Horta Teatro: corpo, palavra e espaço

Autores

  • Giselly Brasil Professora do curso de Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
  • Gabriel Webber Acadêmico da graduação em Licenciatura em Artes na Universidade Federal do Paraná (UFPR).
  • Ligia Storalli Acadêmica da graduação em Licenciatura em Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358092521232020258

Palavras-chave:

corpo, espaço, palavra, intervenções poéticas

Resumo

Este texto é um relato de experiência do Projeto Horta Teatro. O projeto acontece na interface entre arte e educação e tem como objetivo promover experiências sensíveis a partir de práticas que estimulam relações entre corpo, espaço e palavra. Ativar o olhar e a percepção para o entorno é intervir no ambiente, é produzir possibilidades de diálogo com o meio. No processo educativo aqui proposto a produção de arte se fundamenta em práticas de corpo e movimento, experimentos teatrais e leituras que acontecem em diferentes espaços. O ponto de encontro é o espaço em torno de uma horta cultivada pelos participantes. As experiências aqui relatadas são ações poéticas que surgiram a partir de elementos da escrita do poeta Manoel de Barros. A palavra aparece no mundo como disparadora de sentidos e sensações. Potencialidades da palavra e do corpo foram experimentadas em diferentes processos de criação e intervenções poéticas.

Biografia do Autor

Giselly Brasil, Professora do curso de Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Professora do curso de Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Doutora em Artes - Artes Cênicas/Theaterwissenschaft (Universidade de São Paulo e Universidade de Giessen, na Alemanha), mestra em Teatro pelo Programa de Pós-Graduação em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e licenciada em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Pesquisa interfaces entre arte contemporânea e educação. Atuou no Museu de Arte Moderna de São Paulo como educadora e em projetos de formação de professores de arte. No Museu Afro-Brasil, trabalhou como educadora e no Espaço Memória do Itaú Cultural como educadora e supervisora de projetos de arte educação. Como artista, investiga os processos de produção do teatro contemporâneo em trabalhos que exploram os limites da cena. Tem experiência na área de artes, com ênfase em estudos sobre o corpo, arte contemporânea, estética e educação

Gabriel Webber, Acadêmico da graduação em Licenciatura em Artes na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Acadêmico da graduação em Licenciatura em Artes, Bacharel em Gestão Ambiental (2013) e Especialista em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis (2015), todos pela Universidade Federal do Paraná - Setor Litoral.

Ligia Storalli, Acadêmica da graduação em Licenciatura em Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Acadêmica da graduação em Licenciatura em Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Downloads

Publicado

2020-08-14

Como Citar

BRASIL, G.; WEBBER, G.; STORALLI, L. Horta Teatro: corpo, palavra e espaço. Revista NUPEART, Florianópolis, v. 23, p. 258-276, 2020. DOI: 10.5965/2358092521232020258. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/nupeart/article/view/17093. Acesso em: 27 out. 2021.