O espanto da atriz: efeitos éticos e estéticos no encontro com mulheres indígenas Guarani Mbya, na cena da Cia Livre

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101432022e0118

Palavras-chave:

Cena contemporânea brasileira, Processos de criação, Epistemologias ameríndias, Teatro anti-especista

Resumo

Este artigo analisa duas produções da Cia Livre, apresentadas em 2019, baseadas na peça de aprendizado Os Horácios e os Curiácios (1933), de Brecht, e que tematizam a luta pela terra no Brasil hoje. Esse confronto foi sintetizado, em Morte e Dependência na Terra do Pau-Brasil e Os Um e Os Outros, como uma disputa entre o povo dos Um (povo que considera a si mesmo como universal) e o povo dos Outros (todos os outros povos, com suas culturas humanas, extra-humanas, animais, vegetais e minerais). A crítica ao modelo estético-filosófico do teatro Euro-ocidental aqui efetivada observa as contradições urdidas pelas presenças de intérpretes indígenas e não-indígenas, que espelham os dissensos e coalizões entre diferentes perspectivas das lutas emancipatórias. Como as experiências delas foram traduzidas na cena? Que tipo de sociabilidade foi ali projetada? Que forma teatral pode emergir da experiência de descentralização do sujeito ocidental que o grupo indica nesses trabalhos?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucia Regina Vieira Romano, Instituto de Artes da UNESP - Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"

Doutora pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP - 2009). Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2002). Bacharel em Teoria do Teatro pela Escola de Comunicações e Artes da USP (1991). Professora na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Instituto de Artes, DACEFC.

Referências

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. O perigo de uma história única. Trad. Julia Romeu. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

BENITES, Sandra. DOSSIÊ: N he’e para os Guarani (Nhandeva e Mbya). Campos, Paraná, v.21, n.1, p. 37-41, jan./jun. 2020. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/campos/article/view/77443/pdf. Acesso em: 29 jun. 2021.

BEAUVOIR, Simone de. BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo: a experiência vivida. Trad. Sérgio Millet. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1980.

BRECHT, Bertolt. Os Horácios e os Curiácios. In: BRECHT, Bertolt. Teatro completo - 5. Trad. Mário da Silva, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991. p.148-179.

CASTRO, Eduardo Viveiros de Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Maná, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p.115-144, 1996. Disponível em: https://www.scielo.br/j/mana/a/F5BtW5NF3KVT4NRnfM93pSs/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 29 jun. 2021.

COELHO, Maíra Castilhos. Presença ou a qualidade discreta do estar ali. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 3, n. 2, p 646-658, maio/ago. 2013. Disponível em:

https://www.scielo.br/j/rbep/a/SzFtDBLXQ8xMgZtsRqN4vZc/?format=pdf&lang=ptAcesso em: 29 jun. 2021.

COLLINS, Patricia Hill. Comment on Hekman's "Truth and Method: Feminist Standpoint Theory Revisited": Where's the Power? Signs, Chicago, v. 22, n. 2, p.375-381, 1997. Available at: https://www.journals.uchicago.edu/doi/abs/10.1086/495162.

Accessed: 18 Jun. 2021.

FUNDAÇÃO OARAPORA. Moitará - o nome. Disponível em http://fundacaoarapora.org.br/moitara/wp-content/uploads/2016/02/03-moitara-o-nome.pdf. Acesso em: 29 jun. 2021.

HARAWAY, Donna. “Gênero para um dicionário marxista: a política sexual de uma palavra”. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 22, p. 201-246, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cpa/a/cVkRgkCBftnpY7qgHmzYCgd/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 29 jun. 2021.

HARAWAY, Donna. Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial. Cadernos Pagu, Campinas, n. 5, p.7-41, 2009a. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1773

Acesso em: 29 jun. 2021.

HARAWAY, Donna. Manifesto Ciborgue: Ciência, Tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: TADEU, Tomaz (Org). Antropologia do Ciborgue – as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte: Autêntica, 2009b.

HARAWAY, Donna; GANE, Nicholas. Se nós nunca fomos humanos, o que fazer? Tradução de Ana Letícia de Fiori. Nicholas Gane e Donna Haraway. Ponto Urbe 6, São Paulo, p.1-22, 2010. Disponível em:

https://journals.openedition.org/pontourbe/1635. Acesso em: 29 jun. 2021.

HARAWAY, Donna. Antropoceno, Capitaloceno, Plantationoceno, Chthuluceno: fazendo parentes. ClimaCom Cultura Científica - pesquisa, jornalismo e arte, Campinas, Ano 3, n. 5, Abril 2016. Disponível em:

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4197142/mod_resource/content/0/HARAWAY_Antropoceno_capitaloceno_plantationoceno_chthuluceno_Fazendo_parentes.pdf. Acesso em: 29 jun. 2021.

HISTÓRIA E CULTURA GUARANI. Funções do Petynguá: matéria prima necessária, e relação com o Nhe’e. História e cultura Guarani. Disponível em: https://historiaeculturaguarani.org/artesanato/funcoes-sagradas-do-cachimbo-e-colares/petyngua-materia-prima-necessaria-e-relacao-com-o-nhee/.

