Danças tradicionais do nordeste no chão da escola: relatos de uma experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102472023e0206

Palavras-chave:

Ensino da Danças Tradicionais do Nordeste na escola, Relato de experiência em Dança, Dança - educação

Resumo

Este estudo dançante/educativo tem como objetivo compreender os impactos gerados a partir da prática pedagógica com as Danças Tradicionais do Nordeste realizada na Escola de Referencia em Ensino Medio Sizenando Silveira (EREM Size), no ano de 2022. Desse modo, organizamos o texto a partir de duas fundamentações teóricas, são elas: (1) A EREM Size, o Currículo de Pernambuco e as Danças Tradicionais do Nordeste, e (2) Formação de autores/autoras/autories em Dança: possibilidades a partir dos repertórios das Danças Tradicionais do Nordeste. Em seguida, refletimos acerca dos processos de ensino-aprendizagem com as referidas danças na escola e suas implicações  no/na/ne docente e nos/nas/nes estudantes. Com a realização deste trabalho, percebemos o quanto os repertórios dessas danças são fontes de conhecimento e podem/devem ser usados como meio para uma educação transgressora, que se inicia nos/nas/nes corpos/corpas/corpes e seus marcadores sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexsander Barbozza, Federal University of Bahia

Doutrande e Mestre em Dança pelo Programa de Pós-graduação em Dança da Universidade Federal da Bahia (PPGDanca/UFBA). Especialiste em Arte-Educação pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI). Licenciade em Dança pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professore substitute no Curso de Licenciatura em Dança da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e de Dança/Arte na Escola de Referência de Ensino Médio Aníbal Fernandes (EREMAFE- Recife).

Referências

ARROYO, Miguel G. Repensar o Ensino Médio. In: DAYRELL, Juarez; CARRANO, Paulo; MAIA, Carla Linhares (org.). Juventude e Ensino Médio: sujeitos e currículos em diálogos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

BARBOSA, Ana Mae; CUNHA, Fernanda (org.). Abordagem triangular no ensino da arte e cultura visual. São Paulo: Cortez, 2010.

BARBOZZA, Alexsander da Silva; AQUINO, Rita Ferreira de. Proposições entre o Ensino da Dança e as Teorias dos Movimentos Sociais, no prelo.

BARBOZZA, Alexsander da Silva; DAMASCENO, Letícia. O Ensino da Dança Empirista no Brasil. Investigaciones en Danza y Movimiento, Buenos Aires. v. 3, n. 6, p. 2-26, set. 2022. Disponível em: https://revistasojs.una.edu.ar/index.php/IDyM/article/view/147. Acesso em: 27 jul. 2023.

BARBOZZA, Alexsander da Silva. Planejamento da Eletiva Danças Tradicionais do Nordeste. Escola de Referência em Ensino Sizenando Silveira. SIEPE: 2022.

BRASIL. Lei nº 13.415/2017, de 13 de fevereiro de 2017. Reforma do Novo Ensino Médio. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13415.htm. Acesso em: 05 de mar. 2023.

CÔRTES, Gustavo Pereira. Processos de Escolarização dos Saberes Populares. Orientadora: Lucíola Licínio de Castro Paixão Santos. 2003. Dissertação (Mestrado em Conhecimento e Inclusão Social) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2003.

GEHRES, Adriana F. Corpo-Dança-Educação: na contemporaneidade ou da construção de corpos fractais. Instituto Piaget: Lisboa, 2008.

GONÇALVES, Carlos Cleiton. Xaxado e criação artística: um estudo sobre ressignificações do popular no ambiente educativo. (Anais) III CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Campina Grande: Realize Editora, 2016. Disponível em: https://editorarealize.com.br/editora/anais/conedu/2016/TRABALHO_EV056_MD1_SA20_ID9615_10082016105724.pdf. Acesso em: 05 mar. 2023.

GONÇALVES, Carlos Cleiton. Xaxado e criação artística: um estudo sobre ressignificação da cultura popular no ambiente escolar. Dissertação (Mestrado) - Programa de Mestrado Profissional em Arte em Rede Nacional da Universidade Federal da Paraíba (PROFArtes/UFPB), 2018. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13170?locale=pt_BR. Acesso em: 05 mar. 2023.

hooks, bell. Anseios: raça, gênero e políticas culturais. Trad. Jamille Pinheiro. São Paulo: Elefante, 2019.

HANNA, Judith Lynne. Dança, sexo e gênero: signos de identidade, dominação, desafio e desejo. Trad. Mauro Gama. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

MARQUES, Isabel Azevedo. Ensino da dança hoje: textos e contextos. São Paulo: Cortez, 1999.

MARQUES, Isabel Azevedo. Dançando na escola. 4ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

MARQUES, Isabel Azevedo. Linguagem da Dança: arte e ensino. 1. ed. São Paulo: Digitexto, 2010.

MARQUES, Isabel Azevedo. Linguagem da Dança: arte e ensino. Dança na Escola: arte e ensino. Saltos para o Futuro: ano XXII - Boletim 2 - Rio de Janeiro, 2012a. Disponível em: http://www.ficms.com.br/web/biblioteca/Dan%E7a%20na%20Escola.pdf. Acesso em: 19 de mar. 2023.

MARQUES, Isabel Azevedo. Interações: criança, dança e escola. Coordenadora: Josca Ailine Baroukh; Organizadora: Maria Cristina Carapeto Lavrador Alves. São Paulo: Blucher, 2012b. (Coleção InterAções).

MARQUES, Isabel Azevedo. Artista às avessas, ou: o que a Arte pode aprender com a Arte. PARRA, Denise; PRIMO, Rosa (Org). Invenções do Ensino em Arte. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2014.

PERNAMBUCO. Secretaria de Educação e Esportes. Currículo de Pernambuco: Ensino Médio. União dos Dirigentes Municipais de Educação; Coordenação Ana Coelho Vieira Selva, Sônia Regina Diógenes Tenório; apresentação Marcelo Andrade Bezerro Barros, Natanael Jose da Silva - Recife: A secretaria, 2021.

SILVA, Tomaz Tadeu da Silva. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed., 10. reimp. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017.

SOUZA, Jessé. A elite do atraso. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2019.

Downloads

Publicado

2023-07-24

Como Citar

BARBOZZA, Alexsander. Danças tradicionais do nordeste no chão da escola: relatos de uma experiência. Urdimento: Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 47, p. 1–26, 2023. DOI: 10.5965/1414573102472023e0206. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/23680. Acesso em: 23 abr. 2024.