Onde o design encontra sua dimensão local

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630522021011

Palavras-chave:

Design, Fazer local, Encontro

Resumo

Este artigo é um resumo da tese de Doutoramento “Investigação de parâmetros de análise do design de equipamento enquanto ferramenta de impacto social” realizada em 2020 na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Trata-se de uma investigação que olhou para as questões relacionadas com o binómio design-fazer local. Para tal, produziu-se uma descrição-síntese de parcerias brasileiras e portuguesas existentes nestes dois mundos (design e fazer local) e delimitou-se (descreveu-se e analisou-se) as relações provenientes e existentes neste processo com base no entendimento destas experiências. A investigação foi dividida em duas etapas. A primeira caracterizou-se por uma revisão bibliográfica que envolveu estudos de autores diversos acerca do lugar do artesanato no Brasil e em Portugal; das aproximações e diferenças do design e das suas dimensões do fazer local. Produziu- se, portanto, uma estrutura teórica a ser utilizada na segunda etapa que compreendeu a pesquisa, descrição e avaliação de 20 casos de estudo brasileiros e 5 portugueses. Foram realizadas entrevistas a partir de um questionário semiestruturado com os três atores presentes nestas parcerias – o artífice, o designer e as entidades ou instituições que fomentam estas parcerias. As ponderações finais indicam que somos todos artífices, sendo o impacto uma via com dois sentidos.

Referências

ALBINO, Cláudia. À Procura de Práticas Sábias. Design e Artesanato na significação dos Territórios. Coimbra: CEARTE, 2017.

APPADURAI, Arjun. Dimensões culturais da globalização. Lisboa: Editorial Teorema, 1996.

ARRUDA, Miguel. escultura / design / arquitetura. Lisboa: MUDE, 2013.

BARDI, Lina Bo. Tempos de Grossura: o design no impasse. São Paulo: Ed. Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, 1994.

BHABHA, Homi K. The Location of Culture. New York: Routledge, 1994.

BORGES, Adélia. Design + Artesanato: o caminho brasileiro. São Paulo: Terceiro Nome, 2011.

CANANI, Aline. De Bonecas, Flores e Bordados: Investigações Antropológicas no Campo do Artesanato em Brasília. Tese de Doutoramento, Universidade de Brasília, 2008.

CUNCA, Raul. Design, identidade e produção local. i+Diseño - Revista científico-académica internacional de Innovación, Investigación y Desarrollo en Diseño. 14, ano XI, 2019. p.150-163.

CUNHA, Manuela Carneiro. Relações e dissensões entre saberes tradicionais e saber científico. p. 301-310. In Cunha, Manuela Carneiro. (2009) Cultura com aspas e outros ensaios. São Paulo: Cosac Naify, 2009.

DILNOT, Clive. The science of uncertainty: the potential contribution of design to knowledge in Doctoral education in design conference, Ohio: Ohio State University, 1998. Disponível em https://www.jiscmail.ac.uk/cgi-bin/filearea.cgi?LMGT1=PHD- DESIGN&a=get&f=/dilnot.rtf.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

GODOY, Adilda S. A pesquisa qualitativa e sua utilização em administração de empresas. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, 35 (4), 1995. p.65-71.

INGOLD, Tim. The work of the imagination in the texture of the present. Texto da Conferência proferida na abertura do evento homónimo, promovido pelo PPCIS/ UERJ, nov., 2012.

LEITE, R. P. Modos de vida e produção artesanal: entre preservar e consumir in Sampaio, H. (org.). Olhares itinerantes: reflexões sobre artesanato e consumo de tradição. São Paulo: Artesanato Solidário, 2005.

KUBRUSLY, Maria Emilia e IMBROISI, Renato. Desenho de fibra: artesanato têxtil no Brasil. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2011.

MARGOLIN, Victor. Design e Risco de Mudança. Aveleda: Verso da História, 2014.

MARTINS, G. A. Manual para Elaboração de monografias e dissertações. São Paulo: Atlas, 1994.

MICELLI, Stefano. Futuro artegiano. I Grilli Marsilio Editora, 2011.

PAOLIELLO, C. Possible impacts when design meets its local dimension. Anais 7o SDS - Simpósio Design Sustentável, 2019.

PAOLIELLO, C. Inovação Socioambiental no Design: Caso de Estudo do Designer Domingos Tótora. Convergências: Revista de Investigação e Ensino das Artes, 2018.

PAOLIELLO, C. Uma “nova” metodologia para o fomento das parcerias entre designers e artesãos - uma proposta de inovação social. Anais 6o Ergotrip Design, Aveiro, 2017

PAOLIELLO, C. A search for Brazilian Craft Identity. Anais 10th International Conferences on Design History and Studies, 2016.

PAPANEK, Victor. Diseñar para El Mundo Real: ecologia humana y cambio social. Madrid: H. Blume Ediciones, 1977.

NORMAN, Donald A. O design do dia a dia. Rio de Janeiro: Anfiteatro, 2006.

RANCIÈRE, Jacques. O mestre ignorante - cinco lições sobre a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

SANTOS, Boaventura de Sousa. (2002). Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências. Revista Crítica de Ciências Sociais, (63), 2002. p. 237-280. Disponível em https://journals.openedition.org/rccs/1285

SENNETT, Richard. O artífice. Rio de Janeiro: Record, 2009

SENNETT, Richard. Juntos – Os rituais, os prazeres e a política da cooperação. Rio de Janeiro: Editora Record, 2012.

Publicado

2021-06-01

Como Citar

Paoliello, C. (2021). Onde o design encontra sua dimensão local. Revista De Ensino Em Artes, Moda E Design, 5(2), 11-30. https://doi.org/10.5965/25944630522021011