Estamparia digital

relações entre tecnologia, desenho e superfície têxtil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630522021167

Palavras-chave:

estamparia digital, desenho, design de superfície

Resumo

O resultado da reprodução de imagens na impressão têxtil é muitas vezes influenciado por instrumentos e técnicas utilizadas no seu processo produtivo. Por meio de pesquisabibliográfica e testes de impressão foram coletadas informações sobre as tecnologias utilizadas na estamparia digital, com o objetivo de analisar a influência deste processo na impressão e na reprodução de imagens, sobre diferentes substratos têxteis e compreender os fatores relevantes deste processo. Foram selecionados no mercado tecidos planos de várias padronagens, de composição 100% algodão e 100% poliéster e tecido de meia malha de composição 100% poliéster, estes foram impressos a partir de um único arquivo com diferentes imagens. As imagens foram impressas em três resoluções: 300, 150 e 72 PPI. As imagens com 150 PPI foram excluídas deste artigo por não apresentarem diferenças significativas quando comparadas as demais. Os resultados experimentais mostram que existem diferenças significativas entre as características estudadas nas imagens com resolução de 300 PPI e 72 PPI e permite organizar um conjunto de informações práticas referentes a tecnologia de impressão digital em substratos têxteis.

Biografia do Autor

Cláudia Regina Garcia Vicentini, Universidade de São Paulo

Fiz a graduação em Engenharia Têxtil pela FEI (1990), mestrado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005) e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas (2010), na área de metodologia de projeto. Na iniciativa privada trabalhei em várias empresas do setor têxtil e de confecção na área de desenvolvimento de produtos atendendo empresas do ramo automobilístico, calçadista, decoração e confecção de vestuário. Sou professora doutora na Universidade de São Paulo - Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH, na graduação e no mestrado de Têxtil e Moda desde 2006. Ao longo deste tempo tive várias publicações em revistas e livros, resultantes de pesquisas realizadas na Universidade de São Paulo. Coordenei um projeto de pesquisa internacional com a Universidade de Southampton (UK) que teve financiamento FAPESP. Minhas pesquisas tem como tema a área têxtil e de moda buscando expandir suas fronteiras. Dentro desse escopo de atuação interdisciplinar pesquiso principalmente os métodos e processos de criação e suas linguagens , os aspectos discursivos e simbólicos dos discursos contemporâneos (Semiótica da Moda) na perspectiva Greimasiana, englobando os contornos políticos do vestir contemporâneo e suas imbricações com as relações de poder descritas por Michel Foucault.

Suzana Avelar, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Bacharelado em Desenho de Moda pela Faculdade Santa Marcelina (1995), mestrado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). Lecionou em graduação de moda nas seguintes instituições: Belas Artes, UniFMU, Universidade Anhembi Morumbi. Desde o ano de 2012, vem se dedicando à maternidade e cuidando de sua carreira na Universidade de São Paulo. Atualmente é professora da Universidade de São Paulo, atuando principalmente nos seguintes temas: moda, globalização, tecnologias, digital, cultura e arte.

Rejane de Oliveira Souza, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Desenho Industrial pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006). É mestranda do Programa de Pós-graduação em Têxtil e Moda da USP. Tem experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em Design, atuando principalmente nos seguintes temas: bioinspiração, design, matriz morfológica e desenvolvimento de produto.

Referências

A QUEDA dos 10 mitos da impressão digital. Blog Coralis. São Paulo, 23 ago. 2019. Disponível em: https://coralis.com.br/10mitos. Acesso em: 16 nov. 2019.

ASCHE, Tom P. Color management & quality output: working with color form camera to display to print. Reino Unido: Focal Press, 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA INDUSTRIA TÊXTIL E DE CONFECÇÃO (São Paulo) [Website]. Brasil: Consumo industrial de fibras e filamentos - 1970 a 2018. São Paulo, [2019?]. Disponível em: https://www.abit.org.br/uploads/arquivos/Consumo%20Industrial%20de%20Fibras%2

e%20Filamentos%20-%201970%20a%202018%20-.pdf. Acesso em: 25 ago. 2019.

BRIGGS-GOODE, Amanda; RUSSELL, Alex. Printed textile design. In: AMANDA BRIGGS-GOODE (ed.). Textile Design: principles, advances and applications. Cambridge: Woodhead, 2011. Cap. 5. p. 105-128.

CHATAIGNIER, Gilda. Fio a fio: tecidos, moda e linguagem. São Paulo: Estação das Letras,

165 p.

CIE, Christina. Ink jet textile printing. Cambridge: Woodhead, 2015.

FERREIRA, Herculano. Estamparia têxtil digital jato de tinta direto no tecido com corantes: Parte 2. O Serigráfico. Cotia, p. 12-13. set. 2015. ISSN 2175-0335 versão online. Disponível em: https://issuu.com/jornaloserigrafico/docs/oserigrafico-edicao-233-setembro. Acesso em: 16 nov. 2018.

LASCHUK, Tatiana; RÜTHSCHILLING, Evelise Anicet. Adequação dos processos de estamparia nas etapas produtivas de produtos de moda e vestuário. In: Colóquio de Moda. 11., 2015, Curitiba. Anais […]. Curitiba, 2015. Disponível em: http://www.coloquiomoda.com.br/anais/Coloquio%20de%20Moda%20-%202015/ARTIGOS-DE-GT/GT04-DESIGN-E-PROCESSOS-DE-PRODUCAO-EMMODA/GT-4-ADEQUACAO-DOS-PROCESSOS-DE-ESTAMPARIA.pdf. Acesso em: 27 out. 2019.

LUPTON, Ellen; PHILLIPS, Jennifer Cole. Novos fundamentos do design. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

NEIRA, Luz García. Estampas na tecelagem brasileira: da origem à originalidade. 2012. 306 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-28112012-101324/publico/tese_luz_original.pdf. Acesso em: 10 fev. 2018.

SHUTTERSTOCK. Flor de Lótus. [Nova York], 2016. 1 fotografia. Disponível em: https://shutterstock.com. Acesso em: 5 mai. 2016.

SHUTTERSTOCK. Flor com detalhes azuis, digitalização de livro. [Nova York], 2016. 1 fotografia. Disponível em: https://shutterstock.com. Acesso em: 5 mai. 2016.

SHUTTERSTOCK. Textura de cobra. [Nova York], 2016. 1 fotografia. Disponível em: https://shutterstock.com. Acesso em: 5 mai. 2016.

SINCLAIR, Rose. Textiles and Fashion: materials, design and technology. Cambridge: Woodhead, 2015. 894 p.

WILSON, Jacquie (ed.). Handbook of textile design: principles, processes and practice. Cambridge: Woodhead, 2001. 152 p.

Publicado

2021-06-01

Como Citar

Sanches, R. A., Vicentini, C. R. G., Avelar, S. ., & Souza, R. de O. (2021). Estamparia digital: relações entre tecnologia, desenho e superfície têxtil. Revista De Ensino Em Artes, Moda E Design, 5(2), 167-186. https://doi.org/10.5965/25944630522021167