(Des)Escolarização performativa: rituais escolares e percursos metodológicos para a dança na escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101432022e0105

Palavras-chave:

Performance, Rituais escolares, Educação performativa, Dança, (Des)escolarização

Resumo

A partir dos Estudos da Performance na Educação, esta investigação buscou compreender alguns dos sentidos da noção de estudante em performance por meio de uma experiência com dança em aulas de Arte numa escola pública de educação básica. Ao partir da análise de uma audiovisualidade produzida nessa experiência, observou-se um ritual escolar que, assentado sobre símbolos de controle, é subvertido por estudantes em performance que constantemente reconfiguram as suas ordens. Ao adentrar às performances sociais no espaço escolar, estudantes passaram a tensionar as suas posições de sujeito, tornando-se, pois, necessário, maior atrelamento ao corpo, cuja dança se fez inquietação sobre práticas performativas mais (des)escolarizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jair Mario Gabardo Junior, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná (PPGE-UFPR). Mestre em Educação (UFPR).  Bacharel e licenciado em Dança pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Docente dos Cursos de bacharelado e licenciatura em Dança da UNESPAR Campus II FAP.

Thaís Castilho, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Doutora e mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná (PPGE-UFPR). Bacharel e licenciada em Dança pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Docente do Curso de licenciatura em Educação Física da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Referências

CARLSON, Marvin. Performance: uma introdução crítica. Tradução de: DINIZ, Thais. F. N; PEREIRA, Maria Antonieta. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

CASTILHO, Thaís. Laban, Bakhtin e o Balé Clássico: um pas de trois no ensino superior em artes cênicas. In: GONÇALVES, Jean Carlos. Corpo(s): linguagem, comunicação, educação. São Paulo: Pimenta Cultural, 2022, p.185-208.

GABARDO JUNIOR, Jair Mario. Ensino da dança e a Educação Performativa: possibilidades de corpo na (re)criação do espaço escolar. 2020. Dissertação (Mestrado do Setor de Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2020.

GABARDO JUNIOR, Jair Mario; CASTILHO, Thaís. Ensino superior e educação básica: pensamento labaniano, contextos e danças. Revista Cena, Porto Alegre, n. 32, 2020.

Disponível em: https://seer.ufrgs.br/cena/article/view/104292.

Acesso em: 04 nov. 2021.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Tradução de: RAPOSO, Maria Célia Santos. 20. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

GONÇALVES, Jean Carlos. Pedagogia das artes da cena no ELiTe/UFPR/CNPq: elos e fronteiras de um grupo e de uma linha de pesquisa. In: NOGUEIRA, Marcia Pompeo et al. Pedagogias do Desterro: práticas de pesquisa em artes cênicas. São Paulo: Hucitec, 2020, p.187-197.

GONÇALVES, Michelle Bocchi; OLIVEIRA, Odissea Boaventura de. Sentidos de escola em performance: um estudo na licenciatura em educação do campo. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 17, n. 49, p.392-441, jul./set. 2020. Disponível em:

http://periodicos.estacio.br/index.php/reeduc/article/view/5136/47966892.

Acesso em: 20 dez. 2021.

LABAN, R. Dança Educativa Moderna. São Paulo: Ícone, 1990.

LABAN, R. Domínio do Movimento. São Paulo: Summus, 1978.

MARQUES, Isabel A. Dança: arte e ensino. São Paulo: Digitexto, 2010.

MARQUES, Isabel A. Dançando na escola. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

MCLAREN, Peter. Rituais na Escola: em direção a uma economia política de símbolos e gestos na educação. Tradução de: MARQUES, Juracy C.; BIAGGIO, Angela M. B. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1991.

PEREIRA, Marcelo de Andrade. Pedagogia da Performance: do uso poético da palavra na prática educativa. Educação e Realidade, Porto Alegre, v.35, n.02, p. 139-156, mar./ago., 2010. Disponível em:

https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/11084.

Acesso em: 07 dez. 2021.

PINEAU, Elyse Lamm. Pedagogia crítico-performativa: encarnando a política da educação libertadora. In: PEREIRA, Marcelo de A. Performance e Educação: Desterritorializando territórios. Santa Maria: Editora UFSM, 2013, p. 37-58.

PINEAU, Elyse Lamm. Nos Cruzamentos entre a Performance e a Pedagogia: uma revisão prospectiva. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 35, n. 02, mai./ago., 2010, p. 89‐113. Disponível em:

https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/14416.

Acesso em: 05 dez. 2021.

SALLES, Cecília de Almeida. Redes de Criação – Construção da obra de arte. Vinhedo: Horizonte, 2006.

SCHECHNER, Richard. Performance: teoría y prácticas interculturales. Buenos Aires: Libros del Rojas, 2000.

STRAZZACAPPA, Márcia. A educação e a fábrica de corpos: a dança na escola. Cadernos CEDES, Campinas, v. 21, n. 53, p.69-83, 2001. Disponível em:

https://www.scielo.br/j/ccedes/a/jG6yTFZZPTB63fMDKbsmKKv/?lang=pt.

Acesso em: 20 dez. 2021.

STRAZZACAPPA, Márcia; MORANDI, Carla. Entre a arte e a docência: a formação do artista da dança. Campinas: Papirus, 2006.

Downloads

Publicado

2022-04-06

Como Citar

GABARDO JUNIOR, J. M.; CASTILHO, T. (Des)Escolarização performativa: rituais escolares e percursos metodológicos para a dança na escola. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 43, p. 1-34, 2022. DOI: 10.5965/1414573101432022e0105. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21547. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Corpo e(n)cena e (des)educação