“Entre rostos”: a transfiguração da aparência no autorretrato em diálogo com Cindy Sherman

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234615362023e0012

Palavras-chave:

Cindy Sherman, referente, aparência, transfiguração, autorretrato

Resumo

Neste artigo discute-se a transfiguração da aparência nos autorretratos da série “Entre Rostos”, em um diálogo com as obras da artista Cindy Sherman, como problemática de pesquisa. O objetivo é analisar, nessa transfiguração, como o referente, ou seja, o rosto, se comporta na modificação das aparências. A abordagem metodológica do processo criativo está embasada nas três dimensões de Rey (2002), sendo a abstrata, a prática e a da obra em processo. A partir da série resultante de autorretratos faz-se uma análise estabelecendo relações com as obras de Sherman. Os resultados mostram que a transfiguração da aparência e o disforme ocultam o "referente do artista" (seu rosto), produzindo uma beleza de outra ordem pela qual se manifesta o "referente de artista" (modo específico do artista transfigurar seu rosto no autorretrato). Conclusivamente, percebe-se que o primeiro referente se camufla com uma segunda identidade, que é sua tanto quanto a primeira, e que só é revelada quando essa se empenha na sua transfiguração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Tubias Schraiber, Universidade Federal de Santa Maria

Graduado em Artes Visuais - Licenciatura/Bacharelado - Universidade Regional do Noroeste do Estado do RS/UNIJUÍ 2005; Especialista em Design de Estamparia - UFSM 2007; Especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à Educação- UAB/UFSM 2010; Mestre em Artes Visuais, na linha de Arte e Tecnologia, no Programa de Pós-Graduação em Arte/PPGART-UFSM 2010.  Participante do Grupo de Pesquisa Arte e Design; tutor presencial na Especialização em Mídias na Educação pela UAB/UFSM. Lattes: Lattes: http://lattes.cnpq.br/2664305506336490. E-mail: rgartt@gmail.com

Reinilda de Fátima Berguenmayer Minuzzi, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Engenharia de Produção/Gestão do Design na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil. Professora do PPG Artes Visuais/UFSM. http://lattes.cnpq.br/1234650265478193. https://orcid.org/0000-0002-0490-1258. E-mail: minuzzireinilda@gmail.com.

Referências

ARAÚJO, Camila Leite de. O desejo de autorretratos: subjetividade e criação na rede. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Artes e Comunicação. Recife: UFPE, 2015.

ARAÚJO, Camila Leite. As fotografias de Cindy Sherman: Reflexão e criação sobre os sujeitos contemporâneos. Ícone, Recife, v. 14, n. 2, dez/2012. Disponível em: <https://doi.org/10.34176/icone.v14i2.230654> . Acesso em: 7 out. 2022.

ARAUJO, Virgínia Gil. O auto-retrato fotográfico: um estudo sobre a construção fisionômica como arbitrariedade em Artur Barrio. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 1, p. 21–28, 2005. Disponível em: <https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/3614>. Acesso em: 6 out. 2022.

BRAGA, Paula Priscila. Selfie: o autorretrato do sujeito contemporâneo. ARS (São Paulo), 19(42), 643-690, 2021. Disponível em: <https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2021.180880>. Acesso em: 4 out 2022.

CANTON, Kátia. Autorretrato, Espelho de Artista. Escola de Comunicações e Artes, São Paulo, 2002. Disponível em: <https://doi.org/10.11606/T.27.2019.tde-24052019-154012>. Acesso em: 23 Mai. 2020.

CANTON, Kátia. Autorretrato: espelho de artista. São Paulo: Cosac & Naif, 2001.

CUPELLO, América. Máscaras, ficção e mise-en-scène na fotografia contemporânea. Estado da Arte, v. 2 n. 1 p. 143 - 159 jan./jun. 2021. Disponível em: <https://doi.org/10.14393/EdA-v2-n1-2021-59395>. Acesso em: 9 out 2022.

FABRIS, Annateresa. Identidades Virtuais: uma leitura do retrato fotográfico. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

FONTCUBERTA, Joan. A Câmera de Pandora: a fotografi@ depois da fotografia. Tradução de Maria Alzira Brum. São Paulo: Editora G. Gilli, 2012.

FONTCUBERTA, Jooan. El beso de Judas. Fotografia y verdad. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2002.

PRADA, Ângela. Auto-Retratos Da Pós-Modernidade: Cindy Sherman Em “Untitled Film Stills”. Visualidades, Goiânia, v. 7 n. 1, 2012. DOI: 10.5216/vis.v7i1.18125. Disponível em: <https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/18125 >. Acesso em: 7 out. 2022.

REY, Sandra. Por uma abordagem metodológica da pesquisa em artes. In: BRITES, Blanca; TESSLER, Elida (org.). O meio como ponto zero: metodologia da pesquisa em artes plásticas. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 2002, p. 123-140.

SADDI, Liene Nunes; MACHADO, Paula. O autorretrato e o dispositivo fotográfico: uma análise de obras de Cindy Sherman. Revista Multiplicidade, v. 9, n. 9, 2019. Disponível em: <https://revistas.fibbauru.br/multiplicidadefib/article/view/428>. Acesso em: 9 out. 2022.

TOREZANI, Julianna Nascimento. Os Autorretratos de Cindy Sherman no Instagram. In: III Grão Fino: Semana de Fotografia (Online). Campina Grande, PB, 26 a 30 de Outubro de 2020. Disponível em: <https://graofinofoto.com.br/wp-content/uploads/2020/12/GT2art1.autorretratoinstagram.pdf>. Acesso em: 30 jul. 2022.

Downloads

Publicado

2023-05-25

Como Citar

SCHRAIBER, Rogério Tubias; MINUZZI, Reinilda de Fátima Berguenmayer. “Entre rostos”: a transfiguração da aparência no autorretrato em diálogo com Cindy Sherman. Palíndromo, Florianópolis, v. 15, n. 36, p. 1–22, 2023. DOI: 10.5965/2175234615362023e0012. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/22915. Acesso em: 29 fev. 2024.