Das plantas e das suas imagens: das formas e das cores do mundo, das formas e das cores dos artistas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234616382024e0016

Palavras-chave:

pinturas de paisagens, imagens de plantas, Emanuel Coccia

Resumo

O presente artigo tem como mote a relação entre plantas e imagens. Para tal, parte-se dos escritos do filósofo e teórico da imagem italiano Emanuel Coccia. Discutiram-se as utilizações que as ciências naturais fizeram das imagens, bem como as formas com que as artes apresentaram as imagens de um mundo vegetal. Foram, então, analisadas diferentes imagens de plantas e de paisagens, tais como: as ilustrações botânicas do século XIX, as telas renascentistas de Leonardo Da Vinci e as holandesas de Johannes Vermeer. A questão central das imagens de plantas passa, por fim, a ser problematizada e analisada na obra de dois artistas brasileiros contemporâneos, Walmor Corrêa e Adriana Varejão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Queiroz Campos, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora de História da Arte da Universidade Federal de Santa Catarina. Pós-doutora pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (2017) de Paris sob a supervisão do Professor Georges Didi-Huberman, com bolsa concedida CNPq. Doutora em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014), tendo realizado estágio doutoral sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris. Mestre em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2010). Graduada em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2007). Tem experiência na área de História da arte, em especial sobre as perspectivas de Aby Warburg e Georges Didi-Huberman.

Referências

ALPERS, Svetlana. A Arte de descrever. A arte holandesa do século XVII. São Paulo: Edusp, 1999.

ARASSE, Daniel. História de Pinturas. Lisboa: KKYM, 2015.

BECK, Ana Lúcia. Walmor Corrêa: Curupira e o olhar reconsiderado. In: CHEREM, Rosângela e MAKOWIECKY, Sandra (Org.). Passado-presente em quadros: uma antologia da história da arte em Santa Catarina. Florianópolis: AAESC, 2019.

BENJAMIN, Walter. Imagens de Pensamento – Sobre o haxixe e outras drogas. São Paulo: Editora Autêntica, 2013.

BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas. Magia e Técnica, Arte e Política. São Paula: Editora Brasiliense, 2010.

BELTING, Hans. Antropologia da Imagem. Lisboa: KKYM, 2014.

BREDEKAMP, Horst. Mãos pensantes – considerações sobre a arte da imagem nas ciências naturais. In: ALLOA, Emmanuele (org.). Pensar a Imagem. Belos Horizonte: Autêntica, 2015.

CAUQUELIN, Anne. A invenção da paisagem. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

CHEREM, Rosângela. Walmor Correa, Teleplastias. In: Catálogo da Exposição Teleplastias. Florianópolis: Centro Cultural BADESC, 2009,

COCCIA, Emanuele. A vida das plantas: uma metafísica da mistura. Florianópolis: Cultura e Barbárie, 2018.

COSTA, Maria de Fátima. Viagem às verdades inventadas de Walmor Corrêa. In: RAMOS, Paula (Org.). Walmor Corrêa. O estranho assimilado. Porto Alegre: Dux Produções, 2015.

DÉBRAY, Régis. O nascimento pela morte. In:_ Vida e Morte da Imagem. Petrópolis: Editora Vozes, 1994.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante da imagem. Questões colocadas aos fins de uma história da arte. São Paulo: Editora 34, 2015.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante do Tempos: História da Arte e anacronismo da imagem. Belo Horizonte: Humanitas, 2015.

GELL, Alfred. A rede de Vogel: armadilhas como obra de arte e obras de arte como armadilhas. In: Arte & Ensaio. Revista do Programa de Pósgraduação em Artes Visuais da UFRJ. Rio de Janeiro, número 8, 2001.

GOMBRICH, E. Norma e Forma. Estudos sobre a arte da Renascença. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

LAGO, Pedro Corrêa do e SILVA, Ruy Souza e. Brasiliana Itaú. Uma grande coleção dedicada ao Brasil. São Paulo: Capivara, 2009.

MENDES, Liliza. Uma leitura em percurso. A obra de Adriana Varejão em Inhotim. In: Revista-Valise, Porto Alegre, v.2, ano 2, dezembro de 2012.

MOURA, Rodrigo. O museu no sertão. In: PEDROSA, Adriano. MOURA, Rodrigo (org.). Através : Inhotim. Brumadinho, MG : Instituto Inhotim, 2015.

O’DOHERTY, Brian. No interior do cubo branco. A a ideologia do espaço de arte. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

PANOFSKY, Erwin. Significado nas Artes Visuais. São Paulo: Perspectiva, 2011.

PEDROSA, Adriano. Adriana Varejão. In : PEDROSA, Adriano. MOURA, Rodrigo (org.). Através : Inhotim. Brumadinho, MG : Instituto Inhotim, 2015.

SARDENBERG, Ricardo. Arte contemporânea do século XXI: 10 brasileiros no circuito internacional. Rio de Janeiro: Capivara, 2011.

SCHWARCZ, Lilia. Pérolas Imperfeitas: A História e as histórias na obra de Adriana Varejão. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

VOLZ, Jochen. Desdobrando uma instituição : Descobrindo Inhotim. In : PEDROSA, Adriano. MOURA, Rodrigo (org.). Através : Inhotim. Brumadinho, MG : Instituto Inhotim, 2015.

Downloads

Publicado

2024-05-30

Como Citar

QUEIROZ CAMPOS, Daniela. Das plantas e das suas imagens: das formas e das cores do mundo, das formas e das cores dos artistas . Palíndromo, Florianópolis, v. 16, n. 38, p. 1–26, 2024. DOI: 10.5965/2175234616382024e0016. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/25101. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Seção aberta