Nós sós: Performance conectiva em isolamento - Fundamentos e Processos

Autores

  • Eleonora Frenkel Barretto UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101402021e0112

Resumo

O artigo apresenta os fundamentos teóricos da performance coletiva Nós sós, realizada durante o isolamento físico imposto pela pandemia de Covid-19. Devido à impossibilidade do encontro, o coletivo se conectou de forma simbólica, através da confecção de máscaras rituais e de movimentos e gestos que evocam entidades guerreiras. Discute-se a tensão entre a busca de construção de coletividades e o isolamento que pode acirrar o individualismo, bem como a necessidade de refletir sobre a comunidade, não apenas de humanos, mas de todos os seres vivos que habitam a Terra. A máscara é um dos motivos que permite tal discussão, uma vez que se contrapõe a máscara imunizadora como fronteira individualizante e a máscara ritual capaz de ativar a conexão com as forças de corpos animais ou vegetais.

Biografia do Autor

Eleonora Frenkel Barretto, UFSC

Professora de Literatura na Universidade Federal de Sana Catarina (UFSC), nos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Letras Espanhol, Centro de Comunicação e Expressão (CCE). Realizou estágio pós-doutoral junto ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Letras, da UNIOESTE, com bolsa do PNPD/CAPES. Possui Doutorado em Literatura pela UFSC (2011, bolsista Capes/CNPq).

Referências

CASTRO, Eduardo Viveiros de. Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Mana, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 115-144, Out. 1996. Disponível: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93131996000200005&lng=en&nrm=iso Acesso em: 23 abr. 2020.

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze. Entrevista concedida a Claire Parnet, 1988/1994. Transcrição integral do vídeo. Disponível em: https://escolanomade.org/wp-content/downloads/deleuze-o-abecedario.pdf Acesso em: 21 dez. 2020.

GOLDSMITH, Kenneth. Uncreative writing: managing language in the digital age. Nova York: Columbia University Press, 2011.

HARAWAY, Donna. Antropoceno, Capitaloceno, Plantationoceno, Chthuluceno: fazendo parentes, ClimaCom Cultura Científica - pesquisa, jornalismo e arte, Ano 3, n. 5, Abril de 2016, p.139-146. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4197142/mod_resource/content/0/HARAWAY_Antropoceno_capitaloceno_plantationoceno_chthuluceno_Fazendo_parentes.pdf Acesso em: 21 set. 2020.

HARAWAY, Donna. Tentacular Worldings in the Chthulucen. Entrevista a J. Fausto, Eduardo V. de Castro e D. Danowski (21/08/2014). Disponível: https://osmilnomesdegaia.eco.br/ Acesso em: 26 abr. 2020.

LAGROU, Els. Nisun: A vingança do povo morcego e o que ele pode nos ensinar sobre o novo coronavírus, Blog da Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BBVPS), 13/04/2020. Disponível: https://blogbvps.wordpress.com/2020/04/13/nisun-a-vinganca-do-povo-morcego-e-o-que-ele-pode-nos-ensinar-sobre-o-novo-corona-virus-por-els-lagrou/#_ednref2 Acesso em: 21 abr. 2020.

NASSIF, L. A origem do “ninguém solta a mão de ninguém”. Jornal GGN, 02 nov. 2018, disponível em: https://jornalggn.com.br/historia/a-origem-do-ninguem-solta-a-mao-de-ninguem-por-marcelo-mendonca/ Acesso em: 16 set. 2020.

PRECIADO, Paul B. Aprendendo com o vírus. Tradução de Gustavo Teramatsu e Wagner Nabarro. In: AGAMBEN, G. et.al. Sopa de Wuhan. Pensamento contemporâneo em tempos de pandemia. Rio de Janeiro: Editoria SIESTA, 2020, 2ª edição, p. 163-185.

SCHECHNER, Richard. What is performance?. In: Perfomance Studies: an introduction. New York/Londres: Routledge, 2006, p. 28-51. Tradução de R. L. Almeida. Publicado sob Licence Creative Commons, classe 3, Abril 2011, n.p. Disponível em:

https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/378/o/O_QUE_EH_PERF_SCHECHNER.pdf Acesso em: 20 nov. 2020.

TAYLOR, Diana. O arquivo e repertório. Performance e memória cultural nas Américas. Tradução de Eliana Reis. BH: UFMG, 2013.

WEBER, Byrt Wammack. Much’tal Jedz: Entre el performance y el saber. In: TAYLOR, Diana e STEUERNAGEL, Marcos (org.), Estrategias resistentes. Durham, Carolina do Norte: Hemi Press, DUKE UP, 2020. Disponível em: https://resistantstrategies.tome.press/translation-of-muchtal-jedz-between-performance-and-knowledge-es/?lang=es Acesso em: 25 set. 2020.

ZUMTHOR, P. Performance, recepção, leitura. Tradução de Jerusa P. Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

Downloads

Publicado

2021-04-28

Como Citar

Frenkel Barretto, E. . (2021). Nós sós: Performance conectiva em isolamento - Fundamentos e Processos. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(40), 1-17. https://doi.org/10.5965/1414573101402021e0112

Edição

Seção

Dossiê Temático: Curadoria da Performance e Processos de Cura em Artes Cênicas