O ofício e o campo de atuação em design têxtil: um panorama no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630732023e3797

Palavras-chave:

design têxtil, design de superfície, design de estampa

Resumo

O design têxtil, que no Brasil é frequentemente associado ao design de estampas, compreende um amplo campo de atuação ao longo da cadeia produtiva têxtil-confecção. Este estudo, por sua vez, buscou caracterizar o ofício e enumerar as áreas de especialização em design têxtil no século XXI, a partir das descrições apresentadas em guias de profissão e manuais de carreira, das definições teóricas do design de superfície no que se refere ao têxtil, assim como termos adotados pelo mercado brasileiro, tendo concluído que, conforme a atividade se especializa em determinados elos da cadeia produtiva, novas áreas de atuação surgem e amplia-se a necessidade de sinergia entre os diversos designers participantes desta longa cadeia que contempla desde as fibras têxteis até a confecção do produto final.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Monika Debasa, Universidade de São Paulo

Docente da Faculdade Santa Marcelina. Designer, formada pela FAAP/SP (1992), especializada pela Universidade Anhembi Morumbi (2004), mestranda na EACH-USP

Cláudia Garcia, Universidade de São Paulo

Professora Livre-Docente na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP, formada em Engenharia Têxtil pela FEI (1990), mestrado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005) e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas (2010), na área de metodologia de projeto. Participa de grupos de pesquisas, coordenou projetos nacionais e internacionais e possui diversas publicações na área. Atualmente desenvolve pesquisas nas interfaces entre imagens, aparência e genêro.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA TÊXTIL E DE CONFECÇÃO (ABIT). Perfil do setor. São Paulo: Abit, 2022. Disponível em: https://www.abit.org.br/cont/perfil-do- setor. Acesso em: 27 nov. 2022.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TECNOLOGIA TÊXTIL (ABTT). Fórum de Estamparia Convencional e Digital Têxtil: saiba tudo sobre esses assuntos. [S. l.]: ABTT, 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=lr31T3ZNRbU&ab_channel=ABTTAssocia%C3%A7%C3%A3oBrasileiradeTecnologiaT%C3%AAxtil. Acesso em: 8 set. 2020.

BOWLES, Melanie; ISAAC, Ceri. Digital Textile Design. Second edition. London: Laurence King Publishing, 2012.

BROWN, Carol. Fashion & textiles: the essential careers guide. London: Laurence King Publishing, 2010.

CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Ubu Editora, 2016. E-book Kindle.

CARDOSO, Rafael. Uma introdução à história do Design. 3. ed. São Paulo: Blucher, 2008.

CHATAIGNIER, Gilda. Fio a fio: tecidos, moda e linguagem. São Paulo: Estação das Letras Editora, 2006.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. O setor têxtil e de confecção e os desafios da sustentabilidade. Brasília, DF: CNI: ABIT, 2017. Disponível em: https://static.portaldaindustria.com.br/media/filer_public/bb/6f/bb6fdd8d-8201-41ca981d- deef4f58461f/abit.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

DEHGHANI, A.; JAHANSHAH, F.; BORMAN, D.; DENNIS, K.; WANG, J. Design and engineering challenges for digital ink-jet printing on textiles. International Journal of Clothing Science and Technology, [s. l.], v. 16, n. 1/2, p. 262-273, 2004.

EDWARDS, Clive. Como compreender design têxtil: guia para entender estampas e padronagens. Tradução: Luciana Guimarães. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2012.

FREITAS, Renata Oliveira Teixeira de. Design de superfície: ações comunicacionais táteis nos processos de criação. 2. ed. São Paulo: Blucher, 2018.

LOBO, Renato Nogueirol; LIMEIRA, Erika Thalita Navas Pires; MARQUES, Rosiane do Nascimento. Fundamentos da tecnologia têxtil: da concepção da fibra ao processo de estamparia. São Paulo: Érica, 2014.

MATURO, Jussara. Já ouviu falar em laundry designer? GBLjeans, São Paulo, 31 out. 2006. Disponível em: https://gbljeans.com.br/mercado/negocios/ja-ouviu-falarem-laundry-designer/. Acesso em: 11 nov. 2022.

MUNARI, Bruno. Artista e Designer. Tradução: Gisela Monis. Lisboa: Editorial Presença, 1979. (Colecção dimensões).

PRADO, Marcelo Villin. Brasil Têxtil 2022: Relatório setorial da indústria têxtil brasileira: resenha. São Paulo: IEMI – Inteligência de Mercado, 2022. Disponível em: https://www.iemi.com.br/brasil-textil-2022/ Acesso em: 12 jan. 2023.

RUBIM, Renata. Desenhando a superfície. 3. ed. São Paulo: Edições Rosari, 2013.

SCHWARTZ, Ada Raquel Doederlein. Design de superfície: por uma visão projetual geométrica e tridimensional. 2008. 200 f. Dissertação (Mestrado em Design) – Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2008.

SEIVEWRIGHT, Simon. Pesquisa e Design. Tradução: Edson Furmankiewicz e Sandra Figueiredo. Porto Alegre: Bookman, 2009. (Fundamentos de design de moda, 1).

STEED, Josephine; STEVENSON, Frances. Sourcing ideas: researching colour, surface, structure, texture and pattern. Lausanne: AVA Academia, 2012. (Basics textile design, 1).

SURFACE DESIGN ASSOCIATION (SDA). Innovation in Fiber, Art, & Design. Albuquerque, Novo México: SDA, 2022. Disponível em: https://www.surfacedesign.org/. Acesso em: 11 nov. 2022.

UDALE, Jenny. Tecidos e moda. Tradução: Edson Furmankiewicz. Porto Alegre: Bookman, 2009. (Fundamentos de design de moda, 2).

WILSON, Jacquie. Handbook of textile design: principles, processes and practice. Manchester: The Textile Institute; Boca Raton, FL: CRC Press; Cambridge: Woodhead Publishing, 2001.

YATES, Julia; GUSTAVSEN, Donna. Profissão moda: guia das 55 carreiras profissionais de maior futuro no mundo da moda. Tradução: Rita Andrade. São Paulo: Gustavo Gili, 2013.

Downloads

Publicado

2023-09-06

Como Citar

DEBASA, Monika; REGINA GARCIA VICENTINI, Cláudia. O ofício e o campo de atuação em design têxtil: um panorama no Brasil. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 7, n. 3, p. 1–15, 2023. DOI: 10.5965/25944630732023e3797. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/23797. Acesso em: 24 fev. 2024.