Sobreviventes da ditadura: testemunhos da Comissão Milton Santos de Memória e Verdade UFBA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180314372022e0304

Palavras-chave:

memória, Comissão da Verdade, ditadura militar

Resumo

Este artigo apresenta o acervo oral construído pela Comissão da Verdade Milton Santos (UFBA) que disponibilizou no YouTube trinta (30) relatos de gravações de depoimentos com ex-estudantes e professores da UFBA a respeito do golpe e da ditadura. O contexto de produção das narrativas foi marcado pelo aniversário dos 50 anos do golpe de 1964 que atualizou a “guerra de memórias” sobre a ditadura, especialmente após a criação da Comissão Nacional da Verdade em 2012. O texto explora os testemunhos privilegiando o impacto do golpe de 1964 e do (pós) AI-5 para os sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Mauricio Freitas Brito, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutor em História pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).
Professor do Departamento de História e do Programa de   Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Referências

ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; FONSECA, Vivian Luiz. História oral: dimensões públicas no tempo presente. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 34, n. 74, p. 445-449, Setembro-Dezembro 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/eh/a/DX48FnnnCWCsGcSGcLtrB8q/?format=pdf&lang=pt Acesso em: 07 dez. 2022.

ANSART, Pierre. A gestão das paixões políticas. Curitiba: Ed. UFPR, 2019.

ARAÚJO, Maria Paula. Memórias estudantis, 1937-2007: da fundação da UNE aos nossos dias. Rio de Janeiro: Relume Dumará: Fundação Roberto Marinho, 2007.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. História oral e memória da ditadura militar: o papel dos testemunhos. In: GOMES, Ângela de Castro (org.). História oral e historiografia: questões sensíveis. São Paulo: Letra e Voz, 2020. p.15-35.

ARAÚJO, Maria Paula. Comissões de verdade: um debate ético-político na contemporaneidade. In: FICO, Calos; ARAUJO, Maria Paula; GRIN, Monica (orgs.). Violência na história: memória, trauma e reparação. Rio de Janeiro: Ponteio, 2012. p. 145-162.

ARAÚJO, Gorgônio. 2014. Salvador. 1 vídeo (38 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=GOiMBu9QzPs&t=3s . Acesso em: 19 set. 2020.

ARGOLO, Roberto. 2014. Salvador. 1 vídeo (92 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=AFznK6ThOH8&t=4541s. Acesso em: 19 set. 2020.

BAIARDI, Amílcar. Salvador. 1 vídeo (34 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=xCFQCfnPvDY&t=214s. Acesso em: 08 dez 2022.

BRICHTA, Arno. 2014. Salvador. 1 vídeo (71 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=A6yFCVeIED4&t=1808s. Acesso em: 11 fev. 2022.

CARDOSO, Lucileide Costa. Construindo a memória do regime de 64. Revista Brasileira de História, São Paulo: ANPUH-Marco Zero, v. 14, n. 27, p. 179-196, 1994.

CORDEIRO, Marcelo. Salvador. 1 vídeo (50 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=z5AI0D74R5Y. Acesso em: 08 dez. 2022.

COUTINHO, João. 2014. Salvador. 1 vídeo (55 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=WfsievoON54. Acesso em: 19 set. 2020.

DÉDA, Harildo. 2014. Salvador. 1 vídeo (21 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ALtNqm9o3R4&t=3s. Acesso em: 19 set. 2020.

DELGADO, Lucilia de Almeida Neves. História oral: memória, tempo, identidades. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

FAGUNDES, Pedro Ernesto. Comissão da Verdade na universidade: um relato sobre o caso da Comissão da Verdade da Universidade Federal do Espirito Santo (CV Ufes). Revista Ágora, Vitória, v. 1, p. 121-132, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/19868/14099. Acesso em: 07 dez. 2022.

FAGUNDES, Pedro Ernesto. Universidade e repressão política: o acesso aos documentos da assessoria especial de segurança e informação da Universidade Federal do Espírito Santo (AESI/UFES). Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 5, p. 295-316, 2013. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180305102013295/2845. Acesso em: 07 dez. 2022.

FARIA, Daniel. Sob o signo da suspeita: as loucuras do poder ditatorial. Antíteses, v. 8, n. 15, p. 221-240, 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=193343056011. Acesso em: 07 dez. 2022.

FERREIRA, Marieta de Moraes. Demandas sociais e história do tempo presente. In: VARELLA, Flávia; MOLLO, Helena Miranda; PEREIRA, Matheus Henrique; MATA, Sérgio da. Tempo Presente e usos do passado. Rio de Janeiro: FGV, 2012. p. 101-124.

