Cultura de Paz na Escolinha de Artes: diálogos necessários

Juliana Rossi Gonçalves, Maria Lúcia Costa Rodrigues

Resumo


A Escolinha de Artes de Joinville, assim como as que restaram no Brasil, resiste ao tempo e às mudanças políticas e metodológicas, renovando-se a cada ano com a dedicação de seu corpo docente. O seu contexto de criação relaciona-se ao Movimento Escolinhas de Arte (MEA) do Brasil. Desde a década de 1990, a cada ano a Escolinha de Artes de Joinville trabalha um tema com os alunos, que culmina em uma exposição didática e apresentações de teatro. Este texto apresenta e analisa o projeto realizado em 2016 cujo tema foi Cultura de Paz. Sua culminância se deu com a exposição realizada na Galeria Municipal de Artes Victor Kursancew e os frutos gerados para a comunidade. Com base no relato do projeto, o presente texto faz um breve panorama histórico dos 49 anos de existência da Escolinha, discutindo seu papel como instituição de formação artística das crianças, dentro de um espaço não formal de ensino da arte.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2358092521212019045

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados


      

Revista Nupeart - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2358-0925 


 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.