O Ornamento no pensamento de John Ruskin

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234612272020120

Palavras-chave:

John Ruskin, Arquitetura, Ornamento, Imperfeição

Resumo

O presente artigo pretende evidenciar e perceber a presença do ornamento vivo na formação do pensamento estético de John Ruskin. Suas reflexões sobre o trabalho expressivo na arquitetura, manifestado sobretudo em sua ornamentação, serão tomadas sob o conceito do fantástico paradoxo da imperfeição, que evidencia a vitalidade e o prazer do trabalhador em sua prática oficinal. Tal manifestação de vida e de felicidade somente poderia ser alcançada pela comunhão entre  o trabalho manual e intelectual de seus artesãos.

Palavras-chaves: John Ruskin; Arquitetura; Ornamento; Imperfeição

Biografia do Autor

Eliane Baader de Lima, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Artes (licenciatura) pela Universidade Regional de Blumenau - FURB. Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Área de Concentração: Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade, Linha de Pesquisa: Urbanismo, Cultura e História da Cidade, cujo tema de pesquisa apresenta uma proposta de ver e de pensar algumas expressões da arquitetura rural edificada pelo artífice imigrante em Santa Catarina e os ofícios construtivos tradicionais resguardados por artesãos, a partir de uma análise estética fundamentada no pensamento teórico de John Ruskin.

http://lattes.cnpq.br/0699805243575975


Referências

AMARAL, Claudio. John Ruskin e a Natureza do Gótico. Arquitextos, nº 235, ano 20, 2019.

CLARK, Kenneth. The Gothic Revival: an Essay in the History of Taste. London: Constable, 1950.

CLARK, Kenneth. Ruskin Today. Baltimore: Penguin Books, 1967.

FRAMPTON, Kenneth. História crítica da arquitetura moderna. Tradução de Jefferson Luiz Camargo e Marcelo Brandão Cipolla. São Paulo: Martins Fontes, 2015.

LANDOW, George. Aesthetic and Critical Theory of John Ruskin. Princeton: Princeton University Press, 1971.

LIRA, José Tavares Correia. Ruskin e o trabalho da arquitetura. Risco: Revista de Pesquisa em Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 4, n. 2, p. 77-86, 2006.

RUSKIN, John. A economia política da arte. Tradução: Rafael Cardoso. Rio de Janeiro: Record, 2004.

RUSKIN, John. As pedras de Veneza. Tradução: Luís Eduardo de Lima Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

RUSKIN, John. The Seven Lamps of Architecture. London: Library Edition, works, v. viii, 1903. Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. The Stones of Venice. London: Library Edition, v. I, works, v. ix, 1903 Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. The Stones of Venice. London: Library Edition, v. II, works, v. x, 1904 Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. The Stones of Venice. London: Library Edition, v. III, works, v. xi, 1904 Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. Two Lectures on the Political Economy of Art (1857-1880). In: RUSKIN, John. A Joy for ever. London: Library Edition, part I, works, v. xvi, 1905, p. 15-174. Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. Lectures on Architecture and Painting. Adenda aos capítulos I e II. London: Library Edition, part I, works, v. xii, 1904, p. 81-101. Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. Modern Manufacture and Design (1859). In: RUSKIN, John. The Two Paths. London: Library Edition, lecture III, works, v. xvi, 1905, p. 319-345. Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. Influence of Imagination in Architecture (1857). In: RUSKIN, John. The Two Paths. London: Library Edition, lecture IV, works, v. xvi, 1905, p. 346 -374. Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

RUSKIN, John. Unto this Last (1860). London: Library Edition, part I, works, v. xvii, 1905, p. 5-118. Disponível em: https://bit.ly/2nVdW45.

TOWNSEND, Francis G. Ruskin and the Landscape Feeling: a critical analysis of his thought during the crucial years of his life, 1843-56. Urbana: University of Illinois, 1951.

Downloads

Publicado

2020-05-01

Edição

Seção

Artigos Seção temática