FONTES, Edilza Joana Oliveira. A Comissão da Verdade na Universidade Federal do Pará: a criação de um acervo digital com testemunhos de violações dos direitos humanos. História Oral, [S.l.], v. 21, n. 2, p. 109-129, jul./dez. 2018. Disponível em: https://www.revista.historiaoral.org.br/index.php/rho/article/view/827/pdf. Acesso em: 07 dez. 2022.

FRANK, Robert. Questões para as fontes do presente. In: CHAUVEAU. Agnes; TÉTARD, Phillippe (orgs.). Questões para a história do presente. Bauru: Edusc, 1999. p. 103-117.

FRISCH, Michael. A história pública não é uma via de mão única ou De A shared Authority à cozinha digital, e vice-versa. In: MAUAD, Ana Maria; ALMEIDA, Juniele Rabelo de; SANTHIAGO, Ricardo (org.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016. p. 57-69.

GABRIELLI, José Sérgio. 2014. Salvador. 1 vídeo (34 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2Rxe0bEmpBs. Acesso em: 08 dez. 2022.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975.

GUEDES, Júlio. 2014. Salvador. 1 vídeo (18 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Pm9CpF1WSDA. Acesso em: 08 dez. 2022.

HALBWACHS, Maurice. Los marcos sociales de la memoria. Caracas: Anthropos Editorial: Universidad de la Concepcion: Universidad Central de Veneuzuela, 2004.

HALBWACHS, Maurice. A Memória coletiva. São Paulo: Vértice: Revista dos Tribunais, 1990.

HUYSSEN, Andreas. Seduzidos pela memória: arquitetura, monumento, mídia. Rio de Janeiro: Aeroplano Editora, 2000.

JAMBEIRO, Othon. 2014. Salvador. 1 vídeo (82 min). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Ioc0dM1AbTI. Acesso em: 08 de fevereiro de 2022.

JANCSÓ, Istvan. Memorial. São Paulo: [s.n.], 2004. Mimeografado.

JOUTARD, Philippe. Desafios à história oral do século XXI. In: FERREIRA, Marieta de Moraes (org.). História oral: desafios para o século XXI. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz: Casa de Oswaldo Cruz : CPDOC - Fundação Getúlio Vargas, 2000. p. 31-45.

KERTZER, David. Rituais políticos e a transformação do Partido Comunista Italiano. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 7, n. 15, jul. 2001. p. 15-36. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ha/a/Q8Vs67CzXq6XDNybXHH4VBd/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 07 dez. 2022.

LUCCHESI, Anita. Conversas na antessala da academia: o presente, a oralidade e a história pública digital. História Oral, [s.l.], v. 17, n. 1, jan./jun. 2014, p. 39-69. Disponível em: https://revista.historiaoral.org.br/index.php/rho/article/view/341/pdf. Acesso em: 07 dez.2022.

MARTINS FILHO, João Roberto. A guerra da memória: a ditadura militar nos depoimentos de militantes e militares. Varia História, Belo Horizonte, UFMG, n. 28, p. 178-201, dez. 2002. Disponível em: http://historiapolitica.com/datos/biblioteca/brasil_martins.pdf. Acesso em: 07 dez. 2022.

MISI, Aroldo. 2014. Salvador. 1 vídeo (46 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Qw1IE-apIk4&t=313s. Acesso em: 19 set. 2020.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. As universidades e o regime militar: cultura política brasileira e modernização autoritária. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

MULLER, Angélica. História oral e movimento estudantil: entre demanda social e produção historiográfica. In: GOMES, Ângela de Castro (org.). História oral e historiografia: questões sensíveis. São Paulo: Letra e Voz, 2020. p. 37-55.

MÜLLER, Angélica ; FAGUNDES, Pedro Ernesto. O trabalho das comissões da verdade universitárias: rastreando vestígios da repressão nos campi durante a ditadura militar. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 66, p. 44-49, 2014. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v66n4/a14v66n4.pdf. Acesso em: 19 mar. 2020.

NAPOLITANO, Marco. Desafios para a História nas encruzilhadas da memória: entre traumas e tabus. História: Questões e Debates, Curitiba, v. 68, p. 18-52, 2020. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/historia/article/view/67794/40072. Acesso em: 07 dez. 2022.

NAPOLITANO, Marco. Recordar é vencer: as dinâmicas e vicissitudes da construção da memória sobre o regime militar brasileiro. Antíteses, Londrina, v. 8, n. 15, p. 9-44, nov. 2015. Número especial. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/antiteses/article/view/23617. Acesso em: 07 dez. 2022.

