Quem zomba de quem? Dos bufões de hoje às técnicas revisitadas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101462023e0104

Palavras-chave:

Bufonaria, Performatividade, Riso, Técnica

Resumo

O presente artigo tece algumas reflexões acerca do lugar da bufona e do bufão na sociedade, a partir da acepção do termo, além de discutir questões relacionadas à ética na performance bufa. Passando por autores e artistas como Beth Lopes, Henry Bergson, José Tonezzi, Leo Bassi, dentre outros, friccionam-se camadas do riso zombeteiro, atrelando-o ao reconhecimento histórico e social dessas figuras, a fim de introduzir uma problematização das técnicas desenvolvidas pelos pedagogos franceses Jacques Lecoq e Philippe Gaulier, atentando para as suas implicações nos processos criativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André de Paiva Cavalcanti Alencar, Federal University of Rio Grande do Norte

Mestrando em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Especialização em Literatura Brasileira e Interculturalidade pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicamp). Graduação em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ator e pesquisador do grupo Teatro Miçanga.

Ana Caldas Lewinsohn, Federal University of Rio Grande do Norte

Atriz e diretora. Professora adjunta do curso de Licenciatura em Teatro e do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFRN. Bacharel em Artes Cênicas, Mestre em Artes e Doutora em Artes da Cena pela Unicamp. Realizou Pós-Doutorado LUME Teatro (Unicamp). É coordenadora do LabMask – Laboratório de Experimentos em Atuação e Máscaras da UFRN.

Referências

BAKHTIN, Mikhail M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. São Paulo: Hucitec, Ed. da Univ. de Brasília, 2010.

BARROS, Nykaelle Aparecida Pereira de. Técnica de bufão: possibilidades teórico-práticas para o ator contemporâneo. 2017. [92] f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

BERGSON, Henri. O riso: ensaio sobre o significado do cômico. Trad. e notas de Maria Adriana Camargo Cappello; introdução de Débora Cristina Morato Pinto. São Paulo: Edipro, 2018.

BOLOGNESI, Mario Fernando. Palhaços e outros cômicos: do sagrado ao profano. In: BRAGA, Bya; TONEZZI, José (org.). O bufão e suas artes: artesania, disfunção e soberania. São Paulo: Paco Editorial, 2017.

BORDIN, Vanessa Benites. O jogo do bufão como ferramenta para o artivista. 2013. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

BRAGA, Bya. Figuras bufônicas: cultura material de ator e outros bichos. In: BRAGA, Bya; TONEZZI, José (org.). O bufão e suas artes: artesania, disfunção e soberania. São Paulo: Paco Editorial, 2017.

CASA NOVA, Roberta De Mello. A estratégia do prazer ou o prazer da estratégia. In: O bufão e suas artes: artesania, disfunção e soberania. São Paulo: Paco Editorial, 2017.

DOCUMENTÁRIO - O Riso dos Outros (Pedro Arantes). Um filme dirigido por Pedro Arantes, 2012. 1 vídeo (51:37). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=uVyKY_qgd54&t=31s. Acesso em: 10 mai. 2022.

ELIAS, Joaquim. No encalço dos bufões. Belo Horizonte: Javali, 2018.

FERREIRA, André Luiz R. Bufonaria e política a partir de Leo Bassi. 2018. [318]f. Tese (Doutorado em Artes Cênicas) – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

GAULIER, Philippe. O atormentador: minhas ideias sobre teatro. São Paulo: Sesc, 2016.

LECOQ, Jacques. O corpo poético: uma pedagogia da criação teatral / Jacques Lecoq; com a colaboração de Jean-Gabriel Carasso e de Jean-Claude Lallias; tradução de Marcelo Gomes. São Paulo: Editora Senac São Paulo: Edições SESC SP, 2010.

LOPES, Beth. Bufonaria: tradição e contemporaneidade. In: O bufão e suas artes: artesania, disfunção e soberania. São Paulo: Paco Editorial, 2017.

LOPES, Elisabeth Silva. A Blasfêmia, o prazer, o incorreto. Sala Preta, São Paulo, v.5, p. 9-21, 2005.

LUCENA, Ricardo; TONEZZI, José. Bufonaria e processo civilizador. In: O bufão e suas artes: artesania, disfunção e soberania. São Paulo: Paco Editorial, 2017.

MARQUES, Aline Schneider. Esculhambada: um modo bufo de criação. 2022. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2022.

MINOIS, Georges. História do riso e do escárnio. Trad. Maria Elena O. Ortiz Assumpção. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

NAMUR, Virginia Maria de Souza Maisano. Dercy Gonçalves - o corpo torto do teatro brasileiro. 2009. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. Trad. J. Guinsburg e Maria Lúcia Pereira. 3ª edição - 1ª reimpressão. São Paulo: Perspectiva, 2015.

SACHS, Cláudia Müller. Corpo e máscara do bufão: aspectos históricos e técnicos. In: O bufão e suas artes: artesania, disfunção e soberania. São Paulo: Paco Editorial, 2017.

SANTOS, Rafael Dayon de Sousa. A paródia em meio ao caos: o jogo do bufão na sala de aula. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Departamento de Artes) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2020.

Downloads

Publicado

2023-04-27

Como Citar

ALENCAR, André de Paiva Cavalcanti; LEWINSOHN, Ana Caldas. Quem zomba de quem? Dos bufões de hoje às técnicas revisitadas. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 46, p. 1–19, 2023. DOI: 10.5965/1414573101462023e0104. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/23245. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Artes do Palhaço, Artes do Circo, Circo-Teatro e Comicidade