlocução é proposta a partir de três conceitos presentes tanto na teoria de Vygotsky quanto na abordagem do Drama: contexto, interação e mediação. Intenta-se lançar bases para uma discussão acerca da dimensão pedagógica dessa abordagem para o ensino do teatro, enfatizando-se sua proximidade com as reflexões pedagógicas contemporâneas.

Biografia do Autor

Diego de Medeiros Pereira, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Doutor em Teatro pelo Programa de Pós-graduação em Teatro (PPGT) - UDESC. Professor Colaborador no Departamento de Artes Cênicas - UDESC e Professor de Teatro na Prefeitura Municipal de Florianópolis. 

 

Downloads

Publicado

2015-07-31

Como Citar

PEREIRA, D. de M. Drama e a teoria histórico-cultural: interlocuções possíveis. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 24, p. 174 - 185, 2015. DOI: 10.5965/1414573101242015174. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101242015174. Acesso em: 1 ago. 2021.