Problemas de vestibilidade de produtos de vestuário sob perspectiva dos usuários

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x15372022175

Palavras-chave:

Vestibilidade, Usuário, Vestuário, Design Centrado no Usuário

Resumo

Com o crescimento do mercado da moda, encontram-se cada vez mais curtos os ciclos de produção e mais comuns os problemas relacionados à vestibilidade. Para atender ao mercado consumidor, entende-se ser fundamental a centralização do usuário no Processo de Desenvolvimento de Produtos de Vestuário. Nesse contexto, uma forma de saber mais sobre as demandas dos usuários é por meio da identificação de seus problemas, durante o uso de produtos de vestuário. Com o objetivo de identificar os principais problemas encontrados pelos usuários relacionados à vestibilidade dos produtos de vestuário, essa pesquisa, de natureza básica, abordagem qualitativa e objetivo exploratório, é realizada por meio de uma entrevista com vinte participantes de idade entre 20 e 50 anos. Por meio desta, foram elencados problemas relacionados principalmente às regiões dos tornozelos, pulsos, tórax e abdome (entrevistadas do sexo feminino), assim como abdome, ombros e panturrilhas (entrevistados do sexo masculino), podendo-se constatar que medidas devem ser tomadas no sentido de melhor adaptar o produto de vestuário às características dos usuários, minimizando os problemas de vestibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniele Deise Antunes Silveira Páris, Instituto Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Design e Tecnologia de Moda pela Universidade do Planalto Catarinense (2009), mestrado em História pela Universidade de Passo Fundo (2015), e, atualmente está cursando o doutorado em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina. É professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, campus Gaspar, onde leciona no Curso Técnico em Modelagem e no Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Moda.

Giselle Schmidt Alves Diaz Merino, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Pesquisadora CNPq - PQ 1D na área de Desenho Industrial. Recebeu o Prêmio CAPES de TESE (2020) como orientadora, na área de Arquitetura, Urbanismo e Design. Professora do Departamento de Design na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), atua nos cursos de Graduação em Design (Industrial e Gráfico). Professora do Programa de Pós-graduação em Design da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pós Doutora em Fatores Humanos pela Universidade do Estado de Santa Catarina com estágio na Universidade Politécnica de Valencia, Espanha (2017). Doutora em Engenharia de Produção, com ênfase em Engenharia do Produto e Processo na linha de pesquisa de Metodologias de Projeto de Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Mestre em Design pelo Programa de Pós-Graduação em Design na linha de Gestão de Design, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). Graduada em Desenho pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1997). Cursos na Universidade de Salamanca (Espanha). Possui formação em Processos Grupais e Coordenação de Equipes. Coordenadora de Projetos do Núcleo de Gestão de Design e do Laboratório de Design e Usabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina desde o ano de 2000. Ministra disciplinas de: Gestão de Design; Design Centrado no Ser Humano; Ergonomia e Usabilidade em Produtos e Serviços; Metodologias de Projeto de Design; Projeto de Embalagem; Tecnologias Assistivas, dentre outras. Orienta alunos de graduação e pós-graduação em níveis de especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado. Membro da Rede de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Assistiva (RPDTA), projetos em parceria com a UFPE (Terapia Ocupacional e Engenharia), UFPB (Design). Possui como foco de pesquisa: Gestão de Design, Design e Saúde, Design Centrado no Ser Humano, Tecnologia Assistiva, Design Universal/Inclusivo em Produtos e Serviços.

Lizandra Garcia Lupi Vergara, Universidade Federal de Santa Catarina

Arquiteta e Urbanista e Engenheira de Segurança do Trabalho, com Mestrado (2001) e Doutorado (2005) na área de Ergonomia pela Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora Associada na Graduação (DEPS) desde 2010, atuando nas Pós-graduações da Engenharia de Produção (PPGEP) e da Arquitetura (PosARQ) da UFSC. É Supervisora do Laboratório de Ergonomia (LABERGO) do CTC/UFSC e Líder do grupo de pesquisa GMETTA - Grupo Multidisciplinar de Ergonomia do Trabalho e Tecnologias Aplicadas (UFSC-CNPq). Ergonomista Sênior Certificada pela Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO), e Coordenadora do Grupo Técnico da ABERGO - GT de Ergonomia do Ambiente Construído e Acessibilidade. Atua como Editora Chefe da Revista IJIE (Iberoamerican Journal of Industrial Engineering). Áreas de atuação na docência e pesquisas: Ergonomia na Saúde e Segurança, Acessibilidade, Lean-Ergonomics, Experiência do Usuário, Tecnologia Assistiva e Envelhecimento Saudável.

Referências

ALDRICH, Winifred. Modelagem plana para moda feminina. Porto Alegre: Bookman, 2014.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977. BEST, Kathryn. Fundamentos de gestão do design. Porto Alegre: Bookman, 2017. 208p. Tradução de André de Godoy Vieira.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

GUERRA, Cris. Moda intuitiva. São Paulo: Lafonte, 2013.

MAKARA, E. Gestão de Design em Micro e Pequenas Empresas de confecção do município de Gaspar/SC: o processo dedesenvolvimento de produto de vestuário e a consideração do usuário. [Dissertação de Mestrado]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2017.

MIRANDA, Ana Paula de. Consumo de moda: relação pessoa-objeto. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2008. NORMAN, Donald A..O Design do dia a dia. Rio de Janeiro: Anfiteatro, 2018. 328 p. Tradução de Ana Deiró.

PACHECO, Bruna et al. Moda inclusiva: percepção de mulheres obesas em relação ao corpo e ao vestuário. Revista Ártemis, [S.L.], v. 27, n. 1, p. 443-456, 11 jul. 2019. Portal de Periodicos UFPB. http://dx.doi.org/10.22478/ufpb.1807-8214.2019v27n1.41373.

RASBAND, Judith A.; LIECHTY, Elizabeth L. G. Fabulous Fit: Speed Fitting and Alteration. Second Edition. New York: Fairchild Publications, Inc., 2006.

ROSA, Lucas da. VESTUÁRIO INDUSTRIALIZADO: uso da ergonomia nas fases de gerência de produto, criação, modelagem e prototipagem. 2011. 175 f. Tese (Doutorado) - Curso de Design, Artes e Design, Puc-Rio, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=18873@1. Acesso em: 15 maio 2021.

SENAC (org.). Modelagem Plana Masculina. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2019.

Downloads

Publicado

2022-07-15

Como Citar

PÁRIS, D. D. A. S.; MERINO, G. S. A. D.; VERGARA, L. G. L. . Problemas de vestibilidade de produtos de vestuário sob perspectiva dos usuários. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 15, n. 37, p. 175-217, 2022. DOI: 10.5965/1982615x15372022175. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/21686. Acesso em: 14 ago. 2022.