Ação-imagem: formulações de espacialidades em “body configurations” de valie export

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234612262020174

Palavras-chave:

ação-imagem, fotoperformance, percepção corporal, arte contemporânea, VALIE EXPORT

Resumo

O texto aborda a série de fotoperformances “Body Configurations” (1972-1976) de VALIE EXPORT, assumindo o corpo como objeto e senciente pela prática artística no espaço. Propõe-se pensar as formulações da artista como construção fenomenológica, evidenciando a reorganização de seu corpo como elemento ativo e crítico do projeto urbano. Abordam-se as inquietações que instauram o embate do corpo na e pela cidade, modelizado pelos limites corpóreos e como resistência ao poder, no que entendemos as fotoperformances como ação-imagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Camnev, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Artista visual, Mestra pelo Programa Interdisciplinar em Linguagens, Mídia e Arte da Pontifícia Universidade Católica de Campinas com auxílio CAPES/PROSUC. Bacharelado e Licenciatura em Artes Visuais pela Pontifícia Universidade Cató-lica de Campinas. Foi bolsista de Iniciação Científica com auxílio FAPIC/Reitoria (PUC-Campinas) de agosto de 2014 a julho de 2015, desenvolvendo pesquisa sobre processos gráficos e pré-fotográficos, explorando técnicas de transferência sobre diversos suportes. Concentra sua produção e poética pessoal na linguagem fotográfica, investigando as relações corpo-espaço.

Paula Somenzari Almozara, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Artista visual, pesquisadora e professora da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, atua na Faculdade de Artes Visuais e no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Linguagens, Mídia e Arte. Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq - nível 2. Desenvolve projeto de pesquisa com Auxílio Regular da FAPESP (Processo: 17/17112-7). Membro da Diretoria da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas - ANPAP como 1a. Secretária) entre 2017-2018. Faz parte da Comissão Científica do CSO - Congresso Sobre Outras Obras, da Facul-dade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa; integrando também a Comissão Científica Editorial das Revistas Estúdio, Gama e Croma da FBA da Universidade de Lisboa. Concluiu o Doutorado em Educação (Bolsa Capes), pela Universidade Estadual de Campinas em 2005 e realizou Mestrado em Artes Visuais (Bolsa Fapesp) pela Unicamp, onde desenvolveu trabalho poético visual e pesquisa sobre a história do desenho. Possui publicações de álbuns e livros de artista e também exposições de artes visuais com ênfase em procedimentos gráficos, fotografia, vídeo e instalação.

Luisa Paraguai Donati, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Artista visual, pesquisadora e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Linguagens, Midia e Arte da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Consultora Ad Hoc da CAPES e FAPESP. Reviewer da Leonardo Digital. Vice-líder do Grupo de Pesquisa Produção e Pesquisa em Arte. Pesquisadora e artista nas interlocuções entre arte, design e tecnologia, investiga linguagens e materialidades, que operacionalizam experiências perceptivas. Possui graduação em Engenharia Civil na Universidade de São Paulo (USP), mestrado e doutorado em Multimeios, Instituto de Artes na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e pós-doutorado no Planetary Collegium, Nuova Accademia di Belle Arti NABA, Milão.

Referências

AGUIAR, D. Espaço, Corpo e Movimento: Notas Sobre a Pesquisa da Espacialidade na Arquitetura. ARQTEXTO (UFRGS), v. 8, p. 75, 2006.

BERNSTEIN, A. A performance solo e o sujeito autobiográfico. Revista Sala Preta, São Paulo (ECA-USP), v.1, n.1, p. 91, 2001.

BERNSTEIN, A. Francesca Woodman: Fotografia e Performatividade. In: Chiara, Ana; Santos, Marcelo; Vasconcellos, Eliane. (Org.). Corpos Diversos. 1ed. Rio de Janeiro: ed. Uerj, 2015, p. 119-140.

BLEDA & ROSA. Un paseo pola memoria ou como pensar a paisaxe. In: Paseantes, viaxeiros e paisaxes. Xunta de Galicia: CGAC, 2007. p. 177-182.

BORGES, F. C. A filosofia do jeito. Um modo brasileiro de pensar com o corpo. São Paulo: Summus, 2006.

CARVALHO, A; PARAGUAI, L. Uma-coisa: corpo-bicho, corpo-dispositivo, corpo-coi-sa. ARS (São Paulo), v. 13, n. 25, p. 63-71, 14 jun. 2015.

CAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea, uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2019.

GIACOIA Jr, O. Resposta a uma questão: o que pode um corpo? In Daniel Lins e Syl-vio Gadelha (org). Nietzsche e Deleuze: que pode o corpo. Rio de Janeiro: Relume Damará, 2002.

GOMES FILHO, J. Gestalt do objeto: sistema de leitura visual da forma. São Paulo: Escritura, 2000.

NANCY, J-L. Corpo, fora. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2015.

NOË, A. Action in Perception. Cambridge: MIT Press, 2004.

ORLANDI, E. Cidade dos sentidos. Campinas: Pontes, 2004.

ROLNIK, S. Geopolítica da Cafetinagem. 2006. Disponível em <http://www.pucsp.br/nucleodesubjetividade/Textos/SUELY/Geopolitica.pdf>. Acesso em março 2019.

ROLNIK, S. O corpo vibrátil de Lygia Clark. Folha de São Paulo: Domingo 30 de abril de 2000.

STEWART, J. Enactive Cognitive Science_1. In: LUCIANI, A.; CADOZ, C. (Editors). Enac-tion and enactive interfaces, a handbook of terms. Grenoble: Enactive Systems Books, 2007.

TÁVORA, F. Da Organização do espaço. Porto: Faup Publicações, 1996.

TSCHUMI, B. Architecture and disjunction. Cambridge: The Mit Press, 1996.

VALIE EXPORT. Body Configurations, 1972-76. Galerie Thaddaeus Ropac. Acessado em 20/03/2018. Disponível em: https://youtu.be/fhFNhqjmT_k

VARELA, F.J.; THOMPSON, E.; ROSCH, E. The embodied mind, cognitive science and human experience. Cambridge, London: The MIT Press, 2000.

VINHOSA, L. Fotoperformance, passos titubeante de uma linguagem em emancipa-ção. In: Anais do XXIII Encontro Nacional da ANPAP, Ecossistemas Artísticos. Belo Horizonte, MG: UFMG, 2014. pp.2876-2885. Disponível em <http://www.anpap.org.br/anais/2014/ANAIS/simposios/simposio08/Luciano%20Vinhosa.pdf>. Acesso em março 2019.

Downloads

Publicado

2020-01-01

Como Citar

CAMNEV, Larissa; ALMOZARA, Paula Somenzari; DONATI, Luisa Paraguai. Ação-imagem: formulações de espacialidades em “body configurations” de valie export. Palíndromo, Florianópolis, v. 12, n. 26, p. 174–183, 2020. DOI: 10.5965/2175234612262020174. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/14913. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos Seção aberta