História da formação do professor que ensina matemática: etapas de constituição da matemática para ensinar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X10192022010

Palavras-chave:

Educação Matemática, Formação de professores, Matemática

Resumo

Este texto analisa aspectos da história da formação de professores que ensinam matemática. O estudo centra atenção nos saberes presentes nessa formação. Em especial analisa a matemática que integra a formação de professores para os primeiros anos escolares e as suas mudanças ao longo do tempo. Como referência teórico-metodológica ancora-se no campo da História Cultural. Mobiliza as categorias matemática a ensinar – objeto do trabalho docente - e matemática para ensinar, conceito que enfeixa as ferramentas que o futuro professor deverá manejar para o ensino, para o trabalho com uma matemática a ensinar. A partir de resultados de pesquisas já desenvolvidas, o texto norteia-se pela questão: Como foram sendo elaboradas, ao longo do tempo, as ferramentas para trabalho do futuro professor, isto é, que etapas foram percorridas na trajetória de constituição da matemática para ensinar? A resposta à questão aponta para a caracterização de diferentes matemáticas para ensinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner Rodrigues Valente, UNIFESP

Prof. Associado Livre Docente do Departamento de Educação da UNIFESP, São Paulo, Campus Guarulhos, Brasil.

Referências

BASSINELLO, Ieda. Lourenço Filho e a matematização da pedagogia: dos testes psicológicos para os testes pedagógicos. Dissertação (Mestrado em Ciências). Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2014.

BERTINI, Luciane de Fatima; MORAIS, Rosilda dos Santos & VALENTE, Wagner Rodrigues. A matemática a ensinar e a matemática para ensinar – novos estudos sobre a formação de professores. São Paulo: L F Editorial, 2017.

CHARTIER, Roger. A História Cultural – entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

CHARTIER, Roger. Escribir las prácticas. Buenos Aires: Manantial, 2006.

CURY, Carlos Jamil. A educação básica no BRASIL. Revista Educação e Sociedade, v. 23, n. 80, 2002.

FORTALEZA, Francisca Janice dos Santos. Uma geometria para ensinar: elementos do saber profissional do professor que ensina matemática (1870-1920). Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática). Universidade Federal do Pará, Belém, 2021.

GODOI, Anieli Joana de; COSTA, David Antonio da. Saberes em Transformação na Matemática Moderna: os cadernos escolares de alunos do ensino primário (1960-1969). HISTEMAT, V. 6, N. 1, 2020.

KLEIN, Felix. A matemática elementar de um ponto de vista superior. Volume 1. Parte 1. Aritmética. Lisboa: SPM, 2009 (1908).

MACIEL, Viviane Barros. Elementos do saber profissional do professor que ensina matemática: uma aritmética para ensinar nos manuais pedagógicos (1880-1920). Tese (Doutorado em Ciências). Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2019.

OLIVEIRA, Maria Cristina Araújo de; LEME DA SILVA, Maria Célia & VALENTE, Wagner Rodrigues (Orgs.). O Movimento da Matemática Moderna: história de uma revolução curricular. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2011.

OLIVEIRA, Marcus Aldenisson de. A aritmética escolar e o método intuitivo: um novo saber para o curso primário (1870-1920). Tese (Doutorado em Ciências). Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2017.

PINHEIRO, Nara Vilma Lima. A aritmética sob medida: a matemática em tempos de pedagogia científica. Tese (Doutorado em Ciências). Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2017.

PINTO, Neuza Bertoni; NOVAES, Bárbara Winiarski Diesel. A apropriação da matemática moderna na Escola Técnica Federal do Paraná nas décadas de 60 e 70. Revista Diálogo Educacional, PUC-PR, v. 8, n. 25, 2008.

SANTOS, Zenildo; COSTA, Lucio Campos; SANT’ANA, Claudinei de Camargo. Evidências do movimento da matemática moderna no ensino primário no município de Aiquara-BA (1965-1980). Revista Cocar. UEPA, 2020.

SCHELBAUER, Analete Regina.A constituição do método de ensino intuitivo na Província de São Paulo (1870-1889). Anais do III Congresso Brasileiro de História da Educação. Curitiba, na PUCPR, de 7 a 10 de novembro de 2004. Disponível em: https://silo.tips/download/a-constituiao-do-metodo-de-ensino-intuitivo-na-provincia-de-sao-paulo. Acesso em: 20 set. 2021.

SILVA, Sidnéia Almeida; GOMES, Larissa Pinca Sarro; SILVA, Martha Raíssa Iane Santana da. Ensino de Geometria e Movimento da Matemática Moderna: uma análise de histórias produzidas nas pesquisas acadêmicas. Tangram – Revista de Educação Matemática. UFGD, 2021.

SOARES, Márcia Guedes. A aritmética de Lourenço Filho – um estudo sobre as dinâmicas de transformação do saber escolar em face de uma nova pedagogia. Dissertação (Mestrado em Ciências). Universidade Federal de São Paulo, 2014.

SOUZA, Rosa Fátima de. Templos de Civilização: a implantação da Escola Primária Graduada no Estado de São Paulo (1890-1910). São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1998.

VALENTE, Wagner Rodrigues. Osvaldo Sangiorgi e o Movimento da Matemática Moderna. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 8, n. 25, p. 583-613, set./dez. 2008.

VALENTE, Wagner Rodrigues. A matemática na formação do professor do ensino primário – São Paulo, 1875-1930. São Paulo: Annablume, 2011.

VALENTE, Wagner Rodrigues. O que é número? As mudanças na história de um conceito da matemática escolar. BOLETIM GEPEM, n. 61, jul./dez., 2012.

VALENTE, Wagner Rodrigues. A era dos tests e a pedagogia científica: um tema para pesquisas na Educação Matemática. Acta Scientiae, Canoas, V. 16, N. 1, 2014.

VALENTE, Wagner Rodrigues. História da Educação Matemática nos anos iniciais: a passagem do simples/complexo para o fácil/difícil. Cadernos de História da Educação. v. 14, n. 1, jan./abr., 2015.

VALENTE, Wagner Rodrigues. “Matemática? Eu trabalho primeiro no concreto”: elementos para a história do senso comum pedagógico. Ciência & Educação (Bauru), v. 23, n. 3, 2017.

VALENTE, Wagner Rodrigues. História e Cultura em Educação Matemática: a produção da matemática do ensino. Rematec. V. 15, n. 36, 2020.

ZANLORENSE, Maria Joselia; LIMA, Michelle Fernandes. Uma análise histórica sobre a elaboração e divulgação dos PCN no Brasil. Anais do VII Seminário Nacional de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil”. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2009.

Downloads

Publicado

2022-02-18

Como Citar

VALENTE, W. R. . História da formação do professor que ensina matemática: etapas de constituição da matemática para ensinar. Revista BOEM, Florianópolis, v. 10, n. 19, p. 10-24, 2022. DOI: 10.5965/2357724X10192022010. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/boem/article/view/21698. Acesso em: 23 maio. 2022.