[celas] e elas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/14145731033920200603

Palavras-chave:

Celas e elas, Dramaturgia, Mulheres, Teatro feminista, Teatro em prisões

Resumo

Esta peça fricciona relatos de mulheres em situação de cárcere, dados e reflexões sobre processos de privação de liberdade e ressocialização no Brasil e uma dramaturgia original sobre mulheres e opressões sociais. A peça [celas] estreou em sua primeira versão em 2011, realizou diversas apresentações até 2015, e se (des)montou a partir das experiências proporcionadas pelo projeto Teatro com mulheres em privação de liberdade, realizado em 2019 com mulheres do Presídio Regional de Joinville-SC.

Biografia do Autor

Daiane Dordete Steckert Jacobs, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Professora Associada do Departamento de Artes Cênicas da UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina, na área de voz/interpretação, e do Programa de Pós-graduação em Teatro da UDESC. Diretora de Extensão, Cultura e Comunidade do Centro de Artes da UDESC. Doutora e Mestra em Teatro pela UDESC. Bacharela em Artes Cênicas com habilitação em Interpretação Teatral pela FAP - Faculdade de Artes do Paraná (UNESPAR). É atriz, diretora, dramaturga, contadora de histórias e poeta. Pesquisa nas áreas de voz, atuação, performance, teatro performativo, teatro narrativo, teatro feminista, teoria crítica feminista e estudos de gênero.

Downloads

Publicado

2020-12-23

Como Citar

JACOBS, D. D. S. [celas] e elas. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 39, p. 1-12, 2020. DOI: 10.5965/14145731033920200603. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/19108. Acesso em: 21 set. 2021.