Acesso em: 29 jun. 2021.

KIRBY, Michael. Acting and not-acting. In: KIRBY, Michael. A formalist theatre. JStor, University of Pennsylvania Press, 1987, p.3-20. Disponível em: http://natachadiels.com/201A/formalist_chpt1.pdf. Acesso em: 29 jun. 2021.

LIMA, Tânia Stolze. O dois e seu múltiplo: reflexões sobre o perspectivismo em uma cosmologia tupi. Mana, Rio de Janeiro, vol. 2, no. 2, Out 1996, p. 21-47. Disponível em:

https://www.scielo.br/j/mana/a/fDCDWH4MXjq7QVntQRfLv5N/?format=pdf&lang=pt.

Acesso em: 29 jun. 2021.

LÖWY, Michael. Walter Benjamin: aviso de incêndio - Uma leitura das teses “Sobre o conceito de história”. Trad. Wanda Nogueira Caldeira Brant. São Paulo: Boitempo Editorial, 2005.

LUGONES, María. Rumo a um feminismo descolonial. Estudos Feministas, Santa Catarina, 22 (3), p. 935-952, set/dez 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/36755. Acesso em: 20 dez. 2021.

MAIZZA, Fabiana. De mulheres e outras ficções: contrapontos em antropologia e feminismo. Ilha, Florianópolis, v. 19, n. 1, p.103-135, jun. 2017.

RAQUEL, Martha. Entenda o “bolo de retrocessos” contra os indígenas que o PL 490 carrega. Brasil de Fato, 21/06/2021. Disponível em:

https://www.brasildefato.com.br/2021/06/15/entenda-o-bolo-de-retrocessos-contra-os-indigenas-que-o-pl-490-carrega. Acesso em: 30 jun. 2021.

SALUSTIANO, Igor. Os sonhos entre os Guarani e algumas de suas articulações com parentesco, deslocamentos territoriais e configurações sociais multilocais. Anais da 32ª Reunião Brasileira de Antropologia, realizada entre os dias 30 de outubro e 06 de novembro de 2020, p. 1-14. Disponível:

https://www.32rba.abant.org.br/arquivo/downloadpublic?q=YToyOntzOjY6InBhcmFtcyI7czozNToiYToxOntzOjEwOiJJRF9BUlFVSVZPIjtzOjQ6IjI5MzkiO30iO3M6MToiaCI7czozMjoiYTQ4NjAwZjBjNDRhNTI1MmM0YWE4YjcxZjYwNWMwN2IiO30%3D. Acesso em: 29 jul. 2021.

SANTOS, Lucas Keese dos. A esquiva do xondaro: movimento e ação política entre os Guarani Mbya. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, São Paulo, 2017. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-29062017-111237/publico/2017_LucasKeeseDosSantos_VCorr.pdf. Acesso em: 29 jun. 2021.

SARRAZAC, Jean-Pierre. A invenção da teatralidade. Sala Preta, São Paulo, v. 13, n. 1, jun. 2013, p.56-70. Disponível em:

https://www.revistas.usp.br/salapreta/article/download/57531/60565/73057.

Acesso em: 20 dez. 2021.

SOUZA, Osvaldo Braga; BOTELHO, Jessica (2021). Bolsonaristas e ruralistas aprovam em comissão maior ameaça a direitos indígenas em décadas. Instituto Socioambiental, 23 de Junho de 2021. Disponível em: https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/bolsonaristas-e-ruralistas-aprovam-em-comissao-maior-ameaca-a-direitos-indigenas-em-decadas. Acesso em: 29 jun. 2021.

STRATHERN, Marilyn. Uma relação incômoda: o caso do feminismo e da antropologia. Mediações, Londrina, v. 14, n.2, p. 83-104, jul./dez. 2009. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/365006/mod_resource/content/1/Strathern%2C%20Uma%20rela%C3%A7%C3%A3o%20inc%C3%B4moda.pdf.

Acesso em: 29 jul. 2021.

SZTUTMAN, Renato. Perspectivismo contra o Estado: Uma política do conceito em busca de um novo conceito de política. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 63, n. 1, p.185 - 213, 2020. Disponível em:

https://www.revistas.usp.br/ra/article/view/169177/160463. Acesso em: 29 jun. 2021.

VIANNA. João Jackson Bezerra Notas cromáticas sobre os sonhos ameríndios: transformações da pessoa e perspectivas. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 59, n. 3, p. 265-294, 2016. Disponível em:

https://www.revistas.usp.br/ra/article/view/124820/121527. Acesso em: 29 jul. 2021.

Downloads

Publicado

2022-04-06

Como Citar

ROMANO, L. R. V. O espanto da atriz: efeitos éticos e estéticos no encontro com mulheres indígenas Guarani Mbya, na cena da Cia Livre. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 43, p. 1-21, 2022. DOI: 10.5965/1414573101432022e0118. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21595. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: As artes da cena dos e com os povos indígenas