Modelos de ação e interação sonora: gênese de um sistema de improvisação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2764.4669020420220203

Palavras-chave:

ação sonora, interação sonora, improvisação, teatro-música, teatro sonoro

Resumo

A gênese da SomAção, sistema de improvisação para sonoridades em cena, baseia-se em entendimentos do autor sobre experiências de escuta e modelos de ação e interação sonora, em teatro-música e teatro sonoro. As experiências de escuta são plurivalentes, emergentes e situadas, abrangendo focos, dimensões e referencialidades múltiplas. Cada modelo de ação e interação sonora mobiliza intenções e atitudes, articulando poética corporal e experiências de escuta. Experimentos colaborativos e reflexões com modelos de ação e interação sonora tais como Sustentação, Lista, Ostinato, Leitura, Melos e Diálogo dão origem a resultados e reflexões iniciais sobre possibilidades e limitações do sistema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Heitor Martins de Oliveira, Federal University of Tocantins

Professor adjunto da Universidade Federal do Tocantins. Possui bacharelado em Música (Regência) e licenciatura em Educação Artística pela Universidade de Brasília (2002 e 2006), mestrado em Música (Composição) - Texas State University - San Marcos (EUA) (2004), título reconhecido no Brasil pela Universidade Federal de Goiás (2008), e doutorado em Música (Composição) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2018). | Blog: http://teatrodeinstrumentos.blogspot.com/

Referências

BOGART, Anne; LANDAU, Tina. O livro dos viewpoints: um guia prático para viewpoints e composição. São Paulo: Perspectiva, 2017.

BONFITTO, Matteo. O ator-compositor: as ações físicas como eixo - de Stanilávski a Barba. São Paulo: Perspectiva, 2002.

CHION, Michel. A audiovisão: som e imagem no cinema. Tradução: Pedro Elói Duarte. Lisboa: Texto & Grafia, 2011.

CINTRA, Larissa Felipe de Melo. O afastamento entre cena e música, corpo e voz no Teatro Musical: o diluir através dos Viewpoints. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas). Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, 2020. Disponível em: <https://run.unl.pt/handle/10362/112983>, acesso em 30 de setembro de 2022.

CORONATO, Vivian; COLLAÇO, Vera. Radioteatro e o direito de sonhar. DApesquisa, Florianopólis, v. 3, n. 5, p. 1279-1283, 2008. Disponível em <https://doi.org/10.5965/18083129030520081279>, acesso em 30 de setembro de 2022.

DESMONTAJES. Episodio 2: El Teatro Oscuro de Marcela Juárez. IPROCAE, Centro de Investigaciones Dramáticas. Facultad de Arte. UNCPBA. Argentina. Junho, 2021. Podcast. Disponível em: <https://open.spotify.com/episode/3G5UVcYbNum9gfmCHgwlT7>, acesso em 30 de setembro de 2022.

DUBATTI, Jorge. O Teatro dos Mortos: introdução a uma filosofia do teatro. Tradução de Sérgio Molina. São Paulo: Edições SESC, 2016.

GUERRA-PEIXE, César. Melos e harmonia acústica. Rio de Janeiro: Irmãos Vitale, 1988.

LAZZARATTO, M. Improvisação, uma necessidade. Pitágoras 500, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 33–41, 2012. Disponível em <https://doi.org/10.20396/pita.v2i1.8634776>, acesso em 30 de setembro de 2022.

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

MINORS, Helen Julia; THOMPSON, Walter. Reassessing the thinking body in soundpainting. In: Minors, Helen Julia, (ed.) How performance thinks. Kingston upon Thames, U.K.: Practice Research Unit, Kingston University and Performance and Philosophy Working Group, PSi, 2013. Proceedings.... pp. 142-148.

REBSTOCK, Matthias; ROESNER, David. Composed Theatre: aesthetics, practices, processes. Kindle Edition. Bristol, UK / Chicago, USA: Intellect, 2012.

SALZMAN, Eric; DÉSI, Thomas. The New Music Theater: seeing the voice, hearing the body. Kindle Edition. New York: Oxford University Press, 2008.

SCHAEFFER, Pierre. Tratado de los objetos musicales. Versión española de Araceli Cabezón de Diego. Segunda reimpresión. Madrid: Alianza Editorial, 2003.

SCHAFER, Murray. A afinação do mundo. Tradução de Marisa Trench de Oliveira Fonterrada. 2ª edição. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

TRAGTENBERG, Livio. Música de cena: dramaturgia sonora. São Paulo: Perspectiva, 2008.

TRUBERT, Jean-François. Théâtre musical et théâtre instrumental. In: DONIN, Nicolas; FENEYROU, Laurent. Théories de la composition musicale au XXe siècle. Volume 2. Lyon: Symétrie, 2015, pp. 1269-1295.

ZBIKOWSKI, Lawrence. Foundations of musical grammar. New York: Oxford University Press, 2017.

Downloads

Publicado

2022-12-30

Como Citar

OLIVEIRA, H. M. de. Modelos de ação e interação sonora: gênese de um sistema de improvisação. A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 2, n. 04, p. 1-20, 2022. DOI: 10.5965/2764.4669020420220203. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/22798. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê temático: Sonoridades das Cenas