O ensino e aprendizagem da matemática em contexto pandêmico: com a palavra uma professora dos anos iniciais

Autores

  • Ilvanete dos Santos de Souza UFBA
  • Américo Junior Nunes da Silva
  • Janete dos Anjos Vieth

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X09182021274

Palavras-chave:

Ensino de Matemática, Contexto pandêmico, Tecnologias, Desigualdades

Resumo

Este relato de experiência tem por objetivo apresentar algumas reflexões de uma professora que ensina Matemática nos anos iniciais sobre suas vivências da “não presença” no ensino e na aprendizagem da Matemática em tempos da pandemia da COVID-19. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, orientado autobiograficamente e que põe no centro das discussões, as vivências de uma professora que ensina Matemática no 2º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública situada no interior do estado da Bahia. Os instrumentos utilizados para a produção dos dados foram: questionário e entrevistas. Para registro dos dados produzidos, utilizamos a gravação de áudio da entrevista com a professora e de forma subsidiária, realizamos a análise das imagens do grupo de WhatsApp fornecidas por ela. Duas questões geradoras intercruzaram esta escrita: i) Os professores estavam preparados para esse novo modelo de ensino? ii) Que desafios enfrentam professores que ensinam Matemática durante a pandemia? Nessa direção, partindo das experiências relatadas, conjectura-se que: a pandemia exigiu da escola se reinventar e, consequentemente, o professor também; e de que nesse ínterim é importante perceber a formação enquanto um continuum; e que precisamos lidar com as desigualdades e a impossibilidade de oferecer, de forma equânime, um ensino remoto que atenda a todos. Importante considerar a inclusão e as tecnologias como palavras-chave não só desse momento.

Referências

BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. In: Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, Janeiro/Abril, 2002, p. 21-28.

CARA, Daniel. Congresso Virtual UFBA 2020. IN. Mesa de abertura: “Educação: desafios do nosso tempo”, Salvador, maio de 2020. Link: https://www.youtube.com/watch?v=6w0vELx0EvE.

CLANDININ, Jean; CONNELLY, Michael. Pesquisa Narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. Uberlândia: EDUFU, 2015.

FABRE, Michel. Penser la formation. Paris: PUF, 1995.

GUEDES-PINTO, Ana Lúcia. Memorial de Formação: registro de um percurso. Faculdade de Educação da Unicamp, Campinas, 2012.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: Nóvoa, Antônio (Org.). Vida de professores. 2. ed. Porto, Portugal: Porto Ed, 2000, p. 31-61.

SILVA, Américo Junior Nunes da. Querido diário... o que revelam as narrativas sobre ludicidade, formação e futura prática do professor que ensina(rá) matemática nos anos iniciais. 2018. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, campus São Carlos, São Carlos. 2018.

SILVA, Américo Junior Nunes da; NERY, Érica Santana Silveira; NOGUEIRA, Cleia Alves. Formação, tecnologia e inclusão: o professor que ensina Matemática no “novo normal”. In: Plurais Revista Multidisciplinar, v. 5, n. 2, 2020, p. 97-118.

SILVA, Américo Junior Nunes da; SOUSA, Ilvanete dos Santos; BARROS, Simone Santos; ALMEIDA, Jefferson Dias Silva. O Professor de Matemática e o Ato de Planejar: Há Unicidade entre a Dimensão Política e a Dimensão Pedagógica? In: SILVA, Américo Júnior Nunes da; SOUSA, Ilvanete dos Santos (Org). A Formação do Professor de Matemática em Questão: reflexões para um ensino com significado, Jundiaí: Paco Editorial. 2014.

SILVA, Américo Junior Nunes da. Memoriais de formação e os percursos de construção do puzzle de pesquisa. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e54410112162, 2021.

SILVA, Américo Junior Nunes da. Professores de matemática em início de carreira e os desafios (im)postos pelo contexto pandêmico: um estudo de caso com professores do semiárido baiano. doi.org/10.29327/217514.7.1-5. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 17, 2021.

SUZART, Leonardo Araújo; SILVA, Américo Junior Nunes da. O estágio supervisionado e o constituir-se professor de matemática: "Ser ou não ser professor?". Educação Básica Revista, [S. l.], v. 6, n. 1, p. p.131–141, 2020.

VEENMAN, Simon. El proceso de llegar a ser profesor: un análisis de la formación inicial. In: VILLA, Alberto. (Coord.). Perspectivas y problemas de la función docente. Madrid: Nárcea, 1988, p. 39-68.

WELLER, Wivian; ZARDO, Sinara Pollom. Entrevista narrativa com especialista: aportes metodológicos e exemplificação. In: Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, julho/dezembro 2013, p. 131-143.

Downloads

Publicado

2021-10-30

Como Citar

SOUZA, I. dos S. de; SILVA, A. J. N. da; VIETH, J. dos A. O ensino e aprendizagem da matemática em contexto pandêmico: com a palavra uma professora dos anos iniciais: . Revista BOEM, Florianópolis, v. 9, n. 18, p. 274-286, 2021. DOI: 10.5965/2357724X09182021274. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/boem/article/view/19129. Acesso em: 30 nov. 2021.