Artistas de Dioniso: Atores e músicos na tragédia grega antiga

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102412021e0111

Palavras-chave:

História do Teatro, Tragédia Grega, Ator, Músico

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar a posição ocupada por atores e músicos no sistema de produção da espetacularidade trágica grega antiga, dentro e fora da cena, no intervalo que vai do século V a.C. ao século II a.C. Para tanto, foi proposta uma trajetória que parte da tragédia como uma atividade circunscrita às famílias da elite ateniense, passa pela emergência de um mercado de trabalho para atores, pela consolidação de um sistema de estrelato, até chegar na organização de associações dos artistas de Dioniso. Como representativas desse percurso, foram evocadas as imagens de Sófocles, Calípides, Neoptólemo e Cráton.

Biografia do Autor

Vinicius Torres Machado, Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Doutorado em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo, com estágio supervisionado na Ghent University (Bélgica). Professor Doutor do Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho". 

João Pedro Ferreira dos Santos Ribeiro, Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Mestrando em Artes da Cena pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho".

Referências

ANEZIRI, Sophia. Artists of Dionysus: The first professional associations in the ancient Greek world. In HARRIS, Edward, LEWIS, David, STEWART, Edmund (org.). Skilled labour and professionalism in ancient Greece and Rome. Cambridge: Cambridge University Press, 2020, p.293-312.

ANEZIRI, Sophia. The organisation of music contests in the hellenistic period and artists’ participation: An Attempt at Classification. In: WILSON, Peter (org.). The Greek theatre and festivals: documentary studies. Oxford. Oxford University Press, 2007, p.67-84.

ANEZIRI, Sophia. World travellers: the associations of artists of Dionysus. In: HUNTER, Richard, RUTHERFORD, Ian (org.) Wandering poets in ancient Greek culture: travel, locality and pan-hellenism. Cambridge: Cambridge University Press, 2009, p.217-236.

ARISTÓTELES. Poética. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

BÉLIS, Annie. Les musiciens dans l'antiquité. Paris: Hachette Littératures, 1999.

CHANIOTIS, Angelos. Theatricality beyond the theater: staging public life in the hellenistic world. Pallas: revue d'études antiques, Paris, v. 47, n. 1, p. 219-259, 1997.

CSAPO, Eric. Actors and icons of the ancient theatre. Oxford: Wiley-Blackwell, 2010.

CSAPO, Eric. Calípides limpando o assoalho: os limites do realismo no estilo clássico de atuação e interpretação. In: EASTERLING, Pat, HALL, Edith (org.). Atores gregos e romanos: aspectos de uma antiga profissão. São Paulo: Odysseus, 2008, p.145-170.

EASTERLING, Pat. From repertoire to canon. In: EASTERLING, Pat (org.). The Cambridge companion to Greek tragedy. Cambridge: Cambridge University Press, 1997, p.211-227.

EASTERLING, Pat. O ator como ícone. In: EASTERLING, Pat, HALL, Edith (org.). Atores gregos e romanos: aspectos de uma antiga profissão. São Paulo: Odysseus, 2008, p.383-400.

HALL, Edith. Atores-cantores da antiguidade. In: EASTERLING, Pat, HALL, Edith (org.). Atores gregos e romanos: aspectos de uma antiga profissão. São Paulo: Odysseus, 2008, p.3-44.

HERINGTON, John. Poetry into drama: early tragedy & the Greek poetic tradition. Berkeley: University of California Press, 1985.

KOVACS, George. Stringed instruments in fifth-century drama. In: HARRISON, George William Mallory, LIAPIS, Vayos (org.). Performance in Greek and Roman theatre. Boston: Brill, 2013. p.477-500.

LE GUEN, Brigitte. Kraton, Son of Zotichos: Artists’ Associations and Monarchic Power in the Hellenistic Period. In: WILSON, Peter (org.). The Greek theatre and festivals: documentary studies. Oxford. Oxford University Press, 2007, p.246-278.

MEINECK, Peter. Under Athena’s gaze: Aeschylus’ Eumenides and the topography of opsis. In: HARRISON, George William Mallory, LIAPIS, Vayos (org.). Performance in Greek and Roman theatre. Boston: Brill, 2013. p.161-180.

MOTA, Marcus. A dramaturgia musical de Ésquilo: investigações sobre composição, realização e recepção de ficção audiovisual. Brasília: Editora UnB, 2008.

PICKARD-CAMBRIDGE, Sir Arthur Wallace. The dramatic festivals of Athens. Oxford: Oxford University Press, 1968.

RAMOS, Luiz Fernando. Mimesis performativa: a margem de invenção possível. São Paulo: Annablume, 2015.

SCHECHNER, Richard. Performance theory. Londres: Taylor & Francis, 1988.

SLATER, William. Deconstructing festivals. In: WILSON, Peter (org.). The Greek theatre and festivals: documentary studies. Oxford. Oxford University Press, 2007. p.21-47.

SUTTON, Dana Ferrington. The theatrical families of Athens. The American Journal of Philology, Cambridge, v. 108, n. 1, p.9-26, 1987.

TYRELL, Blake. The Suda's Life of Sophocles (sigma 815): translation and commentary with sources. Electronic Antiquity, Blacksburg, v. 9, n. 1, p.1-231, 2004.

WILSON, Peter. Music. In: GREGORY, Justina (org.). A companion to Greek tragedy. Oxford: Blackwell Publishing, 2005. p.183-193.

WILSON, Peter. Os músicos entre os atores. In: EASTERLING, Pat, HALL, Edith (org.). Atores gregos e romanos: aspectos de uma antiga profissão. São Paulo: Odysseus, 2008. p.45-78.

Downloads

Publicado

2021-09-14

Como Citar

MACHADO, V. T.; RIBEIRO, J. P. F. dos S. Artistas de Dioniso: Atores e músicos na tragédia grega antiga. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 41, p. 1-25, 2021. DOI: 10.5965/1414573102412021e0111. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20503. Acesso em: 8 dez. 2021.