ORELLAN, Sara. La historia de la historia de las emociones: mapeo de debates en processo. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 40, n. 83, p. 219-234, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbh/a/zZBGR5kZHBPTNtZHfkfkhqL/?format=pdf&lang=es. Acesso em: 07 dez. 2022.

PADRÓS, Enrique Serra. Elementos do Terror de Estado implementado pelas ditaduras de segurança nacional. In: PADRÓS, Enrique Serra. As ditaduras de segurança nacional: Brasil e Cone Sul. Porto Alegre: CORAG, 2006. p. 15-22.

PASSOS, Fernando. 2014. Salvador. 1 vídeo (50 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nL2Nbr7mHxI&t=178s. Acesso em: 08 dez. 2022.

PEDRO, Joana Maria. Viver o gênero na clandestinidade. In: ROVAI, Marta Gouveia (org.). História oral e história das mulheres: rompendo silenciamentos. São Paulo: Letra e Voz, 2017. p.33-55.

PEREIRA, Mateus Henrique de Faria. Nova direita? Guerras de memória em tempos de Comissão da Verdade (2012-2014). Varia Historia, Belo Horizonte, v. 31, n. 57, p. 863-902, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/vh/a/NcJrcx93VSTVnnQnHVGXLYf/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 07 dez. 2022.

PICANÇO, Iraci. 2014. Salvador. 1 vídeo (61 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=-vWs7o-XGyM. Acesso em: 08 dez 2022.

POLLACK, Michael. Memória, esquecimento e silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3‐15, 1989. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2278/1417. Acesso em: 07 dez. 2022.

POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/1941/1080. Acesso em: 08 dez. 2022.

PORTELLI, Alessandro. O que faz a história oral diferente. Proj. História, São Paulo, n. 14, p. 25-39, fev. 1997. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/11233/8240. Acesso em: 07 dez. 2022.

RIDENTI, Marcelo. Em busca do povo brasileiro. São Paulo: Editora Record, 2000.

ROCHA, Maria Liege. 2014. Salvador. 1 vídeo (38 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=BN61dQ2W5mw. Acesso em: 08 dez. 2022.

ROUSSO, Henry. A última catástrofe: a história, o presente, o contemporâneo. Rio de Janeiro: FGV, 2016.

ROVAI, Marta Gouveia de Oliveira. Introdução. In: ROVAI, Marta Gouveia de Oliveira (org.). História oral e história das mulheres: rompendo silenciamentos. São Paulo: Letra e Voz, 2017. p.7-12.

SALVATICI, Silvia. Memórias de gênero: reflexões sobre a história oral de mulheres. História Oral, [s. l.], v. 8, n. 1, 2009. Disponível em: https://revista.historiaoral.org.br/index.php/rho/article/view/114. Acesso em: 16 set. 2022.

SAPHIRA, Eduardo. 2014. Salvador. 1 vídeo (53 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t_vHYV4b-i8. Acesso em: 19 set. 2020.

SARNO, Carlos. 2014. Salvador. 1 vídeo (63 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vTSG1wcpg5Y. Acesso em: 08 dez. 2022.

SCHMIDT, Benito B. Cicatriz aberta ou página virada? Lembrar e esquecer o golpe de 1964 quarenta anos depois. Anos 90, Porto Alegre, v. 14, n. 26, p. 127-156, 2007. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/anos90/article/view/5394/3051. Acesso em: 08 dez. 2022.

SELIGMANN-SILVA, Márcio (org.). História, memória, literatura: o testemunho na era das catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

TELLES, Eliete. 2014. Salvador. 1 vídeo (72 min). Publicado pelo canal TV UFBA. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7RMxoM17ap0. Acesso em: 29 nov. 2021.

UFBA. Golpe Civil-Militar de 1964 na UFBA: rompendo o silêncio do Estado e reduzindo o espaço da negação: relatório final da Comissão Milton Santos de Memória e Verdade da UFBA. Salvador: Comissão Milton Santos/UFBA, 2014. Disponível em: https://www.memoriaedireitoshumanos.ufsc.br/items/show/755. Acesso em: 08 dez. 2022.

VELHO, Gilberto. Individualismo e cultura: Notas para uma antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1987.

Downloads

Publicado

2022-12-14

Como Citar

BRITO, Antonio Mauricio Freitas. Sobreviventes da ditadura: testemunhos da Comissão Milton Santos de Memória e Verdade UFBA. Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 14, n. 37, p. e0304, 2022. DOI: 10.5965/2175180314372022e0304. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180314372022e0304. Acesso em: 29 set. 2023.

Artigos Semelhantes

> >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.