Espaços espontâneos e estéreis em cidades médias: um estudo a partir do deslocamento da feira livre na cidade de Marília-SP

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724623532022211

Palavras-chave:

feira livre, segregação, neoliberalismo, sociologia urbana

Resumo

A tradicional feira livre que ocorre aos domingos na cidade de Marília, localizada no interior do estado de São Paulo, foi deslocada para margem da região central em 2015 por interesses da igreja Universal do Reino de Deus com mediação do poder público. Contudo, essa disputa não ocorreu isoladamente, ela se desenvolveu no contexto urbano contemporâneo, que é orientado, majoritariamente, pelos interesses neoliberais do mercado imobiliário. Com a intenção de demonstrar a relação entre a mudança da feira e o desenvolvimento urbano influenciado pelo capital imobiliário, este artigo apresenta uma análise do tensionamento a partir de duas categorias analíticas, espaços espontâneos e espaços estéreis, que foram desenvolvidas por pesquisa qualitativa sobre espaços da cidade que se relacionam direta e indiretamente com a feira. Os espaços selecionados por meio de entrevistas com feirantes e seus fregueses foram o supermercado da rede Tauste, o Marília Shopping e o Terminal rodoviário urbano. As categorias contribuíram para localizarmos a feira livre na teia de relações sociais da cidade e para entendermos o significado do seu deslocamento para o projeto de desenvolvimento urbano nas cidades médias. Portanto, a aproximação da feira com os espaços espontâneos e da igreja Universal com os espaços estéreis indica o grau de conformidade da cidade de Marília com a tendência de um projeto neoliberal de cidade, cujo modelo está presente há décadas nos grandes centros urbanos do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcus Vinicius de Souza Perez de Carvalho , São Paulo State University

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - UNESP. Doutorando em Ciências Sociais na UNESP.

Referências

“ROLEZINHO” em shopping acaba em confusão e roubo. Marília Notícia, Marília, p. 02, 02 jul. 2015. Disponível em: https://marilianoticia.com.br/rolezinho-em-shopping-acaba-em-confusao-e-roubo/. Acesso em: 01 dez. 2020.

ARANTES, Otília; VAINER, Carlos; MARICATO, Ermínia. A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. 8. ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2013.

ARAÚJO, Bruno Gomes de. A expansão regional das redes de poder da Igreja Universal do Reino de Deus no Brasil. 2018. 298 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

BARBOSA-PEREIRA, Alexandre. Os “rolezinhos” nos centros comerciais de São Paulo: juventude, medo e preconceito. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Manizales, v. 14, n. 1, p. 545-557, 2016.

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de consumo. São Paulo: Edições 70, 1975.

BASSANEZE, Solange. Censo Abrasce: setor de shopping centers registra alta de 73%. Revistas Shopping Centers, [São Paulo], 2020. Disponível em: https://revistashoppingcenters.com.br/defesa-do-setor/censo-abrasce-setor-de-shopping-centers-registra-alta-de-79/. Acesso em: 01 dez. 2020.

BRINCO, Ricardo. Políticas de estacionamento e efeitos na mobilidade urbana. Revista Indicadores Econômicos FEE, Porto Alegre, v. 44, n. 2, p. 109-120, 2016. Disponível em: https://revistas.planejamento.rs.gov.br/index.php/indicadores/article/view/3839. Acesso em: 01 jan. de 2021

BROWN, Wendy. Nas ruínas do neoliberalismo: a ascensão da política antidemocrática no ocidente. São Paulo: Editora Filosófica Politeia, 2019.

CALDEIRA, Teresa Pires do Rio. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. Tradução: Frank de Oliveira e Henrique Monteiro. 3. ed. São Paulo: Editora 34; Edusp, 2011.

CÂMERAS de supermercado registram início da ação de segurança contra rapaz que morreu após ‘gravata’. G1, Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/02/15/imagens-de-cameras-do-supermercado-mostram-o-inicio-da-acao-do-seguranca-contra-rapaz-que-morreu-estrangulado.ghtml. Acesso em: 01 dez. 2020.

CARVALHO, Marcus Vinicius de Souza Perez. Feira livre na cidade de Marília-SP: tensões e cotidiano. 2019. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP, Marília, 2019.

COCCO, Ricardo Giraldi. Interações espaciais e sistemas de transporte público: uma abordagem para Bauru, Marília e Presidente Prudente. 2011. 265 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Faculdade de Ciência e Tecnologia, UNESP, Presidente Prudente, 2011.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. Tradução: Mariana Echalar. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2016.

D’ANDREA, Tiaraju. Nas tramas da segregação: o real panorama da Pólis. 2008. 171 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

DELUCCA, Daniel. Morte e vida nas ruas de São Paulo: a biopolítica vista do centro. In: RUI, Taniele et al. Novas faces da vida nas ruas. São Carlos: EdUFScar, 2016. p. 23-43.

A EMPRESA. Tauste, Marília, 2020. Disponível em: https://www.tauste.com.br/a-empresa. Acesso em: 01 dez. 2020.

FIX, Mariana. Parceiros da exclusão: duas histórias de uma “nova cidade” em São Paulo: Faria Lima e Água Espraiada. São Paulo: Boitempo, 2001.

FREHSE, Fraya. Minicurso: etnografia na sociologia: fundamentos e potencialidades. Minicurso promovido pelo Laboratório de Pesquisa Social do Departamento de Sociologia da USP – Laps. São Paulo: USP, 2014. Disponível em: http://iptv.usp.br/portal/video.action?idItem=2624. Acesso em: 01 ago. 2019.

HARVEY, David. O neoliberalismo: histórias e implicações. Tradução: Adail Sobral e Maria Stela Gonçalves. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

MARICATO, Ermínia. Para entender a crise urbana. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

MARÍLIA SHOPPING recebe todo o glamour do Miss Marília 2018. Portal Mariliense, Marília, 05 jan. 2018. Disponível em: http://portalmariliense.com/portal/marilia-shopping-recebe-todo-o-glamour-do-miss-marilia-2018/. Acesso em: 01 dez. 2020.

MEIRELES, Mariana. Adolescente morre após ficar desacordado em shopping e política investiga o caso. G1, Pernambuco, 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/02/27/adolescente-morre-apos-ficar-desacordado-em-shopping-e-policia-investiga-o-caso.ghtml. Acesso em: 01 dez. 2020.

MELO, Natália Maximo. A esmola e a rede de proteção: um estudo de instituições assistenciais para as pessoas que vivem nas ruas. 2016. Tese (Doutorado em Sociologia) – UFSCAR, São Carlos, 2016.

MORENO, Leonardo. Terminal urbano de Marília volta a ter catracas após decisão judicial. Marília Notícia, Marília, 29 set 2018. Disponível em: https://marilianoticia.com.br/Terminal-urbano-de-marilia-volta-a-ter-catracas-apos-decisao-judicial/. Acesso em: 01 dez. 2020.

OLIVEIRA SOBRINHO, Afonso Soares. São Paulo e a ideologia higienista entre os séculos XIX e XX: a utopia da civilidade. Sociologia, Porto Alegre, n. 32, p. 210-235, jan./abr. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/soc/a/LJBz4P3sqLrM4ss4sNQJZSG/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 01 jan. 2020.

PADILHA, Valquíria. Shopping center: a catedral das mercadorias. São Paulo: Boitempo 2006.

POZZO, Clayton Ferreira Dal. Territórios de autossegregação e de segregação imposta: fragmentação socioespacial em Marília e São Carlos. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Faculdade de Ciência e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, UNESP, Presidente Prudente, 2011.

QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. Variações sobre a técnica do gravador no registro da informação viva. São Paulo: T. A. Queiroz, 1991.

RODRIGUES, Juciano Martins. Mobilidade urbana no Brasil: crise e desafios para as políticas públicas. Revista TCMG, Belo Horizonte, v. 34, p. 80-93, jul./set. 2016. Disponível em: https://www.observatoriodasmetropoles.net.br/wp-content/uploads/2020/05/Mobilidade-urbana_Juciano-Rodrigues.pdf. Acesso em: 01 jan. 2021.

ROLNIK, Raquel. A cidade e a lei: legislação, política urbana e territórios na cidade de São Paulo. 3. ed. São Paulo: Studio Nobel: Fapesp, 1997.

ROLNIK, Raquel. Guerra dos lugares: a colonização da terra e da moradia na era das finanças. São Paulo: Boitempo, 2015.

ROUVENAT, Fernanda; FERNANDES, Felipe. Jovem negro denuncia que foi agredido e ameaçado com arma por homens em shopping na Ilha do Governador. G1, Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/08/07/jovem-denuncia-que-foi-agredido-e-ameacado-com-arma-por-segurancas-de-shopping-na-ilha-do-governador.ghtml. Acesso em: 01 dez. 2020.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. Tradução: Lygia Araujo Watanabe. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

O SHOPPING. Marília Shopping, Marília, 2020. Disponível em: http://www.mariliashopping.com.br/shopping.asp. Acesso em: 01 dez. 2020.

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. Loteamentos fechados em cidades médias paulistas – Brasil. In: SPOSITO, Eliseu; SPOSITO, Maria Encarnação; SOBARZO, Oscar (org.). Cidades médias: produção do espaço urbano e regional. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2006a. p. 175-196.

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão; SPOSITO, Eliseu Silvério; SOBARZO, Oscar. Cidades médias: produção do espaço urbano e regional. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2006b.

SUPERMERCADO terá de indenizar em dez salários mínimos criança confundida com pedinte. O Globo, São Paulo, p. 02, 12 ago. 2012. Disponível em: https://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/supermercado-tera-de-indenizar-em-dez-salarios-minimos-crianca-confundida-com-pedinte-6703491. Acesso em: 01 dez. 2020.

TAJRA, Alex. Adolescente é torturado por seguranças de mercado após tentativa de furto. Uol Notícias, São Paulo, 2019. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/09/02/jovem-diz-ter-sido-agredido-e-denuncia-segurancas-de-mercado-por-tortura.htm> Acesso em: dez. 2020.

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

CARVALHO , M. V. de S. P. de. Espaços espontâneos e estéreis em cidades médias: um estudo a partir do deslocamento da feira livre na cidade de Marília-SP. PerCursos, Florianópolis, v. 23, n. 53, p. 211 - 239, 2022. DOI: 10.5965/1984724623532022211. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/21479. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua