Aplicação da metodologia de branding TXM no processo do design do projeto “Futuro do Presente”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/18083129172024e0002

Palavras-chave:

Interatividade, Metodologias, Usabilidade, Interface, interactivity

Resumo

As metas do design de interação é desenvolver produtos com aplicação da usabilidade, envolvendo os usuários. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a aplicação das etapas da Metodologia de Branding TXM no processo do Design de Interação do projeto - “Futuro do Presente: espaço para observação, análise e interpretação de sinais” (FPlab). Esta metodologia   prevê a participação das equipes gestora e do projeto, bem como dos usuários, considerando sua experiência e interface com os produtos. Foi utilizada a pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva nos limites de estudo de caso. Os resultados indicaram que foi feito o re-design da marca e atendidos outros aspectos, resultados da análise SWOT, confirmando-se que os objetivos da metodologia foram atingidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giorgio Gilwan da Silva, UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí

Coordenador do Curso Tecnológico de Design Gráfico, dos Bacharéis em Design com Linha de Formação em Design de Jogos e Entretenimento Digital e Publicidade e Propaganda. Coordenou o CST em Produção Publicitária, Fotografia e a Pós-graduação em Ilustração, Universidade do Vale do Itajaí, Campus Florianópolis. Bacharel em Design Gráfico pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina, UDESC (2005), Especialização em Design Gráfico e Estratégia Corporativa UNIVALI (2006) e Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina EGC/UFSC (Conceito CAPES 6) (2011). Doutor no Programa de Pós-graduação em Design da UFSC, 2015/2018.

Giselle Merino, UDESC

Pesquisadora CNPq - PQ 1D na área de Desenho Industrial. Recebeu o Prêmio CAPES de TESE (2020) como orientadora, na área de Arquitetura, Urbanismo e Design.Professora do Departamento de Design na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Professora do Programa de Pós-graduação em Design da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pós Doutora em Fatores Humanos pela Universidade do Estado de Santa Catarina com estágio na Universidade Politécnica de Valencia, Espanha (2017). Doutora em Engenharia de Produção, com ênfase em Engenharia do Produto e Processo na linha de pesquisa de Metodologias de Projeto de Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Mestre em Design pelo Programa de Pós-Graduação em Design na linha de Gestão de Design, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). Graduada em Desenho pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1997). Cursos na Universidade de Salamanca (Espanha). Possui formação em Processos Grupais e Coordenação de Equipes. Coordenadora de Projetos do Núcleo de Gestão de Design e do Laboratório de Design e Usabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina desde o ano de 2000. Ministra disciplinas de: Gestão de Design; Design Centrado no Ser Humano; Ergonomia e Usabilidade em Produtos e Serviços; Metodologias de Projeto de Design; Projeto de Embalagem; Tecnologias Assistivas, dentre outras. Orienta alunos de graduação e pós-graduação em níveis de especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado. Membro da Rede de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Assistiva (RPDTA), projetos em parceria com a UFPE (Terapia Ocupacional e Engenharia), UFPB (design). Possui como foco de pesquisa: Gestão de Design, Design e Saúde, Design Centrado no Ser Humano, Tecnologia Assistiva, Design Universal/Inclusivo em Produtos e Serviços. 

Tiago Vinicius Ficagna, UNIVALI

Possui graduação em Design Industrial e pós graduação em Design Gráfico e Estratégias Corporativas pela Universidade do Vale do Itajaí (2002). É mestre em Computação Aplicada na UNIVALI. Atualmente é professor Universidade do Vale do Itajaí. Tem experiência na área de Design gráfico e Design de Jogos Digitais com ênfase em Desenho de Interfaces e modelagem 3d atuando principalmente nos seguintes disciplinas: interface, semiótica e desenvolvimento de jogos e desenvolvimento web.

Referências

AAKER, David A. Marcas: Brand Equity – gerenciando o valor da marca. São Paulo: Negócio Editora, 1998.

