Música, cultura negra e formação de professores: refletindo sobre as leis 11.769/2008 E 10.639/2003

Renan Santiago, Ana Ivenicki

Resumo


Este trabalho apresenta três objetivos principais: 1) Mostrar como as Leis 11.769/2008 e a Lei 10.639/2003 estão concatenadas e, por tal razão, devem ser pensadas em conjunto; 2) Apontar os espaços em que a cultura negra tem tido no currículo da formação de professores de Música e 3) Analisar esses espaços, auxiliando assim nas reflexões sobre como a cultura e a música negra devem estar presentes nos currículos das Licenciaturas em Música, a fim de que estas formem professores competentes para trabalhar também com a cultura e musicalidade negra. Para tal, este trabalho analisou as grades curriculares das principais instituições que oferecem o curso de Licenciatura em Música na cidade do Rio de Janeiro, e concluiu que se faz necessário um repensar das Licenciaturas em Música, numa perspectiva multicultural, que buscará descontruir as hierarquias culturais geradas pela colonização, promovendo uma igualdade nos saberes e a desmarginalização da identidade cultural negra.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2358092514142015028



Indexadores, diretórios e bases de dados


      

Revista Nupeart - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2358-0925 


 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.