“Sem mais nem menos on-line”: formação continuada de professores de matemática durante a pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X09182021298

Palavras-chave:

Ensino de matemática, Formação de professores, Projeto de extensão, Pandemia

Resumo

O objetivo deste artigo é descrever ações desenvolvidas pelo projeto de extensão da Universidade Federal de Alagoas “Sem mais nem menos on-line”, mais especificamente sobre a participação de professores de matemática da Educação Básica no projeto. Devido à pandemia da Covid-19, o projeto de extensão “Sem mais nem menos” que atua desde 2016 em escolas públicas de Alagoas reformulou o projeto para também contribuir com a formação continuada de professores, mas de uma forma diferenciada, colaborativa e on-line. A participação dos professores aconteceu em webconferências e um grupo de professores também acompanhou estudantes em atividades realizadas pela equipe do projeto por meio de lives no Instagram. Muitos estudantes e professores passaram a realizar suas atividades de forma remota e o projeto buscou aproximar a teoria, a prática e a realidade do professor, considerando também seus saberes experienciais. Nossas fontes para a escrita foram materiais coletados por e-mail e questionários preenchidos no Google Forms, além das vivências durante o projeto. Os professores, além de compartilharem e repensarem seus saberes, consideraram que houve mudanças na forma de pensar o ensino de matemática depois da participação no projeto, com destaque para um olhar mais atento em trabalhar a matemática de forma mais descontraída e envolvida com o cotidiano. O fato de o projeto ter beneficiado a prática docente nos fez entender que o projeto cumpriu um de seus objetivos que foi de proporcionar um espaço de formação continuada de professores de matemática.

Biografia do Autor

Viviane de Oliveira Santos, Universidade Federal de Alagoas

Possui doutorado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" (Unesp) e mestrado em Matemática pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). É professora efetiva no  Instituto de Matemática da Ufal, coordenadora do projeto de extensão "Sem mais nem menos" da Ufal, docente no Mestrado Profissional em Rede Nacional (Profmat), editora-adjunta da Coleção História da Matemática da Sociedade Brasileira de Matemática e líder do Grupo de Pesquisa "História da Matemática e Educação Matemática" da Ufal. Foi vice-coordenadora nacional do Profmat, coordenadora do Curso de Matemática Licenciatura da Ufal, coordenadora do curso de Licenciatura em Matemática a Distância da Ufal. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Geometria Diferencial, História da Matemática, História da Educação Matemática, Educação Matemática e Ensino de Matemática.

Nickson Deyvis da Silva Correia, Universidade Federal de Alagoas

Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), campus A. C. Simões. Licenciado em Matemática pela UFAL, campus A.C. Simões. Possui o Curso-Técnico-Profissionalizante em Técnico em Química - Eixo Tecnológico Controle e Processos Industriais pelo Instituto Federal de Alagoas (IFAL) - Matriz. Membro do Grupo de Pesquisa 'História da Matemática e Educação Matemática' da UFAL. Colaborador no projeto de extensão 'Sem mais nem menos on-line' do Instituto de Matemática da UFAL. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em História da Matemática, História da Educação Matemática, Educação Matemática e Ensino de Matemática.

Tayná Elias dos Santos, Universidade Federal de Alagoas

Licencianda em Matemática da Universidade Federal de Alagoas.

José Monteiro Hilário da Silva, Universidade Federal de Alagoas

Graduando em Matemática pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), atualmente sou um jovem Empreendedor Social e Instrutor no Programa de Apoio aos Estudantes das Escolas Públicas do Estado (PAESPE - UFAL), e Colaborador no Projeto de extensão Sem Mais Nem Menos (UFAL).

Referências

BOAVIDA, Ana Maria; PONTE, João Pedro da. Investigação colaborativa: Potencialidades e problemas. In GTI (Org). Reflectir e investigar sobre a prática profissional. Lisboa: APM, 2002. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4069/1/02-Boavida-Ponte%20(GTI).pdf. Acesso em: 24 nov. 2020.

CHARLOT, Bernard. A Noção de relação com o saber: bases de apoio teórico e fundamentos antropológicos. In: CHARLOT, Bernard (Org.) Os jovens e o saber: perspectivas mundiais. Tradução de Fátima Murad. Porto Alegre: ARTMED Editora, 2000.

FERREIRA, Ana Cristina. O trabalho colaborativo como ferramenta e o contexto para o desenvolvimento profissional: compartilhando experiências. In: NACARATO, Adair Mendes; PAIVA, Maria Auxiliadora Vilela. A formação do professor que ensina matemática: perspectivas e pesquisas. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

MANRIQUE, Ana Lúcia; ANDRÉ, Marli E. D. A. Relações com saberes na formação de professores. In: NACARATO, Adair Mendes; PAIVA, Maria Auxiliadora Vilela. A formação do professor que ensina matemática: perspectivas e pesquisas. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

NÓVOA, António. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, António (coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. Universidade de Lisboa. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4758/1/FPPD_A_Novoa.pdf. Acesso em: 22 nov. 2020.

SANDES, Joana Pereira; MOREIRA, Geraldo Eustáquio. Educação matemática e a formação de professores para uma prática docente significativa. Revista @mbienteeducação. São Paulo: Universidade Cidade de São Paulo, v. 11, n. 1, jan./abr. 2018. Disponível em: http://publicacoes.unicid.edu.br/index.php/ambienteeducacao/article/view/49/471. Acesso em: 24 nov. 2020.

SANTOS, Viviane de Oliveira; ALBUQUERQUE, Erenilda Severina da Conceição; SANTOS, Késsia Tatiane Rodrigues dos; OLIVEIRA, Wanessa Cavalcanti. Lives no Instagram envolvendo matemática no dia a dia: contribuições do projeto “Sem mais nem menos on-line” para estudantes e professores da Educação Básica. PMO, v.9, n.1, 2021. Disponível em: http://pmo.sbm.org.br/wp-content/uploads/sites/16/dlm_uploads/2021/02/art4_PMO_Chamada_Tematica_2020_SBM.pdf. Acesso em: 06 set. 2021.

SANTOS, Viviane de Oliveira; CORREIA, Nickson Deyvis da Silva; NASCIMENTO, Daniela Aprigio do. Matemática nas estações do ano: o uso de materiais didáticos no ensino de matemática. Revista Paranaense de Educação Matemática, 10(21), 463-486, 2021. Disponível em: http://revista.unespar.edu.br/index.php/rpem/article/view/941. Acesso em: 06 set. 2021.

Sem mais nem menos. Disponível em: https://sem-mais-nem-menos.webnode.com/. Acesso em: 24 nov. 2020.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação Profissional. 13. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

Downloads

Publicado

2021-10-30

Como Citar

SANTOS, V. de O.; CORREIA, N. D. da S.; SANTOS, T. E. dos; SILVA, J. M. H. da. “Sem mais nem menos on-line”: formação continuada de professores de matemática durante a pandemia. Revista BOEM, Florianópolis, v. 9, n. 18, p. 298-318, 2021. DOI: 10.5965/2357724X09182021298. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/boem/article/view/19141. Acesso em: 30 nov. 2021.