AAKER D. A. On Branding: 20 princípios que decidem o sucesso das marcas. Trad. Francisco de Araújo. Porto Alegre: Editora Bookman, 2015

BAXTER M. Projeto de Produto: Guia prático para o desenvolvimento de novos Produtos. Edgar Blücher, São Paulo, 1998.

BONSIEPE G, KELNNER P e POESSNECKER H. Metodologia Experimental: Desenho Industrial. CNPq, 1984.

BÜRDEK BE. História Teoria e Prática do Design de Produtos. Edgar Blücher, São Paulo, 2006.

CHIARAVALLE, Bill; SCHENCK, Barbara Findlay. Branding for dummies. Indianapolis: Wiley Publishing Inc., 2007.

FUTURO DO PRESENTE. Disponível em: http://www.futurodopresente.ceart.udesc.br/. Acesso em: 19 fev. 2017.

FORLIZZI, J.; DISALVO, C., HANINGTIN, B. Emotion, experience and the design of new products. The Design Journal, London, UK, v. 6, n. 2, p. 29-38, 2003. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/2735/273543309003.pdf. Acesso em: 20 abr. 2017.

GOBÉ, Marc. A Emoção das Marcas: Conectando Marcas às Pessoas. 1. ed. Campus: Rio de Janeiro, 2002.

ISO 9241, Parte 11. Orientações sobre Usabilidade. Associação Brasileira de Normas Técnicas. ABNT, 20

LOGO UFSC. Disponível em: http://www.logo.ufsc.br. Acesso em: 1 ago. 2017.

KAPFERER, Jean-Noël. As marcas capital da empresa: criar e desenvolver marcas fortes. trad. Arnaldo Ryngelbulum.-3,Ed,Porto Alegre: Bookman,2003.

KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Administração de Marketing. Tradução de Sônia Midori Yamamoto. 14. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

LOPES, Dayane A.; GOMEZ, Luiz Salomão Ribas. Brand DNA Tool aplicado ao Projeto VAMOS. 10º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Luís: 2012. Disponível em: https://sites.arq.ufmg.br/lade/publicacoes/artigos-de-congressos/ Acesso em:10 ago. 2017.

MARTINS, José Roberto. Branding: um manual para você criar, gerencial e avaliar marcas. São Paulo: Negócio, 2006.

NORMAN, Donald A. O design do dia-a-dia. São Paulo: Rocco, 2008.

PRESTES, Maíra Gomes; GOMEZ, Luiz Salomão Ribas. A experiência da marca: proposta de metodologia para a identificação do DNA de organizações. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM DESIGN, 9., 2010, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: Universidade Anhembi Morumbi, 2010. p. 2221-2231. Disponível em:

https://www.uni7.edu.br/noticia/9-congresso-de-pesquisa-e-desenvolvimento-em-design/ Acesso em 01 fev. 2018.

PREECE, J; ROGERS, Y; SHARP, H. Design de Interação: Além da interação homem computador. Porto Alegre: Bookman, 2008.

STODIECK, W. F. e GOMEZ, L. S. R. A Utilização do Brand DNA Process na Criação de uma Marca de Empresa de Cervejas Diferenciadas. 10º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, São Luís (MA), 2012. Disponível em:

https://www.portalintercom.org.br/anais/sul2014/resumos/R40-0939-1.pdf. Acesso em: 02 fev. 2017

PREECE, J.; ROGERS, Y.; SHARP, H. POSSAMAI, V. Design de Interação: além da interação homem-computador. Porto Alegre: Bookman, 2008.

TROIANO, Jaime. “As Marcas no Divã – uma análise de consumidores e criação de valor”. São Paulo. Ed. Globo – 2009.

Downloads

Publicado

2024-06-13

Como Citar

SILVA, Giorgio Gilwan da; MERINO, Giselle Schmidt Alves Díaz; FICAGNA, Tiago Vinicius. Aplicação da metodologia de branding TXM no processo do design do projeto “Futuro do Presente”. DAPesquisa, Florianópolis, v. 18, p. 1–21, 2024. DOI: 10.5965/18083129172024e0002. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/19968. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)