Artes indígenas no ensino das artes visuais: uma revisão bibliográfica a partir da produção da pós-graduação brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234614342022249

Palavras-chave:

Artes indígenas, Ensino de Arte, Revisão bibliográfica, Decolonialidade, Interculturalidade

Resumo

Este artigo é fruto da pesquisa que estamos desenvolvendo no mestrado em Artes Visuais da UFPB/UFPE e surge da necessidade de nos debruçarmos sobre as produções acadêmicas da pós-graduação brasileira de pesquisadores que investigaram as artes indígenas no ensino das Artes Visuais na educação básica, tendo em vista a pouca visibilidade desses estudos. Assim, tomamos como objetivo investigar as teses e dissertações brasileiras em torno da temática indígena no ensino das Artes Visuais. Metodologicamente, optamos por uma revisão bibliográfica, explorando a base de dados da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) no recorte temporal de 2010 a 2020, a partir dos seguintes descritores: Ensino de Arte, Artes Visuais e Artes indígenas. A análise do conteúdo de cinco dissertações trouxe aporte para entender algumas lacunas, silenciamentos e estereotipização sobre as artes indígenas e nos faz refletir sobre a necessidade de trabalhar essa temática numa perspectiva intercultural e decolonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Roberta Alves Costa, Universidade Federal da Paraíba

Mestranda do PPGAV UFPE/UFPB. Lic. em Educação Artística/Artes Plásticas - UFPE. Professora da Prefeitura do Recife e integrante do grupo de pesquisa em Estudos Culturais e Arte/Educação

Fabiana Souto Lima Vidal, Universidade Federal de Pernambuco

Docente de Artes Visuais do PPGAV UFPE/UFPB. Doutora e mestre em Educação. Editora-chefe da Rev. Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica. Líder do GPECAE.

Referências

BARBERO, Estela Pereira Batista. Artes indígenas no Brasil - trajetória de contatos: história de representações e reconhecimentos. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2010.

BARBOSA, A. M. Tópicos Utópicos. Belo Horizonte: C/Arte, 1998.

BELARMINO, Clarissa Machado. Tramas indígenas: a técnica do trançado da etnia Kambiwá. 2018. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018.

BOGÉA, Mirian Ferreira da Silva. Representações visuais dos povos Canela-Ramkokamekrá: uma proposta metodológica para educação básica técnica e tecnológica IFMA/campus Imperatriz. 2020. Dissertação (Mestrado em Gestão de Ensino da Educação Básica) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2020.

BRASIL. Lei n. 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Presidência da República (Casal Civil: Subchefia de assuntos jurídicos). Brasília, DF, n.187, 10 março. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007- 2010/2008/lei/l11645.htm. Acesso em: junho de 2021.

CANDAU, Vera Maria Ferrão; RUSSO, Kelly. Interculturalidade e educação na América Latina: uma educação plural, original e complexa. Revista Diálogo Educacional, v. 10, n. 29, p. 151-169, jan./abr. 2010.

ESBELL, Jaider. Arte indígena contemporânea e o grande mundo. Revista Select, n. 39. Brasil, 2018. Disponível em: https://www.select.art.br/arte-indigena-contemporanea-e-o-grande-mundo/. Acesso em: 12 nov. 2021.

JESUS, Terena. Véxoa: Nós sabemos. In: Catálogo da exposição Véxoa: Nós sabemos. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 2020.

NÓBREGA, Rafaela Farias. A arte indígena para além dos clichês: por novas abordagens nas aulas de arte. 2018.

Dissertação (Mestrado Profissional em Artes) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

SILVA, Keyde Taisa. O ensino de arte no ensino fundamental a partir da Lei 11.645/08 e das narrativas indígenas. 2019. Dissertação (Mestrado em Territórios e Expressões Culturais do Cerrado) – Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2019.

RICHTER, Ivone Mendes. Interculturalidade e estética do cotidiano no ensino das artes visuais. São Paulo: Mercado de Letras, 2003.

TUPINAMBÁ, Renata. Etnomídia, uma ferramenta para a comunicação dos povos originários. Jornal Brasil de Fato: Niterói, Rio de Janeiro. 2016.

WALSH, Catherine. Interculturalidade Crítica e Pedagogia Decolonial: in-surgir, re-existir e re-viver. In: CANDAU, V. M. F. (Org.). Educação Intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009.

Downloads

Publicado

2022-09-01

Como Citar

COSTA, F. R. A.; VIDAL, F. S. L. Artes indígenas no ensino das artes visuais: uma revisão bibliográfica a partir da produção da pós-graduação brasileira. Palíndromo, Florianópolis, v. 14, n. 34, p. 249-268, 2022. DOI: 10.5965/2175234614342022249. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/21065. Acesso em: 28 set. 2022.