Iluminar o (a) Intérprete em Cena

Autores

Resumo

Este texto, traduzido do original em francês, propõe apontamentos históricos sobre a iluminação cênica em suas relações com o encenador e com o (a) intérprete (ator, dançarino, circense...); ressalta a importância da escuta do (a) intérprete e a do (a) iluminador (a); dá relevo às sensações, induções e sombras suscitadas pela luz. Nomes da história cênica mundial como André Antoine, Bertolt Brecht, Adolphe Appia, Bob Wilson, Alwin Nikolais, entre outros, são trazidos à luz das discussões para apoiar uma reflexão sobre o tema, para a qual contribuem criadores (a) de luz tais como Joël Hourbeigt, Fabiana Piccioli, Philippe Berthomé, Sébastien Michaud, André Diot, na perspectiva de uma luz "concebida para o intérprete e com ele".

Biografia do Autor

José Ronaldo Faleiro, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Doutorado em Arts du Spectacle pela Université de Paris X - Nanterre (1998). Atualmente é professor titular da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro. Atuando principalmente nos seguintes temas:  ator, formação, jogo, emcenação

Priscila da Costa, Universidade de Lille - França

Iluminadora, Mestra em Artes da Cena e do Espetáculo Vivo - Université d’Artois, França. Doutoranda e integrante do Programa de Pesquisa LdS-Lumière de Spectacle na Universidade de Lille, Lille,França

 

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

MARTINEZ, A.; FALEIRO, J. R. .; COSTA, P. da. Iluminar o (a) Intérprete em Cena. A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 1, n. 01, p. 1-19, 2021. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/20763. Acesso em: 30 nov. 2021.