Moda e Subjetividade:corpo, roupa e aparência em tempos ligeiros

Autores

  • Maria Dolores de Brito Mota Universidade Federal do Ceará, Instituto de Cultura e Arte

Palavras-chave:

moda, cultura, roupa, subjetividade

Resumo

Os processos sociais contemporâneos acentuam a complexidade das condições de constituição e as concepções das identidades individuais e coletivas, fazendo proliferar situações, experiências, estímulos ilimitados com ritmos acelerados. O sujeito que emerge desses processos é marcado de possibilidades, mutante e gestor de diferentes identidades. A moda do vestuário é um dos componentes das condições sociais de subjetivação e construção identitária estabelecendo uma rede de relações com esses sujeitos de possibilidades. A roupa e o corpo, compõem subjetividades, criando e exprimindo imagens e formas que correspondem às identificações e diferenciações donde emergem as identidades. A instantaneidade dessas mudanças não permite que identidades antigas se desfaçam coexistindo com novas. A moda impõe padrões e ao mesmo tempo permite a distinção entre pessoas e grupos sociais e desse modo favorece a recriação permanente dos sujeitos sempre em devir. A diversidade de estilos não elimina a diferenciação das marcas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUDRILLARD. J. A sociedade de consumo. Rio de Janeiro: Elfos Ed., 1995.

BORGES, Virginia T. Vestidos para mostrar: as máscaras da identidade. Disponível em www.eco.ufrj.br/semiosfera/conteudo_mm_vborges.htm. Acesso em 6 de junho de 2005.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. 17.e. Petrópolis: Vozes,1997.

HALL, S. A questão da identidade cultural. Textos Didáticos. Campinas:IFCH/UNICAMP, 1995.

LASCH. C. O mínimo eu. Sobrevivência psíquica em tempos difíceis. São Paulo: Brasiliense, 1986.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero. São Paulo: Cia da Letras, 1997.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. O Manifesto Comunista. 17.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

MAFFESOLI. M. No fundo das aparências. Petrópolis: Vozes, 1996.

MESQUITA, C. A moda contemporânea: quatro ou cinco conexões possíveis. São Paulo: Ed. Anhembi Morumbi, 2004.

PALOMINO, E. A Moda. São Paulo: Publifolha, 2002.

PITOMBO, R. A dimensão espetacular da indumentária. In: O corpo ainda é pouco. II Seminário sobre a contemporaneidade. NUC/UEFS. Feira de Santana: UEFS, 2000.

PITTY. Máscara. In: Admirável chip Novo. Deckdisc, 2003. Faixa 03.

SIMMEL, G. Da psicologia da moda: um estudo sociológico. In: SOUZA, J. e ÖELZE, B. (orgs) Simmel e a Modernidade. 2.e.Brasília: Editora UNB, 2005.

Downloads

Publicado

2008-07-01

Como Citar

DE BRITO MOTA, M. D. Moda e Subjetividade:corpo, roupa e aparência em tempos ligeiros. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 1, n. 2, 2008. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/7600. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos