Práticas curatoriais decoloniais em diálogo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234614342022115

Palavras-chave:

Curadoria, História da Arte, Exposição, Ativismo, Decolonialidade

Resumo

Este artigo busca refletir sobre posturas curatoriais decorrentes das recentes discussões e revisões da História da Arte, assim como dos acervos de museus. Com o objetivo de contextualizar as reflexões acerca dessas práticas, o embasamento teórico estabelece discussões a partir de autores como Ivan Muñiz-Reed, Lucy Lippard, Tomislav Šola, entre outros. Partindo de um recorte voltado para um giro decolonial em andamento, são analisadas entrevistas realizadas pelas autoras do presente artigo com os curadores brasileiros Carollina Lauriano, Igor Simões, Luciara Ribeiro e Pollyana Quintella. São apresentadas diferentes práticas e abordagens em que a curadoria e a pesquisa teórica assumem posturas ativistas e de recuperação de nomes e de obras de artistas historicamente discriminados e rechaçados. Ao estudar estratégias e perspectivas diversas, pincela-se um panorama de possibilidades no qual podemos analisar o que já foi feito, reconhecer o que está em construção e projetar futuros. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ananda Carvalho, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Ananda Carvalho é curadora e professora adjunta no Departamento de Artes
Visuais da Universidade Federal do Espírito Santo e Doutora em Comunicação e Semiótica
pela PUC-SP (Bolsa CNPq). Sua área de pesquisa concentra-se na arte contemporânea com
ênfase em curadoria, histórias e processos de criação de exposições. É coordenadora da
Plataforma de Curadoria [que engloba as atividades do projeto de extensão Processos de
Criação em Curadoria (UFES) e do grupo de pesquisa Curadoria e Arte Contemporânea
(CNPq/UFES)], da Galeria de Arte Espaço Universitário (GAEU-UFES) e coordenou a Galeria de Arte e Pesquisa (GAP-UFES) durante 2020 e 2021.

Larissa Megre Wanderley Cordeiro, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Graduanda da Licenciatura em Artes Visuais na UFES, foi bolsista de iniciação científica pela CNPq (2020/21) e FAPES (2019/20) com pesquisa nas áreas de Curadoria e História da Arte. Integrante do projeto de extensão "Processos de Criação em Curadoria" e do grupo de pesquisa “Curadoria e Arte Contemporânea” na UFES. Atualmente é bolsista no programa de extensão da Galeria de Arte e Pesquisa (GAP-UFES).

Referências

ANJOS, Moacir. Por uma curadoria menor. In: Contraditório: arte, globalização e pertencimento. Rio de Janeiro: Cobogó, 2017.

COCOTLE, Brenda Caro. Nós prometemos descolonizar o museu: uma revisão crítica da política museal contemporânea. In: MASP e AFTER All (org.). Arte e Descolonização. 2019, São Paulo: MASP. Disponível em: https://masp.org.br/uploads/temp/temp-X87a1s0ahKuQghS3VJ4D.pdf. Acesso em 11 jun. 2021.

ELEISON, Keyna. Uma conversa com Keyna Eleison. Entrevista com Keyna Eleison. Entrevistadora: Marina Dias Teixeira. Publicada em 25 jun. 2021. SP-ARTE 365, 2021. Disponível em: https://www.sp-arte.com/editorial/uma-conversa-com-keyna-eleison/. Acesso em 11 jul. 2021.

LAURIANO, Carollina. Questionário sobre práticas coloniais e curadoria. Entrevista com Carollina Lauriano. Entrevistadora: Larissa Megre Wanderley Cordeiro. 14 abr. 2021.

LIPPARD, Lucy Rowland. O que queremos dizer? Como queremos dizê-lo?. IN: DUARTE, Luisa (org.). 21a Bienal de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil: Comunidades Imaginadas: Leituras. São Paulo: SESC, 2019.

MUÑIZ-REED, Ivan. Pensamentos sobre práticas decoloniais no giro decolonial. In: Arte e Descolonização. 2019, São Paulo. Disponível em: https://masp.org.br/uploads/temp/temp-oaZHEcCANVB14Q4TP69c.pdf. Acesso em 11 jun. 2021.

QUINTELLA, Pollyana. Questionário sobre práticas coloniais e curadoria. Entrevista com Pollyana Quintella. Entrevistadora: Larissa Megre Wanderley Cordeiro. 02 jan. 2021.

RIBEIRO, Luciara. Questionário sobre práticas coloniais e curadoria. Entrevista com Luciara Ribeiro. Entrevistadora: Larissa Megre Wanderley Cordeiro. 21 abr. 2021.

RUEDA, Ana Sol González. Decolonial Exhibition Making: Mafavuke’s Trial and Other Plant Stories. IN: SOARES, Bruno Brulon. Descolonizando a Museologia. Paris: ICOM/ICOFOM, 2020.

SIMÕES, Igor. Questionário sobre práticas coloniais e curadoria. Entrevista com Igor Simões. Entrevistadora: Larissa Megre Wanderley Cordeiro. 02 mar. 2021.

SIMÕES, Igor Moraes. Montagem fílmica e exposição: vozes negras no cubo branco da arte brasileira. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - UFRGS. Porto Alegre, 2019.

ŠOLA, Tomislav Sladojevic. Eternity does not live here anymore: a glossary of museum sins. Zagreb: [s.n.], 2012. 312 p.

SOUZA, Luciana. Museus no tempo do agora: colonialismo, imperialismo e tecnologia digital. IN: SOARES, Bruno Brulon. Descolonizando a Museologia. Paris: ICOM/ICOFOM, 2020.

Downloads

Publicado

2022-09-01

Como Citar

CARVALHO, A.; CORDEIRO, L. M. W. Práticas curatoriais decoloniais em diálogo. Palíndromo, Florianópolis, v. 14, n. 34, p. 115-138, 2022. DOI: 10.5965/2175234614342022115. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/21673. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Seção temática